debora-evillyn1530499608 Kpop anime

Dean e Sam Winchester,dois irmãos em um mundo onde o sobrenatural existe.Há alguns meses algo aconteceu na Terra,demônios surgiram de vários lugares sem explicação e por algum motivo Dean Winchester está no centro junto de seu irmão mais novo. Castiel foi ordenado a proteger o humano Dean Winchester,e ele irá o fazer como um anjo do senhor e servo do céu que é,porém isso poderá ser sua queda afinal "tudo o que Dean toca acaba estragando."


Fanfiction Seriados/Doramas/Novelas Para maiores de 18 apenas.

#DeanXCastiel #Cas #Cass #anjoXhumano #Winchester #Sam #Dean #destiel #pwp #Castiel #sexo #lgbt #bl #aventura #yaoi #Supernatural #drama #sobrenatural #romance
0
477 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo A cada 30 dias
tempo de leitura
AA Compartilhar

Capítulo 01


[12/05/2019||Terça-feira]


-Ahhh!estou morto. -disse Dean se jogando de cabeça na única cama do quarto do Motel.


Sam que estava ainda na porta,adentrou o local e olhou para o corpo do irmão estirado na cama,tirou a mala do ombro e a colocou numa mesinha.


-Cara...eu realmente odeio bruxas. -Dean reclamou ainda deitado,virando o rosto na direção do irmão mais novo.


[09/05/2019||Sábado]


Os irmãos tiveram um caso na cidade onde misteriosamente pessoas começaram a morrer tragicamente.


Os principais alvos eram de um certo colégio local,quatro garotas e dois garotos,além do faxineiro e dois professores,Alfred Jermes o professor de química e Amira Liscent professora de educação física.


Dean e Sam falaram com o máximo de professores e alunos daquele colégio mas as mortes eram de alunos de várias salas diferentes,então foi complicado descobrir a fonte,perguntaram sobre os alunos,como eram,se tinham inimigos e basicamente a maioria dos alunos daquele colégio não ia com a cara dos seis alunos mortos.


Eram filhos de pais ricos e aparentemente se achavam os dono do lugar,se referiam aos outros como alguém de classe baixa e os tratavam como idiotas.


Dean e Sam foram falar com os pais dos mesmo,houve dois pais que não estavam no país,e um que parecia incrivelmente bem,andando pra lá e pra cá com o telefone na mão fazendo negócios enquanto respondia o minimo de perguntas dos irmãos.Eles constataram que era um aluno o culpado,a maioria dos casos foi com alunos,alunos esses que não eram flor que se cheirasse,além do primeiro homicídio ter sido de uma aluna.Não havia motivos ter sido um professor por a maioria das mortes terem sido exatamente alunos adolescentes,mas os irmãos não anularam completamente a hipótese.


As perguntas sobre as vítimas foram totalmente inúteis,nem pareciam ser parentes quanto mais pais e filhos.De volta a estaca zero Dean e Sam decidiram que era hora de se aprofundar na vida dos professores e do faxineiro falecido,mas não descobriram nada que chamaria a atenção,apenas um ponto.


A professora de educação física havia sido demitida do antigo colégio por abuso de poder,então Dean e Sam falaram novamente com os professores e lhes perguntaram como ela ensinava,eles acabaram falando que as vezes realmente ela exagerava,ao ponto de alunos acabarem indo para a enfermaria.


Dean decidiu que iria falar com o pessoal da enfermeira enquanto Sam ficaria para interrogar os outros faxineiros.Dean descobriu quatro casos de alunos que passaram mal durante a aula da antiga professora e dois casos,de duas garotas,se repetiram mais de uma vez.


Já Sam falou com os outros faxineiros descobrindo que o homem de 54 anos,era viúvo e não tinha filhos,apenas coisas que ele já sabia,durante as perguntas uma adolescente,aluna,apareceu ao lado do Winchester mais novo.Ela parecia incerta,tímida e com vergonha,Sam foi gentil com ela,perguntando se estava tudo bem e se ela precisava de algo.A garota disse com a voz falha,o rosto choroso e nervoso que tinha algo para contar.


Ela foi direta e disse que ela e sua melhor amiga foram molestadas pelo faxineiro falecido,então decidiu contar toda a historia.


A jovem contou que estavam andando pelos corredores assim como outros alunos,elas passaram pelo faxineiro -que estava próximo a sala onde se era armazenado produtos de limpeza- o homem mais velho pediu que elas parassem e que o ajudassem com alguma caixa,produtos pesados que ele não conseguia se abaixar por conta da dor nas costas que ele disse ter,as garotas se entreolharam duvidosas mas foram ao auxílio.Assim que elas entraram no quarto ele apontou para a caixa com produtos que realmente existia,ambas as garotas se abaixaram para pega-la juntas e foi quando sentiram algo lhes apertar as nadegas,assustadas elas se afastaram mas o homem bloqueava a porta,ele se aproximou com más intenções,então a garota que estava contando o acontecimento o empurrou,o fazendo cair para trás derrubando as vassouras e produtos que estavam com ele,enquanto as duas correram de lá.


