G
GreicyKelly Barbosa Vaz


Contém hots. Contém palavras ofensivas.


Romance Impróprio para crianças menores de 13 anos.
0
919 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo A cada 2 dias
tempo de leitura
AA Compartilhar

Minha Doutora

Era um dia apenas como os outros dias na vida de Amélie Petit martin uma psicóloga filha de um casal francês Marcel Petit e Camille Martin Petit.

Era uma segunda feira Amélie se levantou de sua cama se arrumou tomou seu café da manhã, e foi pro seu trabalho, mais alguma coisa naquele dia iria mudar tudo na vida de Dra Martin.

Amélie tinha terminado um relacionamento de 4 anos ela estava um pouco abalada, mais nada que um belo dia de serviço não ajudasse.

Ela estava sentada em sua cadeira super confortável "Poderia ficar ali o dia todo", quando então entrou o próximo cliente um homem alto e forte tinha seus 1,87 de altura aos olhos encanta muitas.

_Bom dia, Sr?

_Bom dia, me chamo Thomas Lawrence.

_É um prazer conhecê-lo Sr Lawrence por favor sente-se.

Thomas sentou-se e por algum motivo ele não conseguia não olhar para Amélie alguma coisa nela chamava muito a atenção dele.

Thomas Lawrence era um homem duro de coração, perdeu sua ex esposa e seu filho em um acidente de carro a 5 anos atrás desde então se fechou para tudo, amizade, família, e até mesmo um relacionamento. Ele era um CEO na empresa de seu pai Richard Lawrence sua mãe morreu na sala de parto.

_ Então, sinta-se...

_ Não perca seu tempo princesa, eu não irei dizer uma só palavra.

_ Ok, irei ficar aqui sentada, caso queira mudar de ideia eu ainda estarei aqui.

_ Só estou aqui por obrigação, então não se preocupe.

_ Tá ok. Quer beber alguma coisa? por que... Ainda temos 57 minutos.

_ Qual a finalidade do seu papel como psicóloga? Além de escutar tudo sobre as pessoas, falar algumas coisas e achar que ajudou a pessoa.

_ É eu faço isso, eu converso, estudo, analiso toda a situação e ajudo da melhor forma pra essa pessoa.

_ Você não se cansa?

_ De ajudar as pessoas? Jamais.

_ Tá.

_ Então me diga o Sr trabalha de que?

_ Por favor só Thomas...

_ Ok!

_ Na empresa do meu pai.

_ Ok. É casado?

_ Fui.

_ Se divorciou de sua esposa?

_ Não, ela só foi tirada de mim.

_ Sinto muito, já falou sobre?

_ Não, e não quero falar.

_ Ok.

_ Qual é princesa, não desista de mim tão fácil.

_ Desistir de você? Não irei, mais qual é Sr Lawrence não desista de você também.

_ Tarde de mais.

Ele então se calou e ficou em silêncio, até uma ligação inesperada

_ Com licença, preciso atender.

_ Ta ok!

Ele então se levantou e foi atender.

_ Alô?

_ Alô Sr Lawrence.

_ Sim Jenevive?

_ Ligaram das docas e falaram sobre o contêiner no seu nome Sr, parece que ivandiram o local.

_ Ok.

Ele desligou o telefone e saio sem pensar duas vezes, Amélie estava sentada e viu ele indo embora "Ok ser enganada por um ex e agora por um cliente, é o que eu fiz pra merecer isso?".

Thomas chegou as docas, tinha alguns polícias no local

_ Olá Sr, sinto muito isso nunca aconteceu por aqui.

Thomas simplesmente continuou andando aparentemente irritado

_ Policiais, já sabem quem foi o responsável.

_ Olá Sr Lawrence, ainda não mais assim que soubermos, as devidas precauções serão tomadas.

_ Eu espero!

Thomas entrou no contêiner e começou a procurar por algo

_ Quer ajuda Sr Lawrence?

_ Sim quero que descubra quem foi o responsável, e trate de mata-lo.

_ Sr Lawrence...

_ Agora, chavier!

_ Já estou indo.

_ Chavier, ligue pra Dra Martin marque outro horário.

_ Que horas de amanhã?

_ Quero pra hoje.

_ Á ok.

Dra Martin estava prestes a sair para almoçar quando o telefone toca.

_ Dra Martin, queria estar marcando outro horário pro Sr Lawrence.

_ Olá, a que horas de amanhã?

_ Então ele quer pra hoje às 19h, tá bom?

_ An...."Droga" ta ok!

Ela então almoço e foi fazer suas coisas, as 19h ela voltou pro escritório e lá estava a "cinderela"

_ Boa noite, venha por aqui.

_ Boa noite princesa, sentiu saudades?

_ Entre.

_ Então, fiquei chateada que você fugiu de mim.

_ Fugir de você? Jamais. Tive alguns problemas já resolvidos.

_ Que bom, então estávamos falando sobre....

_ O que você gosta de fazer no seu tempo livre?

_ Ok, é trabalhar.

_ Quando não está trabalhando.

_ lendo.

_ Você não sai, não se diverte?

_ Sim, com certeza, e você o que faz no seu tempo livre?

_ Já viajou pra Rússia?

_ Ok, não eu nunca pude conhecer a Rússia.

_ Posso te levar lá um dia no seu tempo livre.

_ Seria ótimo, você já foi pra lá?

_ Quando você resolveu ser psicóloga?

_ Com 16 anos.

_ Muito nova nessa idade eu estava fumando maconha e bebendo todas.

_ E agora?

_ Eu ainda fumo maconha e bebo todas, mais com responsabilidade. Ou não!

_ Onde nove conheceu sua esposa?

_ Você já foi casada?

_ Tive um relacionamento de 4 anos.

_ Quer beber?

_ Não, estou em serviço.

_ Falta 2 minutos depois disso quer beber?

_ Não posso.

_ Você não quer, qual é já desistiu de mim?

_ Jamais Thomas, vamos beber então.



9 de Novembro de 2021 às 09:57 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Leia o próximo capítulo A cabana

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 3 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!