helldahmer Hell Dahmer

Lysandre termina com a namorada depois de 2 anos de namoro a distância e após a morte de seus pais, ele resolve que talvez a melhor coisa seja ir embora para a fazenda da família para pensar mais sobre tudo que vem acontecendo e não atrapalhar a vida de casal do seu irmão mais velho. Porem em uma tarde conversando com Castiel em um parque, ele acaba conhecendo Namid, uma escritora que acaba ouvindo a conversa dos dois e se irrita com a situação. Depois do incidente do parque, Namid e Lysandre voltam a se encontrar e o rapaz descobre que ela na verdade é N Vasser, a escritora que ele admira desde o ensino fundamental. Graças a isso, Lysandre acaba adiando a viagem como forma de conhecer melhor a sua escritora favorita.


Romance Romance adulto jovem Impróprio para crianças menores de 13 anos.

#romance #amor #docete #alternativo #amordoce #castiel #casal #lysandre #doce #namid
7
3.6mil VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo Todas as Terças-feiras
tempo de leitura
AA Compartilhar

Capítulo 1

— Eu sinto muito.

O platinado sorriu, um sorriso que não alcançou os olhos bicolores que brilhavam com melancolia.

— Está tudo bem, nós resolvemos que seria o melhor.

Mentira.

— Ela ao menos perguntou sobre...

— Não — ele respondeu com o rosto baixo, evitando o olhar piedoso do ruivo que continuava sentado ao seu lado.

— Aquela tábua maldita — resmungou.

— Não fale assim de uma dama, Castiel...

— Dama? Olha o que ela...

— Chega, não... fale assim.

o ruivo resmungou, afundando o rosto entre as mãos.

— Eu estive... pensando — Lysandre respirou fundo — não quero continuar... atrapalhando o Leigh e a Rosa.

— O que diabos...

— Eles estão finalmente juntos e eu sinto que sou um intruso... — se apressou em dizer — a fazenda... está sozinha agora que a mamãe...

O ruivo grunhiu — Nem fodendo.

— Eu não sei, mas acho que pode ser bom. Sabe... vou poder pensar mais a respeito de... tudo.

— Você realmente acha que essa é uma boa ideia? — Castiel estava incrédulo e se algum dos dois rapazes fossem 5% mais espertos e atentos, teriam notado que embaixo da árvore, aquela que ficava próxima ao chafariz onde estavam sentados, havia uma mulher, que assim como Castiel, estava completamente surpresa.

Quantas vezes ela havia ouvido aquela conversa? 6, para ser exata. Os garotos, que agora tinham por volta dos seus 20 anos, tomavam as piores dentre as piores decisões e ali, ela ouvia suas dores, mesmo que não quisesse.

"Apenas levante e vá embora", pensava em alguns momentos, mas algo sempre a impedia. Inspiração momentânea que a prendia ao lugar, conversa interessante que despertava seu interesse ou a impossibilidade de sair sem ser notada e gerar uma discussão necessária.

Graças a tudo isso, Namid agora sabia mais sobre Lysandre e Castiel, do que realmente desejava. Então... por que diabos o platinado resolveu se jogar no maldito trauma do passado? Isso era ridículo.

Tomada por um momento que depois ela chamaria de loucura, Namid se levantou. Seus passos lentos e silenciosos, nem mesmo foram notados pelos garotos, até que ela estivesse ali, bem em frente a ambos com o notebook em uma das mãos.

— Você só pode estar de brincadeira comigo. Vocês ficaram pela merda de duas semanas reclamando e chorando a respeito dos traumas e problemas de ambos para isso? É sério? Você odeia a fazenda, odeia aquela cidade e odeia que tudo ali te lembre o quão diferente você é do resto do mundo. Você sonhava em viver longe dali, sonhava em poder se vestir e ser quem realmente queria e agora... por causa de uma garotinha burra, você vai simplesmente jogar TUDO fora para se enfiar lá e ter sua bolha de volta? — ela grunhiu — francamente. Eu sei que adolescência é a época da burrice, mas isso transcendeu. Acha mesmo que seu irmão se importa com você estar com ele? Nem você acredita nessa desculpa. Você só está tentando afastar tudo e todos por estar machucado, você só não sente que pode mais confiar em alguém, já que se apaixonou e se entregou e teve seu coração partido em pedaços após da perda dos seus pais, mas... seu amigo precisa de você, ele precisa de você tanto quanto você precisa dele, então... não faça como todos os outros, não o abandone e se isole. Isso vai quebrar vocês dois e vai pra merda da terapia. Você realmente ta precisando.