Sam não acreditava no que estava ouvindo,elas tinham 15 anos!o mais novo tentou tranquiliza-la e depois perguntou o nome da outra garota,o nome de sua melhor amiga.


Os dois se reuniram e Sam já foi logo dizendo que conversou com uma aluna chamada Emily Bronts que havia sido molestada pelo faxineiro,e ela não estava só,havia uma outra garota com ela.Antes mesmo dele terminar Dean disse:


-Deixa eu ver...Renata Pardelie?


-...Como é que você sabe? -perguntou o mais novo.


-Por que Emily Bronts e Renata Pardelie foram as alunas que mais frequentaram a enfermaria por conta da professora de educação física. -Dean disse com um leve sorriso de lábios,as peças estavam se encaixando.


-Então uma delas é a culpada?ou talvez as duas? -Sam perguntou olhando para Dean,o vendo abrir uma cerveja e se sentar na cama de casal do motel que eles estavam usando como moradia temporária.


-Eu não sei,mas até agora o professor de química é um mistério. -o loiro disse,bebendo um gole de sua cerveja.


No dia seguinte Sam e Dean foram há casa de Renata,bateram a porta mas ninguém veio atender.Vendo que não havia movimento na casa,Dean se curvou tentando arrombar a fechadura,quando o fizeram giraram a maçaneta e a porta se abriu.Eles se armaram e adentraram com calma e cautela,os dois se separaram com Sam olhando o andar de cima e Dean o de baixo,passaram tempo quando o mais novo viu pela janela do andar de cima alguém se aproximar parecendo vir para essa casa,Sam correu descendo as escadas o que chamou a atenção de Dean.


-O que houve? -perguntou o loiro.


-Tem alguém vindo para cá. -disse Sam,Dean resmungou um "merda" e se escondeu com Sam num lugar onde poderia ver a pessoa que vinha.A porta foi aberta e um jovem entrou por ela,ele usava roupas simples e era loiro,o garoto subiu direto para o andar de cima o que deu aos irmãos uma chance para sair da casa.


Algumas horas depois Dean e Sam voltaram a casa mas dessa vez de terno,eles bateram a porta que foi atendida pelo mesmo adolescente de antes,eles se apresentaram com seus nomes de agentes do FBI falsos,apresentando seus distintivos e perguntando por Renata Pardelie,o garoto disse que ela não se encontrava,havia passado o dia fora e pediu que eles viessem amanhã.Dean e Sam concordaram e se viraram indo em direção ao carro afim de ir embora.


-É de vocês? -pergunta o garoto encostado na porta e de braços cruzados.Os irmãos tinham se virado para ele.


-Sim. -Dean disse com certo orgulho.


-Belo carro. -o jovem disse com um sorrisinho,Dean sorriu de volta e agradeceu o elogio.


No dia seguinte,logo bem cedo eles voltaram a casa e dessa vez foi aberta por uma garota,a mesma era loira,parecia muito com o jovem de ontem.Ela os convidou a entrar assim que eles se apresentaram como agentes,Renata lhes pediu que se sentassem no sofá e eles o fizeram.


-Renata?!quem é? -o mesmo jovem de ontem saiu de um cômodo com uma frigideira na mão,ele estava fazendo bacon.Assim que ele viu quem era desejou bom dia,Sam o respondeu já Dean apenas acenou com a cabeça.


Eles contaram que gostaria de falar com Renata sobre os casos das mortes do colégio,quando o garoto se apresentou como irmão mais velho e que gostaria de está ao lado da irmã durante as perguntas.Dean e Sam concordaram.


Eles perguntaram da relação dela com a professora de educação física,Renata apenas disse que ela era meio rígida mas foi notável pela afeição e tensão do corpo que ela não pensava apenas em 'rígida' daquela mulher.Questionaram dos alunos,ela disse que eles pegavam no pé dela mas que não era a única aluna daquele colégio que eles faziam isso.E por último falaram do faxineiro,contaram o que sabiam com o máximo de cautela,ela pareceu desconfortavel mas apenas disse que isso realmente tinha acontecido.


Sem mais nada a perguntar decidiram questionar o paradeiro dos pais dos dois.


-Não temos pais,moramos só,apenas eu e Renata. -disse Alexei,o irmão mais velho.Sam então entregou o cartão com seu número e pediu o número da garota dizendo que talvez poderia ligar de novo,ela o entregou relutante e eles foram embora.


