G
Gustavo Eduardo Borges


Uma história sobre uma princesa Argoniana com um pai Argoniana e uma mãe humana, que teve sua mãe assassinada e teve que fugir.


Fantasia Fantasia negra Impróprio para crianças menores de 13 anos. © ©Todos os direitos reservados

#romance #horror #terror #fantasia #
1
673 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo A cada 30 dias
tempo de leitura
AA Compartilhar

Prólogo

A última pessoa que foi e ainda está sendo gentil, comigo verdadeiramente, foi a rainha Caroline Parker, pois ela é a pessoa que me introduzio a este mundo , dando seus últimos suspiro de vida.

— Fuja. — Diz ela, Ela não pisca, mesmo com um punhal, atravessando sua espinha. — Você é minha única herdeira, a esperança do nosso povo, por favor Équidna continue nosso legado, não deixe nossa linhagem acabar aqui. —

— Eu não posso deixar você aqui, apesar de eu ser a sua herdeira eu não tenho toda sua sabedoria e experiência de vida, e caso eu deixe você eu seria o único membro vivo da nossa família, e eu tenho medo de não conseguir, de não ser forte o suficiente para continuar nosso legado. — Digo, meu coração está tão rápido que pensei, que todos pudessem ouvir.

— Minha querida, meu destino foi selado a partir do momento que esse punhal perfurou minha espinha, eu já senti o que você sentiu agora, mas você precisa ser forte precisa superar . —.

Enquanto eu me movimento até a porta mais próxima, eu a fitei uma última vez, e um homem arromba a porta que minha mãe estava ao lado e o homem diz alguma coisa em um idioma que não consigo compreender e aparece mas 4 guerreiros atrás dele, indo em direção da minha mãe, o homem que arrombo a porta aponta para mim dizendo alguma coisa, ele empunha uma espada, com um cabo reluzente como ouro e a balançou em direção do pescoço de minha mãe , enquanto a espada, força a cabeça dela para fora do seu corpo e a vida sumia dos seus olhos eu soube que naquele momento o legado da minha família está nas minhas mãos , corro em direção a porta e o homem que decapitou minha mãe impede a minha passagem o os outros homens com ele cercam, um dos homens que estava empunhando um martelo tenta acertar minha perna só que desvio , no momento de desespero sinto minha pele formigar e se desmanchar, sinto como se parte do meu traseiro se separa-se de uma maneira indolor , um homem grita alguma coisa , fito meu corpo por alguns segundos até perceber que não consigo vê-lo, e também percebo que eles me querem viva por algum motivo, aproveito a chance e olho para os lados para ver alguma saída possível mas todas as saídas têm uma chance muita baixa de dar certa, olho pela janela até perceber que a altura não é tão alta e pego a lança de um guarda morto e quebro a janela e pulo por ela.

24 de Setembro de 2021 às 23:56 12 Denunciar Insira Seguir história
3
Continua… Novo capítulo A cada 30 dias.

Conheça o autor

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~
Universo argoniano
Universo argoniano

Este universo que eu estou criando é sobre o livro que eu estou criando que se chama "A Argoniana" Leia mais sobre Universo argoniano.

Histórias relacionadas