H
Hellen Adryane


Lee Jun-Seo, um jovem sul-coreano, muda-se aos Estados Unidos em busca de uma nova vida e um novo emprego como perito criminal. Lá ele conhece a policial Catarina Hernández, uma jovem mexicana que cresceu no país e que trabalha na mesma delegacia que ele. Os dois criam de primeira uma forte conexão e ao decorrer da trama tornam-se cada vez mais unidos pelo amor que sentem um pelo outro, formando um caráter resiliente.


Suspense/Mistério Todo o público.

#policial # #romancepolicial #EstadosUnidos #mulhermexicana #homemcoreano
1
348 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo Toda semana
tempo de leitura
AA Compartilhar

Mudanças.

Era por volta das três horas de uma tarde de um domingo ensolarado. Lee Jun-Seo, um jovem sul-coreano, acabara de chegar ao aeroporto de Washington em que seu amigo Daniel lhe esperara. Lee tinha apenas 27 anos e acabara de conseguir uma vaga em uma delegacia da cidade como perito criminal, o emprego de seus sonhos de infância. Deixara para trás sua família e país, marcado por sua história e problemas domésticos que ele preferia se afastar. Lee era alto, com um rosto pálido, bochechas rosadas e um sorriso encantador, o qual revelava seu mais doce e sincero coração. Era simpático, guardando dentro de si uma de suas maiores virtudes: a honestidade.

Seu pai, o Sr. Lee Jae-in era totalmente o inverso, já que apresentava uma personalidade forte, acreditando que todos deveriam se submeter às suas vontades. Lee veio de uma família bem sucedida, seu pai investia em ações das mais diversas empresas nacionais e internacionais da Coreia. Sua mãe, a Sra. Lee Jina, era demasiadamente parecida com ele. Continha o coração sincero e meigo, fazendo com que Lee sempre se sentisse acolhido. Era verdadeiramente seu "tesouro valioso", dando jus ao nome que tinha. Por fim, sua irmã, a tão divertida Lee Yuna, era uma adolescente de 14 anos, muito parecida com Lee e o tinha como sua maior referência e melhor amigo.

Ao ler você pode perguntar o que levaria Lee a mudar-se para um país tão distante de sua casa. A principal razão é o espírito de aventura que rodeava sua alma, levando-o a sempre buscar novas experiências. Mas na verdade, a convivência com seu pai se tornara cada vez mais difícil quando esse passara a pressionar Lee por até então não formar uma família. Contudo, Lee não tinha pressa. Imaginava que cada coisa tinha um tempo certo para acontecer, e, de fato, era assim que estava destinado.

Voltando a cena principal, Daniel recebera o amigo que acabava de pegar suas bagagens com um forte e alegre abraço.

- A quanto tempo não nos vemos! Como tem passado?- Falou Daniel com um sorriso no rosto.

- Nisso terei que concordar, tinha esquecido como você era desprovido de beleza. - Os dois passaram a rir.

- Como anda a Coreia? - Falava Daniel caminhando em direção à porta de saída do aeroporto.

- Cada vez mais bonita! - Disse Lee sorrindo.

A verdade é que Lee amava seu país. Entretanto, algo lhe impulsionava a conhecer coisas novas e Washington seria a oportunidade dada pela vida que este não poderia recusar.

Ambos entraram em um táxi que os levou à casa de Daniel, a qual passaria Lee uma ou duas noites até se estabilizar em sua nova moradia.

- O que acha?

- Nada mal! - Falou Lee admirado.

- Sinta-se em casa, vou pedir uma pizza para comermos.

A noite foi de muita conversa e risadas, ambos tinham uma amizade cercada pela diversão e companheirismo. Daniel conheceu Lee quando tinha apenas 18 anos, na época de seu intercâmbio antes de retornar à Coreia. Daniel foi vítima de bullying ainda na escola e Lee sempre o defendeu de maneira que ambos formaram uma forte amizade.

Enfim, todos adormeceram rapidamente graças ao cansaço do dia. Preparando-se para passar por novas etapas, Lee imaginara que em sua vida surgiriam fortes mudanças.

20 de Setembro de 2021 às 20:19 0 Denunciar Insira Seguir história
2
Leia o próximo capítulo Catarina.

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 2 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!