F
Fabiele B Santos


Dois meses após a morte de seu pai, Derick e sua mãe tiveram que mudar de cidade devido a dificuldades financeiras, o que deixava o garoto de 14 anos muito perdido e desanimado com a ideia de deixar sua casa, seus amigos, e tudo e todos que ele conhecia e amava na sua cidade, exceto claro sua mãe. Após chegar na casa de seu avô na cidade de Crystal City, Derick não se sentia muito entusiasmado, embora gostasse de seu avô, e queria ficar o resto da vida no quarto (ou até puder voltar para sua antiga casa). Mau sabia ele que a casa onde estava escondia mais segredos e aventuras do que poderia pedir... Apesar do aspecto sério e capa não muito colorida, Coração de cristal é um livro com uma história envolvente e cheio de personagens intrigantes e com suas próprias intrigas, mas ao mesmo tempo divertidos, e com os quais você pode se identificar uma vez ou outra. Todo nós passamos por momentos estressantes e complicados e até mesmo tristes as vezes, mas isso não quer dizer que podemos nos trancar numa caixinha como se não houvesse outra escolha, então se você se esquecer disso, leia essa história. E agora sem mais delongas, que comece a mudança!


Suspense/Mistério Suspense romântico Todo o público.

#LGBT #aventura
0
511 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo Todos os Domingos
tempo de leitura
AA Compartilhar

Prólogo

Derick já estava ficando com dor de cabeça procurando sua bola de futebol pela casa toda, mas não a encontrava embaixo da cama, no armário, no porão, no guarda roupas do quarto, não estava em lugar nenhum! “Bem que minha mãe diz que só não perco minha cabeça porque tá grudada no pescoço...~”pensou consigo mesmo, já quase desistindo de procurar. Então lembrou da última partida de futebol que teve com os amigos, “Ela só pode estar no sótão!! Foi o último lugar onde eu estive com ela depois do jogo no Campo dos Guaxinins!!”, e com esse raciocínio em mente, Derick foi correndo até o sótão de casa atrás de sua “bola da sorte”, como ele costumava chamar. Sempre que jogava com aquela bola ele e seu time ganhavam direto, principalmente quando as partidas eram no Campo dos Guaxinins (conhecido na cidade por ser o lar de vários guaxinins, daí o nome). Derick não era o tipo de garoto que ficava desanimado ou que gostava de ficar parado muito tempo, ele adorava jogar bola e correr pelo parque e adorava aprender coisas novas, principalmente idiomas, graças a seu irmão Arthur, que morava nos Estados Unidos devido ao seus cursos e sabia várias línguas como inglês, japonês, italiano, mandarim, entre outros, e Derick dominava bem inglês, italiano e espanhol, e ele também era um excelente pintor, coisa que aprendeu com...

—Meu pai...~— Ele se entristeceu ao lembrar...Derick e seu pai eram grandes amigos, foi ele que comprou sua primeira bola de futebol, levou ele na galeria de artes da cidade, era praticamente o modelo de como Derick queria ser quando crescesse. Augusto Rodrigues Alves, o qual todos conheciam por Dr. Al, um médico da região que cuidava tanto de sua família quanto de seus pacientes, era um profissional respeitado, homem de família, um pai muito atencioso e carinhoso, e alguém de quem todos sentiam muita falta...especialmente Derick....

—Já terminou de empacotar suas coisas filho?—Perguntou Caterina, mãe de Derick, que estava no sótão pegando o álbum de fotos da família.

Derick tomou um susto quando ela o chamou, não estava prestando atenção e não a viu no sótão.

Caterina era uma mulher alta e esbelta de cabelos ruivos e olhos castanhos. Derick puxou seus cabelos “vermelho fogo”, como seu pai costumava dizer, mas tinha os olhos verdes de seu pai. Sua mãe trabalhava como funcionária em uma empresa, mas o salário não era muito bom e ela sempre colocava seu filho e as necessidades dele a cima de suas próprias.

Derick se virou para falar com ela— Já mãe, só vim pegar minha bola de futebol—dito isso Derick desceu as escadas com sua mãe, para enfim começar a mudança...

Devido a morte do pai, Derick e sua mãe tiveram que se virar sozinhos com as despesas da casa e contas de luz e água, mas não conseguiram dar conta de tudo, e agora tiveram que se mudar por uns tempos prá casa de seu avô, Desmond, na cidade de Cristal City...bem mais longe de sua cidade natal...“Ah se toca Derick!!” disse entre pensamentos,“Não é como se a cidade ficasse no fim do mundo!! As coisas estão difíceis, você tem que colaborar....e outra, vai ser bom rever o vovô depois de tanto tempo!” e assim, Derick ajudou sua mãe a terminar de arrumar tudo e foi para o carro, mesmo sem saber ao certo o que esperar de seu futuro a partir dalí.... Nem suspeitava que a aventura, estava prestes a começar...

20 de Outubro de 2021 às 18:43 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Continua… Novo capítulo Todos os Domingos.

Conheça o autor

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~