Conto
0
515 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

A guerra

Em 1700...o rei Magnus e a rainha Katera tiveram uma briga, uma briga que definiria o destino de seus sucessores,e tudo começou com um mal entendido.

Após o desaparecimento de muitos Seelies a rainha Katera ordenara que suas tropas, procurassem por todo sul de Willderbor, foi ai que a tropa responsável por Warkburn retornou:

-Majestade!! perdoe-me a intromissão, mas o assunto do qual vim lhe falar e de extrema urgência

-Pois diga-me o que aconteceu?

-Fomos ate Warkburn, como ordenou, e ao chegar la vimos bruxos vendendo, o soro da verdade...soro que só pode ser feito com o coração de um Seelie!!

-Voltem para Warkburn, e exijam em nome da rainha uma reunião com Magnus!!

Assim o fizeram, a reunião fora marcada para a decima terceira lua cheia(no mês seguinte em dias humanos)...

Na reunião:

-Serei curta e totalmente franca! exijo que todos os comerciantes de Warkburn bebam do cálice da verdade!!

-Com todo o respeito vossa majestade...isso não será possível!

-Vimos o soro da verdade sendo vendido em uma de suas lojas, e muitos Seelies desapareceram desde a ultima lua de sangue, então se não quiser travar uma guerra com meu povo e melhor fazer com que seus comerciantes bebam do cálice!

-Estou ciente do desaparecimento de seu povo, porém meus feiticeiros não matam nenhum Seelie desde o acordo.

-Você tem ate a proxima lua, se não ceder até la...sofrerá as consequências-disse Katera com um gesto para que Magnus saísse do reino Seelie.

passaram-se seis dias desde a reuniao, magnus sabia que se não cedesse uma guerra começaria, com apenas mais um dia antes da decisão, resolveu consultar sua esposa Elena contou-lhe toda a conversa que tivera com Katera e da ameaça feita a Warkburn, Elena muito confiante disse :

-Temos os melhores feiticeiros de willderbor e Katera não seria imatura o suficiente a ponto de nos travar uma gurra...e se a caso você decidir ceder perdera seus suditos... e eu não quero nem imaginar quais maldições não cairiam sobre Clarissa...porém essa decisão e sua...lembre-se do que esta em jogo.

Com medo do que aconteceria com Clarissa Magnus decidiu enfrentar a rainha Seelie :

-Meu povo jamais cederia a vossa ameaça

-Então prepare-se Magnus...

No dia seguinte o reino de Warkburn acordará sombrio, pois a Rainha Seelie ordenou a todos os elementos que fossem embora de Warkburn e nunca mais retornassem, assim os bruxos passaram o primeiro milênio ocupados demais buscando comida e agua para revidar...porém cansado dessa situação magnus ordenou que os feiticeiros mais poderosos de Warkburn criassem uma espada capaz de matar Seelies a Espada Siriana, enquanto os outros deveriam erguer barreiras empedindo qualquer um de sair do reino Seelie.

Assim o fizeram e os Seelies passaram o segundo milenio em confinamento, até que Katera descobriu uma forma de sair de lá, quebrou as barreiras e partiu para o ataque, mandou todos os Seelies e animais materem o maximo de bruxos possível e assim foi o terceiro milênio com muito sangue derramado...tanto de bruxos quanto de Seelies.

Já no quarto milênio magnus decide usar a espada siriana, ele ordena que seus mensageiros enviem a seguinte mensagem a rainha Seelie:

katera, estou cansado dessa guerra, sei que ela tem sido tão prejudicial a você quanto a mim...peço te que venha ate Warkburn vamos acabrar logo com isso! uma briga ate a morte eu e você se ganhar nenhum Seelie jamais se machucara novamente, se perder seu suditos devolverao nossas aguas e animais, ATE A PROXIMA LUA CHEIA

Ao ler a massagem katera não pensou duas vezes e aceitou, mesmo sabendo que teria pouco tempo de preparo resolveu que essa seria a melhor solução.

NO DIA...

Katera pegou sua espada e sua armadura e saiu, como sabi do risco de não voltar ordenou aos servos que se morresse eles deveriam contar a verdade para sua filha, dito isso deu um beijo na bebe e saiu...

Magnus ja havia pegado a Espada Siriana e sua armadura antes de sair deu um beijo em sua esposa e em sua filha e disse:

-Elena ,prometa-me que se eu não retornar só contara a Clarissa nosso segredo no dia da coroação dela!

-Não vou te prometer isso pois você vai voltar!!

-prometa-me!

-eu te prometo!

Ambos chegaram na arena sem atrasos:

-A regra e clara sem magia-disse o juiz

Dito isso a briga começou, durou horas e horas...e Magnus estava ganhando pronto para o seu golpe final ele ergueu a espada posicionou a corretamente em sua mão e...A pequenina Clarissa entra na arena correndo Magnus se distrai por um minuto e... bom leva uma espadada na barriga e sem clemencia Katera lhe atinge na cabeça, matando o bem na frente de Clarissa que jurou vingança.





19 de Junho de 2021 às 01:23 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Fim

Conheça o autor

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~