Dean estava num restaurante enquanto Sam verificava a casa do professor de química em busca de uma ligação,o mais velho pagou seu pedido e saiu,abriu a porta do seu Impala jogou o seu Hambúrguer e refri no banco do carona e se sentou ao volante.Ele pegou seu Hambúrguer o desembrulhando e abriu a boca para o morder mas parou e se esticou para ligar o rádio,sentindo falta de um somzinho,quando se virou e abriu a boca afim de finalmente devorar aquela comida sagrada o jogou longe de suas mãos.O hambúrguer estava cheio de larvas vivas,se remexendo entre os ingredientes,Dean xingou e ficou parado por uns segundos até se tocar,ele se agaichou procurando por algo,encontrando um saquinho de bruxaria,o loiro saiu do carro e queimou o presentinho que lhe deram.


Sam voltou ao motel encontrando Dean sentado na cama bebendo cerveja,o mais velho se levantou,pegou uma outra,a abriu e entregou ao mais novo.


-Então?


-Nada. -disse Sam depois de beber um gole de sua cerveja.


-Ótimo,no meu caso eu quase comi um hambúrguer com larvas. -o loiro de olhos verdes disse indignado.Sam o olhou com as sobrancelhas franzidas e boca levemente aberta.


-Um-


-Sim!um saquinho de bruxaria. -Dean cortou o irmão.


Sam e Dean não sabia qual passo dar,até o mais novo pegar seu celular e ligar para Renata,ele começou gentil perguntou como ela estava,até chegar no assunto,se ela estava escondendo algo,Sammy questionou sobre o professor de química,qual era a relação deles.A garota hesitou mas começou a falar.


-Eu não tive nenhum problema com o professor de química, mas meu irmão...ele estudou naquele colégio até um ano atrás,o professor de química fez coisas com ele...


-"Coisas"? -perguntou Sam colocando no viva voz.


-Há cinco anos atrás quando meu irmão tinha 14 anos...ele era o melhor aluno de química da sua sala,o professor pediu que ele ficasse depois para ter uma aula individual...ele ficou...e...o professor fez coisas com ele.


-Que tipo de coisas Renata? -questionou Sam.


-Eu não tive coragem de perguntar mas deve ser...aquele tipo de coisa.


-Como você soube disse? -perguntou o mais novo.


-Ele me contou...quando eu lhe disse o que tinha acontecido com o faxineiro. -houvesse silêncio das duas linhas.


-Onde seu irmão está? -perguntou Sam.


-Meu irmão trabalha numa loja de conveniência.


-Pode me dá o endereço?


Depois de Sam pegar o endereço com Renata,Dean e o mais alto entraram no carro e foram atrás de Alexei.Chegando no local perguntaram ao balconista sobre ele e o mesmo disse que Alexei ligou dizendo que se atrasaria.Os irmãos perceberam algo de errado e ligaram novamente para Renata.


-Renata!ele não está no trabalho!


-o? -a garota parecia surpresa.


-Escuta!não tem algum lugar que ele frequenta ou vai,algum lugar que poucos conheça? -perguntou Sam abrindo a porta do carro e se sentando no banco do passageiro,enquanto Dean estava ao volante.


-Tem...um lugar onde costumávamos ir quando criança,brincávamos como se fosse nosso castelo,é uma casa abandonada.


-Onde? -Sam perguntou.


Eles dirigiram imediatamente para o local que Renata indicou,assim que chegaram avistaram uma grande casa velha,madeira podre,as plantas estavam mortas ao redor,era aquele o lugar.Eles desceram do carro já armados e correram para dentro do local.


Ao adentrar mais afundo eles encontraram Alexei mexendo em uma mesa,com símbolos e itens de bruxaria.


-Parado! -Dean gritou apontando a arma assim como Sam.O garoto levantou as mãos rendido.


-Foi você que cometeu todos aqueles crimes...porque!? -Sam perguntou alto.


-Por que? -Alexei riu,uma risada típica de vilão de filme.


-Fiz pela minha irmã,por justiça! -ele enfatizou.


-Justiça?você matou pessoas! -Dean gritou ainda mantendo a mira nele.


-Pessoas más!culpadas!o que você faria para proteger sua única família?eu faria de tudo!até matar. -ele começou gritando depois foi abaixando o tom e voltando a gritar.


-Sabe...Renata não me contava nada,mas eu soube que algo estava errado e quando fui na enfermaria a buscar várias vezes,eu tive a certeza!que algo estava errado.Eu perguntei,insisti muito!e ela me contou,a professora que sempre pegava pesado com ela,os alunos que a humilhavam...os infelizes cortaram o cabelo dela,a empurravam,a chamavam de tudo quanto é nome e ela apenas dizia que estava tudo bem,que ela estava bem. -ele disse abaixando as mãos e caminhando na direção de Dean e Sam,lentamente.


