patykastanno Patricia Kastanno

[Jikook • Jungkook Top • Jimin Bottom • Romance • Dança • Longfic] Jeon Jungkook é um jovem rapaz, que após ser selecionado por uma renomada academia de dança nos Estados Unidos, é convocado, junto à seus amigos, para treinar e se apresentar no palco de um festival mundialmente famoso. No entanto, o que o mesmo não contava, é que fosse acabar conhecendo no país estrangeiro, um certo destaque da Academia Neon Tiger, sul coreano e chamado por Jimin Farrony Cordwick, vulgo, um herdeiro dos apresentadores americanos assumidamente gays, que o adotaram ainda pequeno e desde então, é um talentoso dançarino. O que aquele encontro poderia render? Isso era o que Jungkook descobriria, de forma inesperada.


Fanfiction Bandas/Cantores Para maiores de 18 apenas.

#au #kookmin #jikook #romance #amor #dança #jungkook-top #jimin-bottom #pjm #jjk #jimin #park-jimin #jeon-jungkook #jungkook #bts
3
499 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo A cada 30 dias
tempo de leitura
AA Compartilhar

I - Welcome to America



Notas Iniciais:


Olá xuxitos, eu aqui com Jikook de novo xD
Essa é minha neném com pegada simples e verei no que dá.

Abaixo como sempre, observações:

* Tradução do Título: Não Consertado (fará mais sentido no decorrer do enredo);
* Trilha Sonora: Whataya Want From Me de Adam Lambert;
* Ship principal é Jikook, portanto se NÃO GOSTA, NÃO LEIA e pronto;
* Conteúdo não recomendado para menores de 18 aninhos;
* Narrada na terceira pessoa;
* Foco em gatilhos sociais como preconceito e homofobia (nada muito extremo);
* Plágio é crime, não copie ou adapte o conteúdo desta história que é de minha total autoria intelectual, grata;

Bom, agora podemos seguir para o capítulo piloto dessa baby. Esse em específico, vai narrar a trajetória inicial do nosso menino JK e amigos na viagem.
Espero que gostem, boa leitura!


***


Capítulo I - Welcome to America


- Isso é incrível, Jungkook. Você conseguiu! - parabenizou outra vez o empresário, enquanto o citado segurava em mãos o envelope, que jamais esperou receber em bons anos, mas que ali estava, em letras graúdas anunciando um: "aprovado para a Academia de Dança Neon Tiger", vulgo, uma das mais renomadas escolas do ramo no mundo e... do outro lado do planeta.

- PD-nim, eu... não posso ir para os Estados Unidos. - se preocupou o mais novo, com ar inseguro.

- Fala sério, garoto. É claro que pode e deve ir. - salientou o superior indignado.

- Mas... eu nem falo o idioma, como vou estudar lá, senhor? - inquiriu ansioso, arregalando os lumes naturalmente grandinhos.

- Isso não será problema. Namjoon vai junto e como sabe, ele é fluente no inglês. - garantiu o CEO com empolgação.

Sim, o rapaz não era o único que havia sido selecionado, felizmente. Iriam junto consigo, mais quatro rapazes e trainees da empresa, todos vinculados por contrato e com uma bagagem de sonhos dentro de si, já que se tornar idol, era a realização dourada de todo jovem coreano, por pressuposto.

E pelo país à fora, eram estes seus colegas: Jin, o mais velho, dono da auto estima mais inabalável existente, graças à beleza angélica de seus traços e corpo; Suga, o pálido dorminhoco e de personalidade forte como um gato arisco e Taehyung, o desinibido e carismático mais novo depois de si.

Não menos importante, Namjoon ou RM, como era chamado, se enquadrava como o líder citado e também o cara legal e sempre disposto à ajudar, o qual Jeon atribuía com segurança, sua decisão de ter ficado na agência até então. Juntos, o quarteto eram quem agora, seriam suas constantes companhias. Fato que remetia à um "menos mal", sem dúvidas, porém... não menos preocupante.

- Agora temos que falar com o gerente, sobre a viagem e as agendas. - destacou Bang conciso, tirando o moreno de suas indagações internas.

