kakayoshida1234 Kaká Yoshida

"Senhor Park, vampiros são um mito ou verdade?" Seus olhos negros como a própria escuridão, me olharam como se pudesse ler todos os pecados de minha alma. Era como se eu fosse um livro aberto, que ele lia e relia todos os parágrafos e sabia de cor tudo aquilo que queria e achasse interessante. É .... talvez ele pudesse mesmo. Em meus olhos feixes de vermelho escarlate passou como um raio, entretanto, era possível acompanhar, se você fosse algum ser sobrenatural. E bom, ele era. Jikook Jimin! bottom Jungkook!top


Fanfiction Bandas/Cantores Para maiores de 18 apenas.

#Jikook # #Parkjimin #JeonJungkook #BTS #omegaverse #vampiro #fanfic #Jimin #Jungkook #Bagtan #universo #alternativo
0
495 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

I ℰ𝓃𝓉𝓇ℯ ℴ 𝒞ℯ𝓊 ℯ ℴ ℐ𝓃𝒻ℯ𝓇𝓃ℴ

"Senhor Park, vampiros são um mito ou verdade?"


Seus olhos negros como a própria escuridão, me olhavam como se pudessem ler todos os pecados de minha alma. Era como se eu fosse um livro aberto, que ele lia e relia todos os parágrafos e sabia de cor tudo aquilo que queria e achasse interessante.

É .... talvez ele pudesse mesmo.


Em meus olhos feixes de vermelho escarlate passou como um raio, entretanto, era possível acompanhar, se você fosse algum ser sobrenatural. E bom, ele era.


Ele sorriu de lado e se sentou na ponta da mesa, nunca quebrando o contato de nossos olhares.


"Talvez, Professor Jeon, o senhor profissional na área de história, poderia me dar tanta certeza que nenhum ser sobrenatural existe? Ora, o mundo não é tão explorado como imaginam, nas sombras existem seres a espreita esperando o momento certo para atacarem. Veja bem, o oceano tem uma mínima parcela explorada ate hoje, podem existir todo tipo de criaturas imagináveis habitando nas profundezas gélidas e obscuras dele.''


Respondi, passei a língua pelos lábios e cruzei as pernas, pegando o crucifico de prata pendurado em meu pescoço com os dedos e o levei a pontinha na boca. Ele observou todos os meus mínimos movimentos e se concentrou em meus lábios volumosos com gloss e voltou a me olhar nos olhos novamente, rosnou baixinho quase imperceptível, contudo, tenho uma ótima audição.


""O que o Sr. Park disse é verdade professor Jeon ? Pode existir seres imagináveis habitando a terra?"


Uma aluna que não fiz a questão de saber o nome e nem olhar, o tirou do transe, voltando a dar a aula e a explicando que cientificamente era impossível mas, como eu o tinha respondido, ele não poderia dar a certeza que não existe ou existia. Logo após, todos começaram o encher de perguntas e o sinal tocou para irmos embora já que era a última aula do dia.


Levantei para sair, ele apenas me olhou e entendi que se eu pisasse fora daquela sala eu teria uma punição.


Me sentei novamente e esperei todos saírem, quando todos saíram ele foi até a porta e a trancou, se virando em minha direção com os olhos azuis intenso, ah, como sabia que o tinha descontrolado. Eu gostava disso. Amava o perigo.


""Park, ama me contestar em tudo que falo, você tem idéia do perigo em quer se meter?''


Indagou, tirando lentamente a gravata e abrindo dois botões da camisa preta social, antes de continuar a falar.


"me provoca, me estiga, fica olhando com olhos cheios de luxúria meu corpo. Acha que não percebi seus olhares nada inocente desde quando entrei nessa universidade?"


Parou e ficou em minha frente, abrindo minhas pernas com a dele ficando no meio delas.


"Me responda, vampiro."


Sorri e fiquei em silêncio olhando em seus olhos, desviei para a sua boca rosada e pequena.


Se eu fosse humano meu coração estaria nesse momento assustado e acelerado com o movimento repentino e brusco ao ser puxando pelos cabelos e forçar olhar em seus olhos e ficar a milímetros de distância de seu belo rosto.


" Gosto de brincar com fogo Jeon "


Respondi, antes de avançar em seus lábios e o beijar violentamente , o prensando na parede . O impacto que deu, poderia ter quebrado a costela dele se fosse humano . Mas não era e isso era minha deixa de ser violento do jeito que eu gostava .


Senti suas mãos em minha cintura a apertando fortemente,. queria que ficasse as marcas daquelas mãos em meu corpo, mas infelizmente meu corpo se cura rapidamente .


