gabrielyapp Gabriely

*Fanfic do livro A Prometida de Kiera Cass* ☆Continuação do primeiro livro☆ Hollis Brite ainda está com o coração quebrantado por conta do ataque dos cavalheiros sombrios que tirou a vida de seu amado Silas, mas está fazendo de tudo para se encaixar em seu novo país e lar, Isolte. Ethan, primo de Silas é o responsável agora por cuidar da viúva Eastoffe, sua filha e Hollis, e por conta disso, um vínculo nasce entre ele e Hollis. Os cavaleiros sombrios continuam a ameaçar a paz de Coroa, e Jameson quer sua amada Hollis de volta. O que será que acontecerá? Hollis deixará seu amor de Silas de lado para viver um novo romance? Como Jameson pretende reconquistar Hollis? Qual será o futuro dela? Descubra lendo essa fanfic inspirada no universo de A prometida. Observação: Ainda não li o segundo livro, então essa continuação não tem nada haver com ele.


Fanfiction Livros Todo o público.

#romance #fanfic #livros #romancedeepoca #aprometida #kieracass
0
1.5mil VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo Toda semana
tempo de leitura
AA Compartilhar

1- Um novo lar, uma nova vida

Já fazia um mês desde a minha chegada a Isolte e ainda não me havia acostumado com essa mudança drástica em minha vida.

Tudo era muito diferente, desde o clima, as comidas e principalmente a cultura do local, o sol quase não aparecia, fazendo com que o país parecesse estar sempre no frio gélido do inverno, agora eu entendia o que meu amado Silas me disse no castelo uma vez, sobre as diferenças entre Coroa e Isolte.

Mas apesar do frio que sentia por conta do clima, eu me sentia mais reconfortada ao lado da família Eastoffe, a mãe de Silas e Scarllet me faziam ficar bem, até mesmo o ranzinza do Ethan era melhor do que ter ficado sozinha e desamparada em Coroa.

Apesar de estar me sentindo melhor, vez ou outra, vinham pensamentos horríveis sobre o ataque na festa de casamento, o ataque que tirou a vida do meu amado Silas, dos meus pais e de quase toda a família Eastoffe.

Scarllet ainda permanecia quase sempre calada, olhando para o horizonte ás vezes, ela ainda não havia se recuperado do ataque dos cavalheiros sombrios, eu ficava cada vez mais preocupada com o fato de que talvez ela nunca fosse ficar melhor, eu jamais perdoaria os cavalheiros sombrios e o rei Quinten por esse maldito ataque.

Assim que chegamos a Isolte, tivemos que comparecer perante o rei Quinten para pedirmos asilo novamente no país, me lembro como se fosse ontem a maneira como ele me olhou, tive que me segurar para não dizer o que queria sobre o ataque dos cavalheiros sombrios que matou Silas, mas tive que me conter pelo bem da família Eastoffe.

— Hollis, assim não.

A senhora Eastoffe se aproximou de mim e me mostrou o jeito certo de lavar as roupas na tábua em frente ao rio.

— Ah, me desculpe, obrigada por me ajudar.

Ela sorriu para mim e voltou ao lugar onde lavava os grandes e pesados tapetes. Eu era horrível em serviços domésticos, sempre fui acostumada que os outros fizessem as coisas por mim, e agora, teria que aprender se quisesse levar uma vida normal aqui.

De longe eu percebia a maneira como as jovens do país me olhavam, meio de soslaio, cochichando entre si. O que será que elas achavam de mim? Como uma simples estrangeira? Ou talvez como uma espiã de Coroa?

Eu queria fazer novas amizades ali, eu tinha Delia Grace como minha melhor amiga, mas desde a nossa última briga nossa relação ficou balançada, claro que ela ainda me mandava cartas e eu correspondia, mas não era a mesma coisa.

Tinha a rainha Valentina como minha amiga também, mas ainda não tive coragem suficiente para ir mais uma vez ao castelo pedir autorização ao rei Quinten para vê-la.

Talvez mais para a frente eu fizesse uma amizade ali, mas por enquanto as pessoas pareciam não gostar muito de mim.

Depois que terminamos de lavar tudo, voltamos para casa onde Scarllet já estava preparando o almoço e o cheiro era maravilhoso.

— Hollis, você poderia fazer um bolo de frutas hoje? Irei a feira na cidade junto com Scarllet comprar alguns alimentos, tudo bem?

— Claro.

A mando da senhora Eastoffe, peguei um antigo livro de receitas e procurei até achar o do bolo de frutas. Eu estava cansada por ter passado toda a manhã lavando roupas no rio, mas cozinhar algo quente me ajudaria a sentir menos frio em minhas mãos.

Com muito custo consegui entender a receita e fiz o que estava escrito. Enquanto assava fui procurar uma luva para esquentar minhas mãos, procurava no meu guarda roupa quando vi um pedaço do meu vestido de noiva.

Lágrimas vieram nos meus olhos, e logo elas caíram quente sobre o meu rosto, o dia mais feliz da minha vida tinha se tornado o dia mais triste também.

Perdi as pessoas que mais amava num simples ato de poder e ganância de um rei mal, se ao menos eu pudesse voltar no tempo e impedir que tudo aquilo acontecesse, mas mesmo que eu voltaria, como eu poderia impedir? Como uma simples pessoa como eu poderia lutar contra os cavalheiros sombrios?

Não tinha como, a única coisa que poderia fazer era aceitar esse acontecimento trágico e seguir em frente.

Não sei por quanto tempo fiquei no quarto chorando, mas acredito que tenha sido um bom tempo, pois fui despertada dos meus pensamentos com o grito de Ethan.

— Hollis!

Ele entrou no meu quarto furioso e não entendia o porquê de ele me odiar tanto assim.

Sequei minhas poucas lágrimas que ainda estavam no meu rosto e me virei para vê-lo.

— O que foi agora senhor ranzinza?

Ele olhou para mim de uma maneira diferente como nunca havia feito antes e achei aquilo tudo muito estranho.

— Você...estava chorando?

Não queria parecer mais uma vez fraca e sensível perto dele, ele havia muito me criticado por ser assim, então menti.

— Ah não, é que estava cozinhando e sem querer, passei a mão de pimenta em meu olho.

Seu semblante voltou ao antigo Ethan ranzinza que conhecia.

— Por falar em cozinhar Hollis, você deixou o bolo de frutas queimar!

— Ah não!

Saí correndo até a cozinha e me deparei com um bolo totalmente queimado em cima da mesa.

— Será que você não consegue fazer nada direito Hollis? Até quando será uma garotinha mimada? Você não está mais em Coroa...

— Quieto Ethan, eu não aguento mais você me humilhar, quem você pensa que é? Um isoltano de verdade? Me poupe...

Ethan me olhou ainda mais furioso, mas saiu logo em seguida pisando alto e batendo a porta ao sair. Como ele conseguia ser tão insuportável assim? Com quem ele aprendeu a ser assim?

Esperava que quando a senhora Eastoffe e Scarllet voltassem, não ficassem bravas comigo por ter queimado o bolo de frutas.

16 de Julho de 2021 às 15:47 0 Denunciar Insira Seguir história
1
Leia o próximo capítulo 2- Um convite

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 14 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!