Atualize agora! Temos um NOVO aplicativo para Android! Baixe-o na Google Play Store. Leia mais.
vvieiras Vitória Vieira

Tessa é uma garota, nascida dentro da família imperial de Oriah. Um dia ela é raptada por homens de um império vizinho, ela vê isso como uma oportunidade para finalmente se desvencilhar dos laços que até então ela tinha com sua familia.


Fantasia Épico Todo o público.

#fantasia #magia #Reino #Princesa
0
1.0mil VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo A cada 30 dias
tempo de leitura
AA Compartilhar

01

Havia sido repentino. O imperador ainda fazia seu discurso, enquanto ela escutava tediosamente de seuposto ao lado de seu irmão e irmã, segurando a vontade de bocejar ou expressar um ínfimo sinal de tédio que ameaçava transbordar a qualquer momento se ela tivesse que passar mais tempo tendo que olhar para todos aqueles nobres e tendo que fingir ser a boa menina que sempre fingia ser, ela com certeza acabaria cochilando ali mesmo.

Foi então, que o teto abobadado de cristal se partiu, uma chuva de vidro jorrou por todo o salão, as pessoas que entenderam rápido a situação se apressaram em fugir ou se proteger, outras ficaram perplexas observando a "chuva" cair.

Os gritos eram altos, e se tornaram mais quando cordas penderam pelo teto, e homens vestidos dos pés à cabeça de preto saltaram das vigas de sustentação. O caos estava instalado no até então cerimônia do centésimo quinto aniversário do império, onde nobres do país inteiro se reuniam para comemorar a formação do glorioso e próspero império de Oriah. Enquanto os nobres fugiam aos gritos e desespero, os guardas correram para dentro, e assim que os homens de preto alcançaram o chão uma batalha foi iniciada, os sons de espadas se chocando ecoou por todo o salão. Enquanto a batalha se desenrolava, o imperador, seus irmãos e ela foram escoltados até uma porta lateral, feita exatamente para casos de fuga.

Ela estava mais do que nunca acostumada a ser negligenciada, tanto por sua família ou pelos guardas, enquanto sua família que seguia a frente fora bastante protegida, ela por outro lado fora deixada praticamente para trás, os guardas não fizeram questão de esperá-la ou escoltá-la.

E por isso ninguém a protegeu, quando um homem de preto a segurou pelo braço, ela teria lutado com ele, se não fosse por aquele bufante vestido azul cheio de camadas de tule e o espartilho que a exprimia e restringia seus movimentos. Ela sabia que não devia, mas se sentiu chateada quando viu sua família passar pela porta, seguida pelos guardas que fecharam a porta após a ordem dada pelo imperador sem ao menos questionarem o quão cruel aquilo era.

Não teve tempo para reclamar, ou gritar com quem quer que fosse a pessoa que ainda a segurava, pois no momento seguinte ela sentiu dois pontos de pressão, um na nuca e o outro no meio das costas. Seu corpo se tornou mole e pesado, era como se ela de repente tivesse perdido todos os ossos de seu corpo e não pudesse se sustentar de pé, era uma sensação estranha e desesperadora, enquanto caía ela tentou mexer o braço ou alguma parte do seu corpo para poder amenizar a queda, mas tudo em vão. Mas a queda nunca veio, ao invés disso ela foi gentilmente aparada pelo homem de preto.

— Com sua licença, princesa — ele disse.

Ela deixou um gritinho escapar quando o homem a jogou sobre o ombro, pela espessura dos músculos sob seu corpo ela percebeu que o homem era bem forte. Não tinha muito o que se fazer depois disso, ela poderia gritar por ajuda ou xingar o homem, mas nenhuma das alternativas iriam a ajudar a sair dessa situação e ela só iria gastar energia. Ela se sentia sonolenta a um tempo, passara a maior parte da madrugada treinando esgrima, duas horas fora o máximo que conseguira dormir, logo pela manhã as empregadas vieram para prepará-la para o evento e desde então ela não teve muito tempo para descansar. Então ela fez a única coisa que a ajudaria a se manter distraída e pouparia sua energia para mais tarde. Dormir.



25 de Outubro de 2021 às 13:53 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Leia o próximo capítulo 02

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 1 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!