R
Rebeca Alves


Por ser inconstante é um livro que instiga, prende a leitura e que conta histórias reais sobre experiências da minha vida em que busco ser autêntica com o leitor.


Fanfiction Livros Para maiores de 18 apenas.

#]
1
392 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Partindo do princípio

A rotina da nossa vida é fundamentada no tempo, cabe a nós saber como torná-lo mais ao nosso favor. Para tanto saber disso sem agir faz ficar cada vez mais nebuloso e complexo, se não pararmos ante a essa realidade dos nossos dias o tempo vai parecer pouco para o que se quer fazer ou longo quando se deseja algo a tanto tempo esperado.

Aos 38 anos de idade e casada a 16 anos e com dois filhos penso que a vida foi e tem sido motivo de incertezas, frustrações, aflições, poucos amigos para conversar sobre tudo que a nossa mente é capaz de suportar. Minha mente é flexível, pois me permite ir e vir em minhas lembranças ou memórias. Mas, e quando a mente está emaranhada e embolada? É preciso encontrar o início do fio da meada, é preciso administrar a grande massa de situações bem diante de mim. Descobri então que a mente também pode ser grandiosa quando bem utilizada! Conto essa história para dar início ao que chamo de partindo do princípio.

Preciso começar dizendo que sabendo que passei por dificuldades, eu pedi ajuda mas, ainda assim minha casa estando organizada, a minha mente, não está. Há uma incapacidade no quesito administração do tempo. Ainda não consegui estabelecer uma rotina que fosse minha amiga e que eu pudesse confiar ao ponto de ter a certeza de um caminho que no fim me fará chegar à um fim proveitoso.

Ainda estou numa chamada zona de conforto e conformada ao próprio problema sem ao menos poder me mover sabendo que de certa forma houve um progresso, uma melhora. E dia após dia sempre a mesma questão como um casco nas minhas costas. Sem com quem dividir o meu fardo. A gente se lamenta e entre outras coisas descansando e esquecendo que convive com o problema. Não seria porque a casa já está tão arrumada que não tendo mais o que fazer diante de uma bagunça de brinquedos que antes tanto reclamava, e que agora com a organização da 'bagunça' era a cura para todo esse problema criado. E ainda quando sabemos que o que fazemos de certo no nosso entendimento é desprovido de reconhecimento, ou elogio de alguém. Parece até que me criei eu mesma uma situação em que cai, uma arapuca e presa não tem quem me tire.

Isso se reflete hoje no meu sono, na qualidade do despertar, no relacionamento com meus filhos, na falta de conversas maduras com o marido e pessoas, na intimidade, na carreira e até mesmo de um sonho de realização na vida! Como resolver essa questão, que talvez não só minha, mas um problema instalado e atual?

O tempo é capaz de cegar, é capaz de limitar, de atrasar, de despensar, de desorientar, de isolar, de trazer saudade, tristezas, lembranças, de trazer presente e novidade, um filho bem esperado! Independente do que trás o tempo, ele traz a maturidade, a boa prática, a administração eficaz de uma casa, uma família, uma empresa, um projeto, uma construção.

Posso dizer que esses meses pude compartilhar de várias sensações e sentimentos diferentes que vão de dúvidas há confiar sem pensar no porvir. Ou ainda pela manhã ou a noite, sentir minha pressão baixar e depois perceber que ao acordar senti que perdi momentos em que pude estar acordada e poder me divertir com meus filhos e estar com meu marido. Tive que entender o que não presenciei e aceitar o que não pude saber. Briguei com minha mente, refleti momentos em que tive que desprezar e tive que repreender, repetir incessantemente palavras tentando arguir com o marido e filhos em vários momentos de aulas on-line e disciplina. A vida não é só sorrisos como aparece nas redes sociais. Não é feita só de momentos alegres. Não vemos nas redes sociais aquilo que nos aflige, que nos incomoda, ou seja, não mostramos a outra face das situações da vida! Predomina a exposição de uma realidade desejada numa pose, em um vídeo bonito e um fundo musical para embalar!

Enfim, dia após dia estamos seguindo pelo caminho de surpresas que se seguem. Ficamos mesmo sem saber do porvir. Nesses casos é preciso confiar e perseverar.

28 de Setembro de 2021 às 19:27 1 Denunciar Insira Seguir história
1
Leia o próximo capítulo Sem sombra de dúvida

Comente algo

Publique!
Rebeca Almeida Rebeca Almeida
Dedico esse livro a quem foi especialmente anos 80 e 90 e que goste de suma leitura leve e divertida. Espero que vocês leitores se identifiquem com essas histórias reais sobre mim e sobre a vida e as surpresas que ela trás!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 14 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!