L
Letícia Gabrielly Camilo


Maria Eduarda é uma jovem de 22 anos, que muda de cidade e conhece um vizinho que a deixa loucamente apaixonada.


Erótico Todo o público.

#Romance
0
993 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo None
tempo de leitura
AA Compartilhar

De Manaus para o Rio

Existia uma família muito unida no sul de Manaus constituída pelo Pai senhor Manuel, a mãe senhora Adriana e o casal de filhos Maria Eduarda e José Felipe , devido a profissão do senhor Manuel ,todos se mudaram para a Capital do Rio de janeiro. Maria Eduarda odiava mudanças , apesar de ter 22 anos ela morava com seus pais, pois sua mãe estava muito doente e seu pai trabalhava muito , José Felipe tinha 10 anos e Maria cuidava dele também.

Pela janela embaçada José Felipe olhava sua cidade natal ficando para trás , ele chorou por alguns minutos porque seus amigos ficaram em Manaus.

_ Calma Zé , um dia a gente vem pra visitar eles , você sabe que sempre cumpro as minhas promessas né .

José Felipe deitou no colo da sua irmã e se consolou , adormeceu .

Eles passaram por várias cidades , lugares lindos e outros nem tanto , José estava animado!

Chegando na Rodoviária José já não estava tão triste , pra ele aquela cidade era incrível, e quando sua irmã falou das praias ele quase explodiu de alegria .

Era tudo novo pra eles , Senhor Manuel foi promovido na empresa onde ele trabalha e transferido para o Rio . Ele poderia dar uma vida ainda melhor para seus filhos , trabalhava tanto porque um dos seus objetivos era ter o próprio negócio!

A nova casa era incrível, cada um arrumou as suas coisas em seus quartos , dona Adriana estava arrumando a cozinha junto com Maria Eduarda.

José não pensava em outra coisa , a praia , seu coração quase que pulava do peito com a ideia de uma escola nova !

Maria Eduarda era formada em administração, e iria trabalhar com seu pai mas primeiro teria que encontrar alguém para ficar com a sua mãe e seu irmão. Dona Adriana tinha um problema de coluna e sentia dores nas pernas constantemente, ela sofreu um acidente de trabalho e ficou com essas sequelas .

Fazia muito sol naquela manhã , Maria foi até a sacada para ler quando ouviu um grito .

_ Pare Guilherme, sossega garoto !

Ela subiu até seu quarto pois era o cômodo mais auto para poder bisbilhotar o que estava acontecendo na casa dos vizinhos!

Maria conseguiu ver alguém carregando uma mulher nos braços de um lado para outro, e os dois davam muitas gargalhadas , ela começou a rir também, aqueles dois eram contagiantes !

Quando a mulher foi colocada no chão Maria ficou olhando para aquela pessoa, era um homem alto , forte e divinamente perfeito!

Seu nome era Guilherme Fonseca, tinha acabado de chegar de uma viagem a mulher a qual ele carregava nós braços era sua mãe , os dois moravam ali desde sempre.

Maria ficou olhando para eles e sorrindo com eles até que o moço virou o rosto e a viu bisbilhotando e a encarou , Maria fechou as janelas às pressas e desceu até a cozinha estava tão envergonhada !

Alguém tocou a campainha Maria levou um susto e pensou ser o vizinho que veio para tirar satisfação com ela por bisbilhotar !

Quem poderia abrir a porta !?

José estava na escola, sua mãe dormindo com efeitos de remédios e seu pai trabalhando !

Maria criou coragem e abriu a porta , e ficou quase aliviada.

_ Olá , desculpe o encômodo , eu moro aqui do lado com meu filho Guilherme e vim dar as boas vindas , quando ele me disse que viu alguém aqui na casa quase que não acreditei , faz muito tempo que ela não tem moradores !

_ Muito obrigada , viemos de Manaus , meu pai foi promovido e transferido. Eu me chamo Maria Eduarda , meu pai é o senhor Manuel e minha mãe se chama Adriana , também tenho um irmão , o José Felipe !

_ Diga a todos que eu e meu filho demos as boas vindas eu me chamo Rosana mais todos me chamam de Rosa !

Maria respirou aliviada depois que Dona Rosa saiu.

12 de Novembro de 2021 às 20:41 0 Denunciar Insira Seguir história
1
Leia o próximo capítulo Confissões de uma garota

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 6 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!