- Claro. - concordou baixo e assim, a correria se iniciou.

Em alguns dias, antecedendo à data do embarque para a nação norte-americana, tudo já estava acertado. Os cinco jovens coreanos tinham o dinheiro, os planos, as documentações e as expectativas. Iriam com destino para a cidade de oportunidades, Nova Iorque.

E era lá, que começariam uma jornada na Academia e também na dança.

- Nervoso? - indagou Namjoon, se achegando ao caçula, que mordiscava os lábios disperso no dormitório.

- Talvez um pouco. - admitiu tímido.

- Não se preocupe, a gente vai se sair bem. - sorriu o Kim, exibindo o par de covinhas na face, em gesto acolhedor. - Parece que andou estudando bastante, uh? - apontou o livro de ensino de inglês básico, nas mãos do citado, que assentiu e logo...

- É muito difícil, hyung. - lançou com frustração.

- Com certeza. - o mais alto sorriu, achando graça no dongsaeng. - Mais aqui vai uma dica útil: assista filmes e séries e veja legendado. Pode acreditar, ajuda. - lançou numa piscadela e um relampejo de esperança se acendeu no olhar alheio.

- Farei isso no vôo. - ditou convicto.

- É, tem razão. Terá muito tempo, até cruzarmos os continentes. - Seokjin surgiu em cena, com riso de deboche na fala direcionada à Jeon e logo...

- Os hyungs deitaram? - perguntou o mais novo, estreitando os olhos pelo espaço do quarto partilhado.

- Taehyung está no telefone, falando com os pais e Suga...dormindo, como um preguiçoso gatinho. - notificou o mais velho com escárnio.

- Hum. - Jungkook acatou em murmúrio, marcando o livro e nisso..

- Você falou com os seus, à propósito? - quis saber o segundo Kim, cruzando os braços com displiscência.

- Falei. Minha omma não gostou muito, mas como está no contrato, acabou aceitando bem com a proposta e também... voltaremos logo. - sorriu curto, dando de ombros.

- Sim. Os seis meses, que podem ser bem rápidos, se não aproveitados e claro, com juízo. - determinou o primeiro Kim em enfoque e o moreninho acatou com aceno reflexivo.

Com certeza, aquela oportunidade seria seu desafio e para tal, tinha mesmo de usufruir da melhor forma, perante a chance dada. Ainda que isso... não fosse seu real objetivo, até o presente momento.

- Vou deitar, aconselho você à ir também. Amanhã será cansativo. - frizou Namjoon erguendo o dedo em riste e Jungkook assentiu em concordância.

E mais tarde na cama, o jovem tentou mesmo dormir propriamente, porém... não conseguiu tal ato. Estava ansioso, imaginando as mil possibilidades que poderia ter, chegando num país desconhecido, onde ficaria estudando dança, algo que... não se considerava ser tão bom assim.

[...]

Dia seguinte

A manhã fôra corrida como pressuposto. Resumidamente, se dando com os rapazes arrastando malas, enfrentando tumulto, inspeção, fila e sonolência, até estarem enfim no primeiro avião, que faria escala na Europa e por fim, no México.

Jeon ironicamente, não se sentia cansado naquela manhã de outono, mas sim com fome e vendo as nuvens pela pequena janela, decidiu que o melhor à fazer era o que foi aconselhado: assistir filmes e séries em inglês até... seu corpo cochilar cansado.

E passado o exato desfecho, foi cutucado em algum momento e acordou, com Taehyung o puxando pelas mangas, em gesto apressado.

- Já chegamos, Jungkook. Acorda! - comandou a voz grave e o moreno se encarregou de reunir os fios rebeldes, as duas grandes malas e por fim desembarcar, com os fiéis fones de ouvido.

Do lado externo do aeroporto, era noite e logo viu o tumulto de figuras estrangeiras se aglomerar pelo grande local. Estavam no frio charmoso da Alemanha e assim, cobriu-se com o capuz, trêmulo e intimidado. E logo...

- Aish, aqui tá frio! - Suga foi o primeiro à reclamar, em fala rabugenta.

- Vamos fazer uma refeição e ir ao banheiro. - Namjoon liderou em ordens e todos não tardaram em acatar.

