lusfernandoal151592192134 Luís Fernando Alves

Nely achou que estava conhecendo o homem da sua vida, mas Codder era um psicopata e ela não sabia. Após descobrir um plano que a mataria, Nely mata acidentalmente a amante de seu marido, uma de suas amigas de infância. Após sair da cadeia, Nely descobre que Codder desapareceu e ela pensa que pode finalmente reconstruir sua vida. Ela se muda para a casa de sua grande amiga Érika e quando pensa que tudo ficará bem Codder ressurge das sombras e passa a persegui-la eliminando todos os que ficarem em seu caminho.


Suspense/Mistério Impróprio para crianças menores de 13 anos.

#horror #novela #Suspense #psicopata #medo #assassino
0
1.0mil VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo Todas as Segundas-feiras
tempo de leitura
AA Compartilhar

PREFÁCIO DA NOVA EDIÇÃO

COMO SURGE UMA HISTÓRIA—


A primeira vez que eu vi a Nely foi no início de 1998, na escola. Ela sentou-se no mesmo banco que eu. Ela estava usando uma calça leg marrom bastante justa, o que favorecia seu avantajado bumbum. Sim, Nely era uma garota linda. Eu digo garota porque ela tinha apenas 13 anos de idade. Era loira, branquinha, e tinha lindos olhos verdes que pareciam olhos de boneca.


Eu estava criando alguns contos aleatórios naquela época, e alguns meses depois esses contos se tornariam meu segundo livro, O predador da montanha edição completa, que mais tarde passaria a se chamar Rastros do medo, o predador da montanha.


Naquele mesmo ano eu decidi que a Nely seria uma de minhas protagonistas (eu tinha a mania de colocar as pessoas como personagens das minhas histórias) e eu fiz isso colocando ela em O predador da montanha 4.


Eu contei a história a uma de minhas primeiras leitoras, que na época era minha amiga, a Tatiana.


Um dia a Tati chegou em mim e me disse que a Nely queria ler a história, porque ela tinha contado à garota que eu a coloquei na história. Foi assim que a própria Nely, passou a ser a minha segunda leitora. E foi assim que mais tarde ela, ou ao menos uma mulher inspirada nela, passou a ser protagonista da trilogia Eu sei aonde você está, que só ganhou esse nome a partir do momento em que eu datilografei a história em uma velha máquina de escrever Olivetti que eu tinha ganhado.


Nessa época o livro datilografado passou a ser a segunda versão da história, eu já tinha feito algumas modificações no texto e de certa forma o deixado melhor do que era antes.


Eu tinha o costume de agir como Lovecraft. Às vezes me dava uma espécie de surto e eu simplesmente destruía tudo o que escrevia, mas Eu sei aonde você está tinha sobrevivido firme e forte. Sobreviveu até hoje, acabou ganhando alguns prêmios, o que para mim foi uma grande surpresa, não se espera ganhar três concursos com o primeiro livro que você escreveu na vida, mas foi o que aconteceu.


Resolvi fazer essa versão especial do livro para comemorar o aniversário de 22 anos da história.


Basicamente o que você vai ler aqui é o que está publicado no site do Inkespired, salvo alguns trechos inéditos que vou tentar colocar e a correção de alguns supostos erros que aparecem no texto, Eu sei aonde você está especial 22 anos tem o texto totalmente revisado. Os capítulos são divididos em partes para facilitar a leitura, você não vai encontrar aqui aqueles 12 capítulos enormes que o livro tem originalmente.


E então, topam reviver as emoções e os sustos que assombram a minha vida há 22 anos? Sentir o pânico, ouvir os gritos histéricos e assombrosos de Nely e descobrir porque medo se escreve com quatro letras? Então vire a página e tente ficar vivo.


Sei que esse não é um bom prefácio, na verdade ele é desnecessário, mas como não gosto de começar algo especial sem algum tipo de introdução, ele veio à calhar.


LUÍS FERNANDO ALVES, PINDAMONHANGABA, 08 DE AGOSTO DE 2021.

16 de Agosto de 2021 às 10:23 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Leia o próximo capítulo CAPITULO 1 - primeira parte

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 25 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!