Sua língua explorava cada cantinho da minha boca, seu beijo tinha gosto de favos de mel , misturado com o perigo crescente de ser descoberto pelo aquele ato pecaminoso.


Puxou minhas mãos para trás e as amarrou com a gravata, beijando meu pescoço, deixando chupões e mordidas por onde passava .


" Jimin, não deveríamos fazer isso, eu não posso fazer isso, se a sociedade descobrir eles vão nos matar. Não posso deixar que aconteça, não posso colocar tudo a perder por um breve momento"


Um pouco da sua sanidade voltou, fazendo seus olhos ocilarem em tons de preto e azul. Olhei intensamente em seus olhos antes de responder.


" Você diz isso mas, seu corpo diz outra coisa Jungkook, olha o quanto excitado está por mim, não banque o bom cachorrinho mandado da sociedade. Você me quer e eu te quero, como você tinha dito é por um breve momento. Depois disso vamos fingir que nada aconteceu. Tudo bem?"


Ele concordou, me jogando na mesa que antes usava para dar aula. Rasgou minha blusa e desceu os beijos agora para meus mamilos mordendo e os chupando, deixando eles sensíveis e durinhos.


" Para um sangue suga, você tem um corpo bastante sensível não é mesmo ?"


Perguntou com a pontinha do bico de um deles entre os dentes, seus olhos agora estavam azuis intensos, seu lobo estava disperto e não havia mais nenhuma sanidade em seus olhos . O que me alegrou bastante.


" Só para você Jeon, que meu corpo fica assim , sensível e excitado."


Gemi e o respondi com o lábio inferior entre os dentes, maltratando os com mordida para conter os gemidos que temavam em sair.


Senti quando ele vibrou e me puxou para ficar ajoelhado entre suas pernas.


" Chupa, como um bom garoto que é "


Sorri ansioso e lambi os lábios, seu corpo era uma obra esculpida, seu cheiro era inebriante demais.


" Me desamarre, quero o tocar com minhas mãos"


O respondi, tendo um vislumbre de seu pau pulsando e querendo ser liberto daquele lugar apertado.


" Por favor "


Supliquei, sabia que poderia me libertar a qualquer momento, mas não teria graça daquela forma. Gostava de me sentir submisso a ele.


Me desamarrou apenas puxando a pontinha de um lado mordendo meu dedo e me olhando intensamente.


" É todo seu, bebê"


Antes mesmo dele terminar de falar , já estava com seu membro em minhas mãos. Sabia que minha pele era gelada e seu corpo era muito quente, quente como brasas do inferno.


Comecei a chupar com maestria toda a extensão, mordendo a cabecinha apenas para provocar e arrepiar o ser a minha frente . Lambi as veias saltadas, colocando novamente em minha boca e raspando os dentes para dar aquela fricção gostosa, escutando o gemer mais alto conforme o masturbava o restante que não cabia. Desci até suas bolas e chupei cada uma, ouvindo o barulho estralar indecente ao tirar e colocar continuamente, nunca desviando o olhar dos seus lumes atrativos.


Voltei chupando seu membro novamente e o engolindo até a base . Os gemido de Jungkook eram altos e roucos, sorri ao ver sua cabeça jogada para trás, seus cabelos grudados na testa, era a minha perdição.


"Jimin"


Gemeu meu nome arrastado, ao gozar em minha boca. Poderia gozar apenas ouvindo ele chamar meu nome assim, todo manhoso e bagunçado.


Me puxou pelos braços e me beijou intensamente provando do próprio gosto. Mordi seus lábios levemente e me levantei rápido quando me senti estranho, o deixando sentado da mesma forma que estava antes, ainda sentindo os espasmos do orgasmo recente .


Peguei minha bolsa e me virei para sair daquela sala quente, estava sentindo minhas presas machucarem minhas gengivas , um friozinho gélido na barriga e isso não era nada bom.


Ao destrancar a porta e abrir minimamente, ela foi fechada bruscamente , fiquei de costas para ele , não podia o deixar ver minhas presas e meus olhos vermelhos escarlate , estava sentindo minha visão embaçar e minhas pernas fraquejarem.


" Olhe para mim, Jimin "


Sua voz grave saiu mais como uma ordem do que um pedido. Tentei abrir a porta novamente apenas para ser prensado nela e ter uma de suas mãos em meu maxilar forçando olhar em seus lumes azuis novamente.


" Lindo"


Elogiou me , olhando profundamente em meus olhos, desviando para meus lábios agora com presas. Deslizou um dos dedos para minha boca, tocando suavemente a ponta de uma delas.


" Dói?"


Perguntou ao notar que minha gengiva estava vermelha e sangrando.


