babeboom Karzzy Danielle

Sabe quando você se cansa de tentar e decide apenas viver? É assim que Park Jimin se sente. Park viveu 19 anos apenas fazendo o que outras pessoas queriam, e agora, aos 20 anos ele decide fazer o que sempre quis. Viver. Esta historia contém; palavras de baixo calão. Se você for sensível a este tipo de conteúdo, por favor, não leia. Qualquer outro conteúdo mais agressivo\pesado será avisado antecipadamente. jikook ⋆ sope ⋆ namjin ⋆ taekook


Fanfiction Bandas/Cantores Para maiores de 18 apenas.

#drama #namjin #gay #sope #jikook
1
371 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo A cada 15 dias
tempo de leitura
AA Compartilhar

Prólogo

Eu lembro quando me falaram: Você tem que ser um garoto obediente, assim Papai Noel te dará presentes.

Então eu fui um bom garoto a minha vida toda, e o que o Papai Noel me deu não foi um presente.

Agora eu me pergunto:

Por que eu fui um bom garoto?

Por que eu me importo tanto com que os outros dizem?

Meu pai, minha mãe e minha avó me ensinaram a ser o que eu tenho que ser e o que todos querem ver, o filho perfeito da família perfeita de Busan.

E o que isso me proporcionou?

Nada.

Apenas uma grande quantidade de trabalhos sem sentidos e uma vida privada de tudo.

E agora, aqui em frente a um médico, eu me deparo com meu presente por ter sido um menino obediente.

Um câncer.

Câncer.

É isso que eu recebo.

Eu, Park Jimin, vou morrer em ― mais ou menos ― um ano.

Minha avó agradece ao doutor e me puxa para fora da sala. Nem parece que seu neto está quase morto. Nós continuamos calados até o seu carro, onde ela entra e fica parada por longos minutos.

Depois do seu respeitoso silencio, ela fala:

― Não precisa se preocupar, Jimin. Eu vou dar um jeito, apenas vamos informar a empresa que você está bem ― começa a dirigir de volta para casa ― que só precisara de alguns exames e um longo descanso.

Eu permaneço calado, apenas observando as pessoas se divertindo do lado de fora da janela do carro, como sempre fiz.

― Bem-vindo Senhor Park, Senhora Kim.

A empregada de minha avó nos recepciona assim que entramos em casa, retribuo seu cumprimento e vou direto para meu quarto, ignorando o chamado de minha avó.

Me deito na cama e deixo minha mente transbordar de pensamentos aleatórios.

"Jimin, seja um bom garoto."

"Se você fizer o que os mais velhos dizem, você com certeza terá o mundo em suas mãos."

"Sorria Jimin, eles estão aqui por você."

"Se você for um bom menino, coelhinho da pascoa te dará chocolates."

"Você é um garoto tão lindo e saudável, terá uma vida longa e com muito sucesso se obedecer aos mais velhos."

"Park Jimin, você está com ótimas notas, continue assim, dará muito orgulho aos seus pais."

"Park Jimin"

"Park Jimin"

"Park"

"Jimin"

"Você está com câncer."

Não sei quanto tempo deve ter se passado desde que eu me tranquei no quarto. Nada mais é ouvido do lado de fora da porta. Aqui dentro, somente meu choro descontrolado e um grito silencioso que luta para sair.

Choro por meus pais.

Choro por minha avó.

Mas eu choro principalmente por mim e por meu futuro agora inalcançável.

Choro por tudo até não ter mais do que se lamentar. Horas se passam para que eu enfim adormeça, afundado na tristeza, dor e arrependimento.

Em minha mente, apenas duas palavras continuam ecoando.

Um ano.

♥♥

Olá, tudo bem?

Bom, é minha primeira fanfic e meu primeiro trabalho como escritora. Para começar, deixa eu me apresentar.

Eu sou Daniele, mas prefiro que me chamem de Karzzy, de qualquer forma, fiquem a vontade para me chamar do jeito que se sentirem mais confortáveis. Tenho 20 anos e sou do Rio Grande do Sul.

Eu pensei muito antes de começar a escrever. Não sou muito confiante com minha escrita e não tinha certeza se eu tinha capacidade para escrever, mas acabei apostando na sorte.

Espero que se divirtam e até o próximo capitulo, anjinhos.

24 de Junho de 2021 às 23:17 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Leia o próximo capítulo Menino mau

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 1 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!