M
Mel Milkovich


Ela é a filha do inimigo, e ele é filho do mocinho. Ela não tá nem aí pra ninguém, e ele só quer vingança. Ela não exitaria em matar. Ele um futuro serial killer. Sentimentos surgem sem querer.


Pós-apocalíptico Impróprio para crianças menores de 13 anos.

#allisonargent #carlgrimes #thewalkingdead
0
807 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo Todos os dias
tempo de leitura
AA Compartilhar

A filha do inimigo

ALLY

Estou à algum tempo observando o silêncio fora das grades do santuário. As vezes saiu para caçar, enquanto meu pai sai para mais um de seus cruéis massacres. Prefiro não ir, o sofrimento alheio pode não me comover mais não é uma coisa que gosto de ver. Vejo de longe um esquilo se movendo lentamente por entre as folhas do chão, posicionou meu arco e atiro. A flecha o acerta em cheio. Agora tenho meu jantar.


Volto para o santuário e Dwight me espera com um semblante preocupado.


- antes que você pergunte eu tô bem.- digo.


- ele está te esperando. - D diz.


-vocês chegaram faz tempo? - pergunto.


- não. Seu pai massacrou dois daquele grupo.


- poxa.... Eu acho que perdi a maior festa. Vou ver o que ele quer. - apoio minha mão em seu ombro e me viro saindo dali.


Ando um pouco até avistar a porta do quarto dele..meu pai. Abro a porta e o vejo limpando Lucille, seu taco de beisebol enfarpado.


- oi pai! - digo indo em sua direção e parando em sua frente, o mesmo me dá o beijo na testa.


- oi meu bem. Hoje à Lucille trabalhou muito, os idiotas mijaram nas calças com certeza. - sorrio irônica. - caçou muito?


- só um pouco. Acho que preciso de flechas novas.


- Dwight achou algumas com nosso novo prisioneiro. Se precisar peça à ele. - ele diz e eu afirmo.


- precisava falar comigo?


- sim. Quero que vá a Alexandria.

- o que é Alexandria?

- nossa mais nova submissa comunidade. Eles são duros na queda, esmaguei dois crânios dos desgraçados e eles ainda não me inspiram concordância. Quero você lá para vigia-los e colocar ordem no galinheiro.

- se é o que você quer. Que seja feito.- digo já entendendo a ordem que ele me deu, sinal verde para comandar.

- alguns dos homens irão com você. Tome cuidado. - ele diz depositando um beijo em minha testa.

Saio em disparada ao meu quarto para arrumar minhas coisas...partiria pela madrugada, chegaria lá pela manhã. Ouço batidas em minha porta e Zack entra com seu sorriso malicioso estampado na cara. Ele me pega em seus braços e me beija ferozmente... Sinto sua boca em meu pescoço, me arrepiando inteira. Ele retira a minha roupa e eu a sua...em seguida me penetra violentamente, o sexo com ele é sempre assim..... mais confesso que é bom.

Ele se deita ao meu lado na cama e me pega no sono. Eu não. Fico pensando na vida...nas merdas da vida. Me levanto, coloco minha roupa e saio do quarto. Vou até a escada nos fundos da fábrica, onde moramos, e vejo Dwight fumando.

- você deveria vir comigo D. - digo num sussurro.

- tenho coisas para resolver aqui. Sabe o cara que trouxemos? - assunto.- ele é o mesmo que me ajudou na floresta queimada na última vez.

- ele deve te odiar. - digo sorrindo.

- se cuida lá....e não mate ninguém. - ele diz saindo. Dwight não se conforma com o que o mundo virou.. meu pai já usou e abusou dele. gosto se conversa com ele, nos tornamos bons amigos. Queria mesmo que ele fosse comigo.


Peguei minhas coisas e coloquei na van. Big, Jack, Rose e Linn me esperavam na mesma... Enquanto me despedi de meu pai.

- me mantenha informado. - diz como uma ordem.

- como quiser. - digo. - tchau pai.

- tchau filha..... não estoura os miolos de ninguém. - apenas sorrio.

D me olha de relance por trás da grade do santuário e acena se despedindo. Nossa amizade é diferente. Não como com Zack que é somente meu parceiro de sexo. Me importo com D e ele se interessa pela minha vida.

Entro na van e Big da a partida...se não me engano chegaremos lá às 07:00 da manhã....acordar a macacada em grande estilo.


A viagem demora um pouco, mais finalmente paramos em frente à um grande portão. Desço da van, e todos me acompanha... Estou armada dos pés à cabeça. Bato com meu pé no portão e não demora muito para alguém abri-lo. Um cara alto e bonito.

- quem são vocês? - ele pergunta. Simplesmente o olho e dou um sorriso irônico. Avisto um cara, mais ou menos da idade do meu pai chegar.... Com certeza ele deve ser o líder.

- Negan disse que voltaria só daqui uma semana. - ele diz parecendo atormentado.

- E ele vai.... só viemos verificar algumas coisa. - Linn diz rindo da cara de Rick. O olho discordando de seu ato e ele para na hora.

Observei aquele lugar com os meus belos olhos e que lugar lindo é esse? Até eu morreria para proteger.

- meu nome é Ally- me apresento.- esses são Big, Linn, Jack e Rose- os apresento. - meu pai nos enviou.

- seu pai? - ele pergunta confuso.

- sim, Negan... Meu pai. - digo. - bom quero uma casa para Jack, Linn e Rose. Eu e Big ficaremos na sua casa....

- o que? - ele diz.

- sem discussão Rick... não estou aqui para atrapalhar ninguém, seu pessoal fica na dele e ficamos na nossa...caso isso não ocorra isso aqui vai ser um show de horrores. Entendeu?


- sim. - ele diz relutante.

- convoque seu povo para uma reunião....quero deixar claro algumas coisas. Quero deixar claro que eu sou a filha do inimigo. - digo pegando meu arco dentro da van.


18 de Maio de 2021 às 00:19 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Continua… Novo capítulo Todos os dias.

Conheça o autor

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Histórias relacionadas