" Não muito "


Respondi, ao sentir dois dedos em minha língua. Ele riu e jogou minha bolsa no chão .


" Agora que me deixou excitado vai embora bebê?"


Me olhava como se eu fosse sua presa mais deliciosa e esse fato me deu borboletas no estômago, não respondi de primeira, mas ao abrir minha boca ele foi mais rápido em falar.


" Não vai mesmo ."


Disse antes de tomar meus lábios com os seus e me fazer entrelaçar minhas pernas em sua cintura .


" Hoje vamos fazer tudo aquilo que nossos instintos nós guiaram Jimin, e o que você quiser Park."


Falou entre suspiros e gemidos, ao ter fricção entre nossos membros.


Me deixei levar pelo seu olhar inebriante e dominador. O crime que estamos cometendo nem era mais uma questão quando aquela sala estava quente e profana.


Tirei sua blusa social e fiquei admirando seus músculos, seu addomen, seu corpo moreno e suado. Por algum motivo minha consciência se dispersou e quando voltei já estava em seu colo em uma cadeira, sem calça apenas ele gemendo palavras incompreensíveis enquanto nos masturbava.


" Ah.. ah J-jeon "


Gemi ao sentir seus dedos longos e finos em minha entrada, brincando e abrindo ao acertar o ponto doce no mesmo ritmo constantemente.


Senti uma onda de calor passar pela minha pele gelida por um breve momento, seus feromônios estavam fortes e pesados espalhados pela sala , olhei em seu rosto e percebi que ele havia entrado no rut ou em poucas palavras cio.


Devido a isso estava me sentindo tonto, minha cabeça estava em branco, minha visão embaçada e turva. Gemi dessa vez mais alto e comecei a rebolar em seu colo, minha entrada piscava e clamava por ter algo que a preenchesse.


Os vampiros tem o olfato sensível, sentem todo tipo de feromônios da espécies dos lobos, sabem diferenciar cada um mesmo que eles sentissem apenas uma vez.


O lobo ainda estava no mesmo ritmo insano, nós masturbando fortemente , enquanto seus dedos brincavam em meu interior , revirava cada cantinho e deixava meu pescoço de marcas de mordidas e chupões , alguns já roxos e avermelhados, pelo caminho que percorria com os lábios .


Estava ficando louco enquanto ele me fodia apenas com seus dedos, minhas mãos foram para seus cabelos lisos e sedosos puxando um pouco forte tentando descontar o prazer que era me proporcionado.


" Jun.. Jungkook , Ah .. ah , eu não aguento mais, me possua por favor"


Clamei, escutando ele dar um rosnado alto, beijei seus lábios e mordi o inferior, o que resultou em um pequeno arranhado que sangrou . Ao sentir o gosto daquele sangue espetacular, suguei mais forte seu lábio, tentado a ter pequenas quantidades de sangue .


Ele rosnou mais forte ao sentir dor, agarrando meus cabelos e me fazendo olhar em seus belos olhos.


" Não ... Morda ... vampiro .... Ah .. "


Ordenou entre os gemidos ao sentir uma rebolada intensa sobre seu membro . Cabe eu a dizer que estava com os olhos escarlates intensos e minhas presas para fora de minha boca, conserteza meus fios de cabelos loiros bagunçados e meu rosto com uma expressão erótica.


Sorri e concordei com a cabeça me levantando e encaixando seu membro grosso em meu interior. Sentir algo te preenchendo era como estar no paraíso mas não dos céus. Esse paraíso era quente, ladino e devasso.


Gemi alto quando Jeon me sentou com tudo em seu membro, dando estocadas fortes e fundas, trazendo seu corpo mais próximo ao meu . Enquanto gemia meu nome de uma forma completamente sensual.


Me levantou ainda em seu colo e me posicionou de costas a se, minha bunda volumosa estava completamente á sua mercê .

Senti um tapa forte estralar e uma estocada ao mesmo tempo. Puxou meu braço e estocou fortemente, fazendo barulhos lasivos e revirada de olhos em satisfação de minha parte. Enquanto estocava rápido e intercalava entre tapas fortes e idas e vindas profundas .


Não sei quando tempo se passaram ali , apenas que gozei três vezes e minhas pernas fraquejarem e quase cederam ao chão. Sentia minha pele arder pelos tapas, e minha garganta seca e rouca por tanto gemer alto e gritar seu nome.


" Não consigo mais ficar nessa posição Jeon"


Choraminguei e ele me virou na mesa rosnando mais palavras incompreensíveis e desconexas. Ainda em sua expressão não havia nenhum resquícios de sanidade e de cansaço. Ele sorriu safado e lambeu os lábios, bem perto do meu ouvido sussurrou.


