arnaldo-zampieri Arnaldo Zampieri

Sou aquela pessoa que tem dificuldade de cobrar o preço justo pelo trabalho. Sempre que me procuram, eu penso que pode ser uma chance de parceria ou divulgação. Friamente, sou só uma pessoa que não se dá valor.


Conto Impróprio para crianças menores de 13 anos.

#conto
Conto
0
912 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Sobre a dificuldade de cobrar o preço justo

Todos os dias ela me pedia um texto novo. E eu enviava.

Nunca cobrei nada por isso, mas por muitas vezes eu precisei remanejar o meu dia todo pra entregar uma poesia. Quem dera fosse digital. Ela exigia impresso. "Só passa por aqui até 11 horas e deixa na minha caixa do correio". E nunca recebi uma resposta de agradecimento. Passaram meses sem que eu recebesse uma única resposta.


Sou aquela pessoa que tem dificuldade de cobrar o preço justo pelo trabalho. Sempre que ela me procurava, eu pensava que poderia ser uma chance de parceria. Que talvez ela me divulgasse um dia. Na prática eu me sentia sem valor, ou, quando fosse cobrar por um livro, ela me pediria de graça, afinal, eu já fazia isso todos os dias. No fim das contas nem leria e usaria meu livro como calço pra algum móvel.


Nesse ciclo vicioso, eu seguia pobre, sem divulgação, sem agradecimento e os boletos continuavam chegando. Virei refém do meu próprio trabalho, enquanto o Cortella conseguia lançar um livro ao custo de R$70,00. E como eu sabia isso? Ela fez um post, feliz com o livro que comprou.


Então certa manhã não enviei meu texto. Nem na outra. Nem nas seguintes.

Após uma semana, recebi uma mensagem de bom dia que dizia:

Sinto falta dos seus poemas.

Resolvi levar um texto novo, mas não deixei na caixa de correios. Bati em sua porta e ela me convidou à entrar, em sua casa e depois em seu corpo. A cama, em desnível, fazia um barulho irritante com nossos movimentos. Rapidamente peguei um dos muitos livros de cabeceira e usei como calço, e o ruído parou. Depois que me dei conta do livro que havia pego, só pude brindar o momento com a frase:


"Na tua cara, Cortella!"

23 de Julho de 2021 às 18:40 1 Denunciar Insira Seguir história
4
Fim

Conheça o autor

Arnaldo Zampieri Assimétrico como a vida é o meu trabalho. Dividindo essa existência em: Composições, crônicas, contos, poesias e HQs.

Comente algo

Publique!
Max Rocha Max Rocha
As necessidades individuais se expressam de forma curiosa. Há que se promover a interação ...
July 24, 2021, 17:28
~