googietails isa s

Onde Jungkook, um investigador criminal da polícia de Busan começa a receber ligações de um garoto, mas ele nunca responde suas perguntas. Ou Onde Taehyung não aguentava mais tudo o que estava passando e liga para a polícia, mas não sabia que seria tão difícil pedir ajuda, porque sempre que estava prestes a pedir socorro, seu namorado chegava. 𝟫𝟣𝟣, 𝑤𝘩𝑎𝑡'𝑠 𝑦𝑜𝑢𝑟 𝑒𝑚𝑒𝑟𝑔𝑒𝑛𝑐𝑦? [ABO]


Fanfiction Bandas/Cantores Para maiores de 18 apenas.

#yaoi #kookv #vkook #taekook #policial #omega #lgbt #kpop #Taehyung #kimtaehyung #Kim #jungkook #jeongguk #jeonjungkook #Jeon #homossexual #gay #btsfanfic #bts #boyxboy #alfa #aesthetic #abo #911
1
583 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo A cada 15 dias
tempo de leitura
AA Compartilhar

001

Era uma quarta feira quando Jeongguk recebeu aquela ligação. Seu lobo estranhamente sentia que havia algo errado naquele dia, mas ignorou a sensação.


- 911 Qual a sua emergência? - pode ser ouvida do outro lado da ligação uma respiração pesada, então Jeon repetiu sua pergunta. - 911, qual a sua emergência?


- E-ele vai voltar, não aguento mais isso. Eu devia ter ouvido papai quando disse que ele era um alfa mau - Jeongguk ouviu a voz falha e um pouco fina, deduziu ser um ômega, mas não entendia nada que o garoto estava dizendo, para ele não havia sentido. - E-ele me prometeu que eu ficaria bem, q-que - pode ser ouvido um estrondo do outro lado da ligação e a respiração falha do ômega. - Tenho-tenho que ir! - desligou a chamada, deixando um Jeongguk confuso e seu lobo agitado.


Por ser um dos telefones fixos da polícia, o moreno pôde ouvir novamente toda a ligação e anotar as informações necessárias sobre o que provavelmente estaria acontecendo com o ômega da ligação.


Após escrever, deixou o papel em sua mesa e foi pegar café.


"Possível abuso sexual e psicológico"



911, 𝖜𝖍𝖆𝖙'𝖘 𝖞𝖔𝖚𝖗 𝖊𝖒𝖊𝖗𝖌𝖊𝖓𝖈𝖞?



Depois de um longo dia de trabalho na delegacia, Jeongguk voltou para seu apartamento.


Todos diziam que ele era muito pequeno para o moreno, mas estava de bom tamanho para ele, não tinha nenhum par romântico, e não pretendia ter um tão cedo.


Se jogou em seu sofá na sala e ficou ponderando sobre o acontecimento naquela manhã, era a primeira vez que recebia uma ligação daquelas na delegacia.


Ele queria deixar aquilo de lado e fazer a sua janta, mas seu lobo não deixava, algo o incomodava no que ouviu. Já era a quarta semana que havia recebido aquelas ligações, no mesmo horário, mas sempre com informações diferentes.


Não soube explicar o porque, para ele, era tão agonizante saber que o ômega do outro lado da linha precisava de ajuda.


Com isso em mente, foi para o banheiro, pensava que um longo banho poderia tirar aqueles pensamentos de sua cabeça.


Quando entrou no box e sentiu a água quente cair por seus ombros, o corpo do moreno relaxou e quase ousou a ronronar por aquela água estar tão quente como ele gostava.


Jeon era um alfa diferente dos outros, enquanto todos eram rudes, formais e até mesmo grossos e agressivos com ômegas. Ele era o oposto de todos esses alfas, era gentil com cada ômega que passava por ele na delegacia e até os que passavam na rua.


Todos na delegacia sentiam uma certa inveja do jeito de ser do moreno, pois, por ser gentil e alegre com os/as ômegas, acabava recebendo mais atenção de tanto deles, quanto dos betas.


Jeongguk era um alfa gentil, sua mãe havia o ensinado desde pequeno a ser daquele jeito, respeitar qualquer um, independente da raça.


"Não é porque você é um alfa, que você tem que ser superior aos outros, entendeu? Você tem que ser gentil com todos, principalmente com ômegas, você sabe por que?" A senhora Jeon perguntava para o pequeno Jeongguk sentado em seu colo, vendo o pequeno negar. "Porque somos mais delicados, sensíveis e precisamos de mais proteção, então ser gentil conosco é um grande passo para conseguir a amizade é até mesmo o nosso amor!"


Jeongguk saiu do banho e colocou uma calça de moletom para se sentir mais confortável em sua casa.


Foi para a cozinha e abriu seus armários para vez o que iria jantar naquela noite.


Eu, definitivamente, tenho que fazer compras para essa casa.


Pegou um pacote de ramén no armário e colocou a água para esquentar no fogão.


Enquanto esperava a água ferver, seu telefone toca, o moreno atende vendo que era o número da delegacia.


- Sim?


- Oficial Jeongguk? - a voz do outro lado da linha era de seu assistente. - Encontramos ele! - foi como ele tivesse ouvido um estalo em sua mente, logo soube que eles estavam falando do ômega.


- Onde ele está? Conseguiram tirar ele daquele local? Ele está bem? - fez várias perguntas, curioso e desesperado por informações ao mesmo tempo.


- Nós o trouxemos pra a delegacia, junto daquele tal "alfa" que você disse que ele citava nas ligações.


- Eu posso ir aí? - por um minuto, havia se esquecido que ele era o oficial que comandava aquela missão.


- Oras, você deve vir aqui! - escutou Junghyun ralhar.


E então, desligou o fogo de sua cozinha e foi ao seu quarto pegar um moletom para ele vestir e outro para o tal ômega.


Ele não sabia o porque estava fazendo aquilo, parecia mais ser o seu puro extinto de alfa querendo proteger o ômega que o ligava todos os dias às quatro e quarenta e cinco da tarde.


•───────────────────•

16 de Junho de 2021 às 17:48 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Leia o próximo capítulo 002

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 3 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!