-Mas um dia ela chegou em casa depois do colégio,estava transtornada,assustada e não queria me dizer nada,contei a ela do que me aconteceu naquele colégio com o professor de química e ela pareceu abalada,naquele momento pensei que ela estava apenas triste por mim,mas aí ela me contou o que aconteceu com o faxineiro,enquanto suas mãos tremia e seus olhos brilhavam por conta das lágrimas seguradas,aquele foi o basta.


-Você fez isso para a protege-la... -falou Sam baixo.


-Sim,ela é minha irmã!minha única família.Eu não queria que ela tivesse que carregar mais dor do que carregava,não queria que o que aconteceu comigo acontecesse com ela. -Alexei disse baixo,seus olhos tinham uma mistura de tristeza e raiva.


-Mesmo assim matar aquelas pessoas não era o certo. -Dean disse firme.


-Fiz um favor há muitas pessoas. -ele disse com amargor.


-Onde aprendeu isso? -Dean questionou apontando com a arma para a mesa.


-No livro,tinha na biblioteca próximo a nossa casa. -Ele disse,Sam e Dean se entreolharam surpresos.


-Dean...pode deixar comigo isso?


-Ham?! -Dean olhou para Sam confuso.


-Vá para a biblioteca,estarei logo lá. -Sam disse,Dean olhou sério para o mais novo e saiu ainda mantendo os olhos em Alexei.


-Por que?


-Por que Dean poderia te dar um tiro para resolver tudo isso. -Sam disse se aproximando lentamente enquanto mirava no jovem.


-E você não? -Alexei perguntou,seus olhos não desgrudando de Sam.


-Não...eu faria de tudo pelo meu irmão,ele é a única família que eu tenho,assim como Renata é a sua. -quando Sam falou isso Alexei pareceu paralisar,seus olhos amoleceram.


-Me entregue o livro e esqueça de tudo isso,não se transforme em um monstro assasino,não se transforme em algo que sua irmã não reconheceria. -Sam disse baixo.


-Ela deve está te esperando para jantar juntos,não se envolva com isso,não é a única forma de resolver as coisas,ela não gostaria que você se transformasse nisso. -Sam disse emotivo,Alexei olhou para o livro e os objetos atrás de si.


-Eu poderei viver ao lado dela? -perguntou choroso.


-Se você quiser.


-Eu quero,sem ela...eu não tenho mais ninguém. -Alexei falou fungando.


-Escuta,eu deixarei você ir,meu irmão também por que se não ele teria ficado,mas me prometa que não vai se envolver com nada disso,nunca! -Sam pediu em tom de advertência.


-...Eu prometo.


-♤♡●◇♧-


Sam tinha pegado o livro e se livrado dos objetos e agora estava na biblioteca com Dean.Olharam todos os livros e pesquisaram os dados dos livros que foram alugados,encontrando nada de suspeito,aparentemente esse era o único livro daqueles,porém a bibliotecária disse que teve livros que não foram arquivados no computador e sim em papeis e que ela demoraria para encontrar,mas prometeu os ter amanhã.Então sem escolha os irmãos voltaram para o motel já que estava de noite.


[12/05/2019||Atualmente]


Sam escutou o irmão reclamar das bruxas por um tempo.


-Com fome? -perguntou o Winchester mais novo.


-Muita. -respondeu o mais velho.


-Ok,vou comprar algo. -disse Sam se virando em direção a porta,porém parou e esperou o irmão falar.


-Apenas...Não me traga hambúrguer,sem hambúrguer por um tempo. -Dean disse se lembrando da quase experiência de comer larvas vivas.


-Ok. -disse Sam,saindo do quarto.


-E não me venha com comida de coelho! -Dean gritou esperando que Sam não lhe trouxesse um repolho.



[_ No céu _]


O Arcanjo Miguel se pôs de frente ao seu irmão mais novo.


-Castiel,tenho uma missão para você. -disse o anjo mais forte do Senhor.


-Certo irmão,o que eu devo fazer? -questiona o mais novo,obediente.


-Proteja um certo humano por mim.


-Um...humano? -pergunta Castiel confuso.


-Sim,desde o momento que ele nasceu tenho os meus olhos nele,o vigiando,o guardando mesmo daqui,porém as coisas estão a ficar pior na terra...Castiel,o proteja,não o deixe que morra. -o Arcanjo falou autoritário,mas gentil,Castiel queria questionar o porque.O porque do irmão se preucupar com um único humano,mas não perguntou,seu dever era seguir as ordens.Miguel não tinha tempo para ficar de olho em um humano,portanto ele mesmo o faria,afinal essa foi sua ordem,sua missão.


-Certo irmão,eu o protegerei.


-♤♡●◇♧-


[Continua...]

27 de Outubro de 2021 às 20:01 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Leia o próximo capítulo Capítulo 02

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 1 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!