mitri-lopes Mitri Lopes

Um triângulo amoroso entre um pirata, uma bruxa e uma sereia, causa o retorno de uma guerra. Nem sempre o vilão é quem se espera...


Fantasia Fantasia histórica Impróprio para crianças menores de 13 anos.

#navio #bruxas #piratas # #Sereias
0
492 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo Todos os dias
tempo de leitura
AA Compartilhar

Herança

Era uma noite de marés turvas e turbulentas, Kayden tinha vinte anos de idade, estava a acompanhar seu pai nas navegações daquele dia.

Os hostis e repugnates homens do convés o olhavam torto;


"Olhai-vos, o filhinho de Aigon Azazel pensa já ser homem o suficiente para estes mares!"


Caçoavam em sussurros entre si.

Aquilo o deixa inquieto, crescera até então, ouvindo histórias aterrorizantes sobre o que estas diabólicas almas faziam em batalha.

Ouvira certa vez, que o mais ancião dos lacaios, comera o coração de um de seus inimigos.

Seu pai, o capitão daquele navio, se chama John Aigon, o mais temido piratas dos mares da região, conhecido como Aigon Azazel, como o dêmonio Azazel, ligado ao pecado a ira.

Kayden, por sua vez, um garoto inexperiente, nunca empunhou uma espada em sua vida, quando estava no navio de seu pai ficava olhando as ondas que pareciam ter ódio por serem navegadas, se chocavam contra o casco.


- Kayden, o que estás a fazer, garoto?


Exclamou Azazel, com dúvida e decepção na voz.


- Nada, meu pai!


Ele respondeu, virando-se rapidamente.

Seu pai o queria ver em batalha, decapitando e saqueando.

Não entendia os motivos do garoto ser enamorado pelo mar, se não for este.


- Vá para dentro e não volte até segunda ordem!


Continuou Azazel, o menino prontamente obedece.

Entrando ele se senta na cadeira do pai, colocando seus pés sobre a mesa, imagina-se na posição de capitão.


- Fabian!(o lider dos lacaios) iremos atacar ao anoitecer! Ouça bem, não quero nenhum coração a bater!


Kayden senta-se retirando os pés da mesa e levando as mãos a cabeça;


"Como poderei ser a pessoa que meu pai espera eu ser? Não conseguirei saber que inocentes morrem ao meu comando... Não sou capaz."


Ele é interrompido por um sussurro melódico, fora do aposento, dirigindo-se para a janela, não avista nada além do mar turvo, findando no horizonte.

Muitas lendas lhe foram contadas e este incidente o deixou preocupado.

naquela noite, seu pai iria saquear uma aldeia pequena, Kayden tentou avisar, mas Azazel não deu ouvidos ao filho e ordenou Fabian para garantir que ele não saisse de dentro do navio até regressarem.

durante o decorrer da noite, Kayden pode ouvir do navio, gritos aterrorizantes.

Para ocupar sua mente, ele começou a cantar uma canção sobre sereias que sua falecida mãe o ensinou.


- Fique quieto! Vai atrair o que não deve!


Diz Fabian, já irritado com a cantoria, então se ouve um homem de fora do navio, chamar:


- Fabian, prenda o garoto e junte-se a nós! Venha comemorar! O capitão nos permitiu levar algumas damas para nosso deleito!


Era Carl, o mais velho dos marujos.


- Estou indo!


Responde Fabian, pegando as chaves.


- Não apronte!


Fechou a porta, Fabian poderia se divertir mas não beber, ele era proibido por Azazel, pois era seu braço direito.

Kayden finalmente se decidiu, com um abridor de cartas tenta destravar a fechadura, depois de algum tempo finalmente conseguiu, ao começar a descer do navio, ouviu novamente aquele doce som.

Esqueceu completamente de que estava prestes a fugir e procura cegamente de onde viria o som, ao enclinar-se, avista no mar um rosto angelical, cujo cabelo prateado, cintilava dançando nas ondas.


"Uma sereia! Eu sabia!"


Seus pensamentos são abafados com os gritos das vitimas que seu pai e os marujos traziam a força para bordo.

Quando ele finalmente lembra do ser de cabelos lunares, ela não encontra-se mais ali.

Ele corre para a cabine de seu pai e fica esperando, sabe que a noite será longa...

Kayden adormece, mas não muito tempo depois, Fabian entra em desespero no local:


- Não de uma palavra!

17 de Outubro de 2021 às 16:21 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Leia o próximo capítulo Origens

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 1 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!