barouche B. Arouche

Após a morte de sua prima, Bonnie e sua mãe vão ajudar a sua tia, mas em meio a livros ela encontra um diário que pertencia a ela. Após terminar de ler Bonnie descobre que sua prima passava por coisas que nem ela podia imaginar e que algo do passado poderia estar de volta.


Paranormal Impróprio para crianças menores de 13 anos.

#sobrenatural
Conto
0
843 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

O homem de sobretudo e chapéu

Me chamo Kim Bonnie, tenho 20 anos, eu tinha uma prima meio estranha mas nunca liguei para isso, seu nome era Kim Sung. Ela foi encontrada, há três dias atrás, morta em seu quarto. Ninguém sabe como ela morreu, a maioria das pessoas falam que ela se suicídou, pois a mesma falava quase todos os dias que a sua vida era horrível, mas alguma coisa me diz que ela não havia se matando.


Minha tia pede minha ajuda e de minha mãe para arrumar as coisas de Sung, enquanto minha mãe consolava a irmã em prantos, eu arrumava as coisas de minha prima em uma caixa, até que mexendo em sua prateleira de livros encontro seu diário, meio velho mas bem conservado.


Bonnie - agora descubro do que tanto ela reclamava.


Sento na cama e abro nas últimas anotações.


" 18/06/2020


Querido diário.


Faz dois meses que acordo todas as noites as 4:35, sem motivo aparente, faço o mesmo todos os dias, me levanto, vou até a janela e encaro a rua quase vazia, seria vazia se não tivesse um homem de sobretudo e chapéu preto, seu rosto nunca consigo ver, mas também não quero, ser for igual ao último me nego a ver.

Agora são 00:26, estou morrendo de sono mas não quero dormir, deste que passei a ver esse homem tenho o mesmo sonho estranho, sempre sonho que estou em um cemitério e ele está lá me encarando mas mesmo assim nunca via seu rosto, tento correr mas algo negro e pegajoso me segura enquanto ele vinha até mim com uma faca… e todas as vezes antes dele chegar até mim eu acordo e faço o de sempre, me levanto… blá blá blá...

As vezes me pergunto ' por que não me mato, acabaria com meu sofrimento para sempre pois me tornaria como eles?' mas o que me impede e o amor que sinto pela minha mãe e minha prima Bonnie.

Bom é melhor eu ir dormir, de qualquer forma vou ter que encarar ele."


Bonnie- nossa tinha um cara atrás dela?


Viro a página que marcava ter passado um dia.


" 20/06/2020


Querido diário.


Não aguento mais!!! As coisas pioraram, além de sonhos estranhos agora tenho paralezia do sono quase todas as noites e sempre tem a escuridão me esperando e me fazendo 'carinho' toda vez que tenho paralezia.

Eu contei para minha mãe mas ela disse que é coisa da minha cabeça, como sempre, e disse que era para esquecer e em poucos dias passaria, espero.


~¥~¥~¥~


Oi!


Eu sei que é meio difícil que eu escreva duas vezes no mesmo dia mas é que o cara do sonho/rua está me seguindo, sim ele agora aparece de dia, eu disse que as coisas estão piorando!!

Estou agora no trabalho mas estou com medo do mesmo jeito, sorte que saio do trabalho ainda de dia."


Se passaram mais três dias deste a última anotação, e parecia ser o último de Sung.


" 23/06/2020


Querido diário.


Não tenho mais coragem de dormir, evito olhar para a janela, de dia ele não para de me seguir. Hoje criei coragem e fui até ele, não sei de onde tirei a coragem mas fui.

Enquanto eu ia até ele, o mesmo não movia um músculo, chego e já pergunto o por que de me seguir, o mesmo rir e responde:


' não devia ter medo de mim, você não vê? A escuridão atrás de si? É dele que deve ter medo'


Olhei para trás e não tinha escuridão nenhuma, me virei e o xinguei, mas antes de ir ele disse.


' tome cuidado a noite é quando ele tem mais força e deixa que a última frase é ele que escreve.'


Ele saiu me deixando curiosa para saber quem é esse 'ele' e o que quer, mas tenho certeza de uma coisa, nada de bom vem desse ser.

Passei o resto do dia pensando no que o cara disse…

Estou preocupada.


~¥~¥~¥~

Oi.


São 4:35 da madrugada, hoje acordei com um peso enorme em minhas costas mas ao me virar não vejo nada. Pela primeira vez no mês não tive o sonho estranho e nem vi o cara, dessa vez a rua estava completamente vazia.

Será que acabou? Ou só está me dando um dia para me despedir? Mesmo assim vou falar com a Bonnie e dizer o quanto a amo e farei o mesmo com minha mãe. Caso seja a última oportunidade."


E essa foi a última vez que ela escreveu no diário. Nesse momento já estava chorando muito.


Bonnie- ela… sabia que ia morrer - antes de fechar o caderno vejo alguns riscos de vermelho que pareciam ser palavras, viro a folha e vejo a seguinte frase.


"Sung não devia ter olhado para trás."



16 de Maio de 2021 às 13:58 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Fim

Conheça o autor

B. Arouche Olá! ❇️ gosto de escrever sobre mundos mágicos e sobrenatural é mais minha praia mas adotaria me arriscar em outras praias☸️ (se quiserem)

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~