inverno_solitario Inverno Solitario

" Por mais que eu o chamasse, por mais que tentasse eu simplesmente não conseguia me aproximar, ele está longe, longe demais para que eu possa tocar..." Por algum motivo, Wang Yibo carrega consigo a lembrança de um homem chamado Lan Zhan e por mais que tente ignorar isso, o mesmo não consegue e as coisas se tornam ainda pior quando Wei Ying, o homem que Lan Zhan tenta incessante alcançar e6 semelhante a um famoso cirurgião conhecido como Xiao Zhan. Wang Yibo quer de todas as formas entender porque Wei Ying era tão importante para Lan Zhan e porque exatamente ele era tão importante para ele. Será que Wang Yibo estava pronto para descobrir a verdade? Será que ele aguentaria descobrir a verdade? Duologia - WangXian/YiZhan. Livro l - Tropeço - Finalizado. Livro ll - Dynasty - Finalizado. Os personagens acima não me pertencem. Todas as capas são feitas por mim, as imagens na capa não me pertence. Revisado mas pode conter erros, devido à falha humana.


Fanfiction Seriados/Doramas/Novelas Para maiores de 18 apenas.

#lanwangji #weiwuxian #yiZhan #wangxian #outravidas #destino #amor #Romancegay
0
612 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Capítulo 1

Continuação de Tropeço - WangXian.

“ — Wei Ying....

Por mais que eu o chamasse, por mais que tentasse eu simplesmente não conseguia me aproximar, ele está longe, longe demais para que eu possa tocar.

— WEI YING....WEI YING....”

Uma leve camada de suor escorria pelo seu rosto sua respiração estava irregular e o sentimento de perda do sonho ainda estava consigo, rolou pela cama e olhou para relógio digital em cima da cômoda eram exatamente 7:30 soltou um suspiro e observou o teto, tentando entender o que exatamente aquilo significava soltou mais um suspiro e se levantou o som de seus vizinhos irritantes podia ser ouvido pela fina parede de seu apartamento, realmente morar ali não havia sido uma boa decisão por mais que fosse barato e perto da Universidade não tinha sido a melhor idéia, caminhou em direção ao banheiro parando de frente a pia analisando seu rosto as olheiras eram visíveis fazia semanas que não dormia bem estava cada vez mais difícil pegar no sono, e não sonhar com aquele homem de olhos cinzas e a maldita sensação de vazio agora o perseguia durante o dia inteiro, sinceramente estava tentado procurar um psicólogo precisava entender o que estava se passando em sua cabeça antes que se entregasse a loucura de vez.

Passou a mão sobre seus cabelos e foi em direção ao chuveiro precisava começar seu dia. O clima lá fora estava sombrio como seu humor caminhar até Universidade seria realmente um desafio, as ruas estavam lotadas mais que o normal internamente desejou conseguir passar por aquele mar de pessoas com facilidade sem que ninguém o parasse ou tentasse interagir com ele, vamos dizer que ele não era o melhor em interação humana, depois de uma verdadeira batalha atravessou o mar de pessoas a tempo da sua primeira aula entrou silenciosamente sem nem mesmo olhar para os lados e caminhou até a sua sala de aula.

Yibo arrumou o material em cima da mesa esperando os alunos entrarem as aulas da manhã sempre eram as melhores, já que a tarde aquele mar de “ jovens adultos ” eram agitados como o inferno esperou pacientemente para começar sua aula de história. Yibo tinha aberto mão da empresa de seu pai para cursar pedagogia estava cansado de viver sobre o teto de seu pai e suas regras abriu mão da empresa e de toda a herança, para ser livre e valeu a pena já que pode fazer o curso que desejava,Yibo sempre gostou de história então acabou se tornando um professor renomado realmente amava desvendar os mistérios do passado e quem sabe até se aventurar a imaginar como seria sua existência em época diferentes, mesmo não parecendo havia alguns alunos ainda apaixonados pelo passado assim como ele o que tornava suas aulas mesmo que agitadas, mais manejáveis.

O som do sinal fez com que todos juntassem seus matérias rapidamente enquanto Yibo juntou seus pertences calmamente retirando-se da sala caminhou até a área dos refeitórios, ao longe podia se ver Manuella que acenava para ele alegremente Yibo abriu um leve sorriso ao ver sua amiga da época da escola Secundária, Manuella, era uma mulher doce e amável mesmo depois de tanto tempo a amizades deles continuava forte como sempre, e por uma sorte conseguiram emprego na mesma universidade mesmo sendo em áreas diferentes sempre saiam juntos.

— Hey, você está horrível — Disse assim que o mais novo se sentou à sua frente.

— Isso é algo ótimo de se ouvir, não acha? — Yibo colocou sua bolsa sobre a mesa — já pediu?

— Sim, ainda com os sonhos?

— Mais frequentes que o normal — Suspirou cansado.

— Não acha que deveria procurar um psicólogo, olha só seu estado posso ver suas olheiras de longe sem contar nesse cansaço.

— Estou considerando isso, sinceramente não faço a mínima ideia de onde vem esses sonhos.

— Não acho que isso sejam sonhos, parecem mais lembranças.

— Pensei nisso também, mas quem é aquele homem que eu tanto persigo, eu nunca o vi além do mais a sensação ao vê-lo é de uma enorme falta em mim, eu nunca consigo alcançá-lo.

— Realmente precisa ir ao psicólogo, eu conheço um excelente aqui está contato.

Yibo segurou o pequeno cartão em suas mãos.

— Obrigado vou hoje mesmo marcar uma consulta.

— Boa sorte, sabe que se precisar de ajuda pode contar comigo.

— É eu sei.

Manuella abriu um leve sorriso para Yibo e logo começaram a comer, talvez o psicólogo o ajudasse a entender o que realmente está se passando em sua cabeça. O final da tarde trouxe uma pequena tempestade que dificultou seu caminho para casa, e mesmo na chuva ainda tinha que se deparar com algumas multidões sinceramente Yibo tinha uma enorme vontade de perguntar para pessoas, como mesmo chovendo elas conseguiam se aglomerar daquela forma, ao chegar em seu apartamento relativamente enxuto, ligou para agendar sua consulta depois apenas tomou um banho e se jogou no sofá em frente a televisão, o programa de entrevista havia trago pela primeira vez o renomado médico Xiao Zhan, não é como se ele estivesse interessado naquilo então pegou o controle para mudar de canal mas parou quando viu o rosto de Xiao Zhan mais de perto pela câmera. Uma lágrima escorreu pelo sua face e pequenas fleches se passaram por sua cabeça.

“— Lan Zhan...olha que eu trouxe para você....

— Lan Zhan, ainda está aqui? Você é o único que não vai me abandonar não é…?

— Wei Ying...

— Lan Zhan, prometo te fazer sorrir todos os dias...

— Não nascemos para ficar juntos estou te perdendo de novo Lan Zhan...

— Dessa vez vamos juntos meu amor...

Porque não consigo tocá-lo ele está tão longe, porque eu o deixei ir dessa forma, Wei Ying…”

Yibo leva a mão até seu peito ao sentir um leve queimar em sua pele e sussurra para si mesmo, ainda olhando para o rosto de Xiao Zhan na televisão.

— Wei Ying...

20 de Outubro de 2021 às 19:22 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Leia o próximo capítulo Capítulo 2

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 16 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!