" Ainda não terminamos vampiro. Lembre se que foi você quem causou isso então, aguente as consequências Jimin"


Eu sabia que tinha sido eu, não estava reclamando por esse homem ser de ferro e não se cansar e olha que os vampiros quando bebem sangue de seus parceiros quando estão conectados transam por dias seguidos .


Sorri antes de responder.


" Eu lembro, pode vir com tudo Alfa, sou todo seu."


Ele gruniu e estocou forte sem nenhum aviso prévio, fazendo a mesa ranger alto e me dar um solavanco.


" Filho da puta "


Xinguei e vi seus olhos se iluminarem e um sorriso inocente se apossou de seus lábios atraentes.


" O que foi Jimin ? "


Perguntou inocente , enquanto estocava devagar e acertava repetidamente o meu ponto doce.


" Hum ?"


Indagou enquanto beijava meu pé e mordia minhas coxas . Olhei em seus olhos e um arrepio de apossou de todo meu corpo. Ele estava suado, com os cabelos bagunçados e grudados na testa, seus olhos um estava azul e o outro preto . Seus ferormonios tinha um aroma indecente, afrodisíaco, forte e um pouco possessivo, ele estava completamente insano, sexy e sedutor .


" N-nada"


Seu sorriso tinha um que de inocente, estocou lentamente fazendo meu ponto doce vibrar e dançar .


Me beijou suavemente lambendo e mordendo vez ou outra meu maxilar e meu pescoço.


" J-jungkook "


Gemi ao sentir suas mãos em meu membro o masturbando no mesmo ritmo de suas estocadas . Quando senti que ia gozar novamente o empurrei, ele me olhou sem entender nada, logo após o sentei na cadeira e sorri .


" Eu vou cavalgar em seu pau professor Jeon "


Disse antes de sentar devagar em seu membro descendo centímetros por centímetros o escutando gemer alto, olhei em seus olhos e o vi com a cabeça jogada para trás enquanto respirava rápido.


Enquanto sentava lentamente e apreciava seus gemidos e todos seus movimentos , começei a beijar seu pescoço , lambendo e mordendo de vagar para não o machucar.


Suas mãos foram para minha cintura e estocou forte me fazendo gemer alto, minha respiração estava acelerada , seu pescoço próximo e sua veia central pulsando, me chamando silenciosamente. Clamando para ter meus dentes fincadas nelas.


Lambi novamente, beijei seus lábios, quicava rápido e forte tendo suas mãos e seu quadril ajudando.


Meus sentidos estavam aguçados, escutava seu coração bater rapidamente bombardeando sangue para suas veias no processo. Sentei com mais força.


" Sinto muito Jungkook "


Disse antes por impulso morder seu pescoço sugando seu sangue maravilhoso que tinha um gosto inexplicavelmente gostoso e deleitoso, era como se ele implorasse para beber todo seu sangue quente e extraordinário.


" Ah .. J-Jimin, ahh "


Gemeu meu nome . Sua respiração ficou pesada, suas estocadas eram brutas e rápidas, senti quando deu o nó que incrivelmente me deu ainda mais prazer e se desmanchou em meu interior, mordendo fortemente em meu pescoço, gozando logo depois.


Tirei minhas presas de seu pescoço e lambi mesmo com dor no local da sua mordida, para fechar os dois buraquinhos feitos por mim.


A mordida que ele me deu estava ardendo e queimando, era como se tivesse me consumindo de dentro para fora.


" Jungkook"


Olhei para ele e estava desacordado, me levantei mesmo com a visão turva , vestindo minhas roupas e colocando a blusa de frio para tampar o restante destruído.


O vesti e o ajeitei nas cadeiras, a mordida estava ardendo e queimando , lágrimas de sangue se formavam em meus olhos .


Peguei seu telefone e mandei mensagens para o número de emergência escrito em sua agenda de contatos, para virem o buscar.


Destranquei a porta da sala e minha visão ficou ainda mais embaçada, estava em alerta já que não conseguia ver e parecia que já estava escuro , andei em direção a janela e a pulei caindo do lado de fora .


Liguei para a primeira pessoa que veio na minha mente para me ajudar . Algo estava errado e eu estava fodido completamente.



☀︎︎♫︎☏︎☻︎✞︎☏︎ఌ︎


continuo ou deixo apenas uma oneshot?

Guys esperam que tenham gostado.

Até a próxima att se tiver uma reação positiva desse primeiro capítulo.

꧁꧂


10 de Outubro de 2021 às 02:49 0 Denunciar Insira Seguir história
1
Fim

Conheça o autor

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~