Jungkook e Suga foram então ao banheiro, lavar os rostos e os outros dois, seguiram rumo à lanchonete, enfrentar a fila comprida, com o dinheiro que haviam trazido da agência de poucos recursos, mas de muita boa vontade, para investir nos seus prodígios estudantes.

- Ouvi dizer que Neon Tiger tem alguns bons coreógrafos e figuras famosas, que se apresentaram em grandes palcos, tipo Moscou e Viana. - comentou o pálido com semblante de tédio.

- Imagino que sim. - respondeu breve, ajeitando os fios em desgrenho no espelho.

- Já até presumo: riquinhos, olhos grandes e claros e narizes empinados. - suspirou o outro, desgostoso. - Mas pode ser útil. Não ligo pra nada, só quero é conseguir esse curso. - deu de ombros por fim.

- Sim. Acho que será... uma boa aventura. - comentou esperançoso.

- Com certeza. Enfim vou ver a Estátua da Liberdade e a Disney. - soltou empolgado, contudo... - Mas isso da janela claro, pois ir lá, seria um belo gasto que o PD-nim não tá pronto pra conversar, além de ter um monte de gente. - espantou em sorriso cafajeste e o mais novo não evitou rir do jeito sombriamente espirituoso de seu hyung, até que... foram interrompidos.

- Pensei que tivessem descido pela descarga. - dramatizou Jin, adentrando o toilette com sua postura elegante usual.

- Engraçadão. - Suga estapeou o mais alto com descaso e de imediato, saiu.

- Mal educado. - recriminou o Kim num bufar. - Namjoon ficou na mesa com a comida, vai logo! Eu preciso mijar também. - notificou apressado e assim, Jeon seguiu até o lugar indicado, onde encontrou com satisfação a dupla e um agradável cheiro.

- Comida americana, claro. - debochou Min num menear de cabeça.

- Aqui não é tão fácil encontrar a coreana e os preços... são difíceis de "engolir" também. - segredou numa careta cômica.

- Pelo menos de fome não morreremos. Imagina aguentar esse cara, resmungando até apodrecer. - gargalhou Seokjin, se referindo ao agora ultrajado Suga, que entonou um palavrão e sob mais risadas, todos enfim comeram.

E após a refeição, sob os quatro esmiuçando um mapa, para chegarem no portão correto, foi logo anunciado o vôo e conquanto, embarcaram... rumo ao México.

Jeon dormiu mais algumas horas, até chegarem ao segundo aeroporto. Agora, era uma tarde de sol límpido e com a exaustão, apenas se resumiu em jogar alguns passatempos de seu celular, ouvindo a fatídica história de Jin, sobre a suposta moça gringa, que lhe deu seu telefone.

- Ainda bem que é o último. - comentou Taehyung num bocejo, evidenciando as olheiras evidentes na face bonita.

- Sim. - concordou Namjoon, com os óculos de sol chamativos.

E sob mais espera e mais malas sendo arrastadas às pressas, Jungkook estudou um tanto mais do idioma que seria seu aliado num futuro próximo, até enfim chamarem ao vôo final.

Dessa vez não dormiu, contentando-se em ouvir Troye Sivan na playlist, enquanto fitava a paisagem minúscula até pousarem e agora sim, estarem em solo americano.

A nova aventura, que começaria dali por diante e que Jungkook, mal podia esperar. Ser um dançarino sempre foi uma ambição distante e agora, devia se empenhar e dar seu melhor. Torcia para que tudo desse certo nesse processo e na pior das hipóteses, apenas voltasse da mesma forma que chegou.

Porém mal sabia ele que... não seria nada próximo do esperado naquela estadia de meio ano, na digna Neon Tiger, com seus ilustres alunos. Mais especificamente... um.


***


Notas Finais:


E aí, gostaram? Express yourself ♥
Hoje estarei postando DOIS CAPÍTULOS, pois queria expôr os dois lados da moeda, vulgo, os dois protagonistas.
Beleza? Beleza.
Let's go!

17 de Julho de 2021 às 00:53 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Leia o próximo capítulo II - A Partner for Dance

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 1 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!