Suas palavras atingiram os rapazes como uma verdadeira enxurrada e antes que algum deles tivesse a chance de responder, ela se virou e saiu.

Castiel apontou incrédulo enquanto olhava para Lysandre — Ela...

— Não ta errada... — Rosalya suspirou e os olhos do platinado ergueram-se rapidamente.

— Rosa... desde quando...? — Antes que ele conseguisse terminar, ela continuou.

— Lys-fofo. Leigh e eu estamos preocupados com você. Todos estão... e eu sei que foi difícil ter a Lynn indo embora e... deve ter sido ainda pior perde-la logo agora, mas...

— Chega.

— Lysandre...

— Eu preciso de um tempo... pra pensar — murmurou, levantando do banco e deixando para trás o pequeno bloco de notas com capa preta.


...


Você odeia a fazenda, aquela mulher tinha dito e ele suspirou sabendo que era verdade. Ele odiava, mas quando seus olhos se voltaram para sua escrivaninha, para as folhas soltas e os poemas na parede, ele soube que odiava ainda mais as lembranças dolorosas ao lado de Lynn.

3 anos. 3 longos anos decorreram para que ele se abrisse a novos acontecimentos, se abrisse a estar com ela e a deixasse entrar em sua bolha. Ela havia sido a única, a única que ele amou. Aquela que o fez ver que o que sentiu por Rosalya não foi nada além de uma paixonite infantil.

Como ele poderia não odiar aquele quarto? Como poderia não querer fugir? Ela o deixou. Seus pais o deixaram. Ele não queria esperar até que Leigh o deixasse ou que Castiel o fizesse. Era verdade, ele estava com medo.




"— Você não pode continuar se escondendo —" seus olhos lacrimejaram. Aqueles grandes olhos dourados o encaravam como se seu corpo estivesse totalmente despido para ela, mas não havia vergonha, apenas... tristeza. Por que? Ele queria perguntar. É tão doloroso... queria dizer, mas os olhos dourados pareciam suspirar. "— as crianças precisam crescer... —".

Mas ele tinha medo de crescer...

14 de Setembro de 2021 às 20:07 1 Denunciar Insira Seguir história
5
Leia o próximo capítulo Capítulo 2

Comente algo

Publique!
LS LAIANE DA SANTOS
Olá! Tudo bem com você? Faço parte da Embaixada brasileira do Inkspired e estou aqui para lhe parabenizar pela Verificação da sua história. Espero que minhas observações sejam úteis a você. Bom, a sua história é interessante, fácil de ler e intrigante; devido a capa do livro, eu li como se tivesse lendo um mangá, então o meu cérebro já superaprovou o livro. Os personagens são agradáveis, e dá pra imaginar como é a fisionomia deles e fico feliz quando isso acontece, pois eu gosto de ver o rosto dos personagens. Achei os nomes dos personagens bem intrigantes, me peguei imaginando de onde voce tirou a ideia, já Castiel é nome de anjo em uma série que amo, então super me cativou. E a parte que mais gostei nos capitulos que li foi ela escutando a conversa deles sem querer e depois não resistir em dar a opinião dela, isso é bacana, pois no mundo em que vivemos as pessoas não se importam tanto com as outras, e isso foi legal. Na parte de gramática você se saiu muito bem, uma historia bem contada e coesa. Apesar de não ter muitos detalhes do cenário, eu consegui visualizar, pois a capa nos sugere um cenário; então como sugestão acho que você deveria deixar o cenário mais vivo. Parabéns! Eu gostei muito do que vi até aqui, a história é boa e prende o leitor, dando vontade de não parar até chegar ao final! Muito sucesso pra você e pra as suas histórias.
December 01, 2021, 20:22
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 1 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!