1
831 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Ela

O sol iluminava fraco naquele fim de tarde, o rio esverdeado e transparente corria calmo entre a ilha e o continente, dançando nos restos das colunas que sustentavam a ponte a séculos atrás.
Formando um muro natural, as pedras claras cobriam a encosta da ilha, onde havia uma escadaria curva quebrada em duas, que levava a uma área com cerca de pedra, onde os três irmãos, como costume, estavam admirando o fim de mais um dia.
De pé e com seus braços cruzados estava o primeiro nobre, Addam, o mais velho, cabelo preto e bem cortado, curto e sempre impecável, camisa branca de gola e punhos pretos.
Debruçado sobre a cerca, o segundo nobre, Evon, com seu cabelo preto como a noite, médio e penteado, camisa branca, gola e punhos verdes.
E o caçula, Johan, sentado sobre a cerca, cabelo cacheado, solto em uma bagunça linda, até os ombros, de camisa branca, gola e punhos azuis.
Johan estava olhando a água, e vê algo se aproximar, passando a curva que o rio fazia na ilha, então chama a atenção de seus irmãos:

- Addam! Evon! O que será aquilo?

Diz ele se inclinando para ver melhor.

- Johan! Cuidado para não cair!

Fala Evon enquanto segura o ombro esquerdo de seu irmão, ele olha na direção que Johan aponta.

- Addam...

Ele fala assustado.

Addam então olha, a um pedaço grande de madeira velha, provavelmente de um navio, mas o que surpreende os irmãos, é que deitada nesse destroço, uma mulher desacordada de vestido escuro, cabelos ruivos que lembravam fogo, estava se aproximando lentamente para os destroços da ponte.

- Temos que ajudar!

Disse Johan ao mesmo tempo que descia em direção a escadaria.
Addam o segura:

- Não sabemos se ela pertence a ilha, devemos chamar os guardas!

Os dois se encaram com faíscas nos olhos, Evon separa os irmãos:

- Addam, chame os guardas, de qualquer modo ela ficara presa nas colunas.

Addam sai, então Johan desce a escada, Evon tenta parar ele:

- Deixe que ela se salve, que nade para a ilha, logo os guardas estarão aqui!

Johan não da ouvidos a seu irmão, pula a parte quebrada da escada, e espera a moça ficar presa nas colunas.
Addam retorna.

- Já avisei a guarda, estão a caminho, Johan! Volte!

- Sabe que não podemos deixar ela a deriva nessa região!

Grita Johan para os irmãos.

Então ela finalmente fica presa, nesse momento, com o choque da madeira na coluna, a mulher acorda, perdida, sem saber o que acontecia, olha para Evon e Addam.

- Quem é você?

Pergunta Addam em tom rude.

- Deixe isso para depois!

Diz Johan, ela olha na direção dele, os dois se perdem do mundo por alguns segundos dentro do olhar um do outro, até que Evon grita:

- Johan! Em baixo dela!

Os quatro olharam no mesmo momento, uma criatura grotesca passava pelo pedaço de embarcação que ela estava, pelo tamanho, engolir uma pessoa inteira seria fácil.

- Saia dai agora, Johan!

Disse Addam.

- Pule o mais perto da escada que você conseguir!

Johan grita para a mulher.

Addam corre em direção a cidade, Evon desce a escadaria até a parte quebrada.
A mulher em desespero, pula o máximo que consegue, quando seu corpo afunda na água, ela vê a criatura passar por trás da escada, logo as mãos de Johan a puxam para cima do pedaço da escadaria.

- Você está bem?

Ele pergunta mantendo ela grudada nele, a mulher em pavor não diz uma única palavra.

- Venham! Andem logo!

Grita Evon, estendendo os braços.
Ela não conseguia se mexer, estava em pânico, Johan então entra na água entre as partes da escadaria e a alcança para o irmão, com a mulher a salvo, Evon puxa Johan no exato momento em que a criatura ataca, o último pedaço da escadaria agora não existe mais.

10 de Outubro de 2021 às 23:04 0 Denunciar Insira Seguir história
2
Leia o próximo capítulo Os irmãos

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 4 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!