biahhistorias Bianca Elisa

Daphne, uma garota que depois de voltar de sua dr (realidade desejada) de Hogwarts, Draco Malfoy vem junto. Até eles descobrirem como levar Draco de volta, ele precisa se acostumar com o mundo dos trouxas.


Fanfiction Livros Todo o público.

#harrypotter # #malfoy #hp #dr #Dracomalfoy #fanficmalfoy #realidadedesejada
9
410 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo A cada 2 dias
tempo de leitura
AA Compartilhar

Capítulo 1

Minha vida não aquela vida que todas as pessoas gostariam de ter. Na verdade, o contrário disso. E para fugir dessa realidade, eu vou para minha DR, uma realidade desejada, você escolhe onde e como vai ser, eu escolhi Hogwarts, meu sonho foi estudar lá, mas não é possível, não sou a única que gostaria.

Minhas amigas dizem que minha família é tóxica, eu também acho, sinceramente.

Meus pais sempre quiseram um filho menino, e desde que descobriram que eu era uma menina, me trataram muito mal. Apenas minha avó que me entende, ela também não se dava muito bem com os pais dela. Ela é uma das pessoas mais importantes para mim.

Bem, há cinco anos, minha mãe engravidou, e o desejo que ela mais queria, se realizou, era menino. Nos primeiros dias da gravidez dela, ela me tratou pior ainda. E cada dia que passava, piorava. Deram meu quarto ao meu irmão, agora durmo no porão, que é meu novo quarto, os proíbi de entrar lá. Eu não entro no quarto do Oliver e nem do deles e eles não entram no meu.

Tudo que eu tenho, eu comprei, com meu esforço e trabalho. Apenas alguns móveis que trouxeram do meu antigo quarto. Algumas coisas que eu comprei foram: Meu celular, meu notebook, meu material escolar, minhas roupas e sapatos, perfumes, entre outras coisas. Eles compram tudo ao Oliver, tudo que ele pedir. Não importa se é caro. Eles compram. Por isso estão cheios de dívidas.

Bem, mudando de assunto, na escola, sou uma das melhores da turma, se não a melhor. Tenho duas melhores amigas, Morgana e Celeste, são irmãs gêmeas, confesso que as vezes tenho inveja delas, a família delas é super unida, elas não se desgrudam, são melhores amigas. Sou como a invisível da escola, ninguém sabe de mim, e isso é bom, eu acho. No 4° ano, comecei a ter uma queda pelo August. Hoje em dia ele é aqueles garotos populares, que todas garotas gostavam dele, mas eu, comecei a gostar bem antes, ele nem sabe que eu existo, e não ligo muito, nas últimas semanas estou indo algumas vezes para minha dr, sei que não é real e que não vai acontecer de verdade. Sim, lá é muito melhor que aqui, e se eu pudesse, ficaria lá para sempre.

Mais uma vez, lá vou eu para minha dr. Hoje é terça, e quase sempre vou neste dia da semana. Tudo normal em Hogwarts. Sentada no sofá do salão comunal da sonserina, minha amiga ao meu lado lendo um livro, quando ela para e olha para mim.

— Daphne...

— Hum? — Olho para ela esperando-a começar a falar.

— Eu sei que você gosta do Draco. — Ela fala como se não fosse nada de mais.

— Do que está falando? — Pergunto confusa, eu sei que sempre tive uma queda pelo Draco nos filmes, mas aqui ele é realmente chato de mais.

— Não mente para mim. — Diz ela. Pansy Parkison, uma das minhas amigas de Hogwarts. — Eu vejo o jeito que olha para ele.

— Está louca! — Falo. — Olha para ele... Ele se acha de mais... É um babaca.

— Ei! - Pansy gosta de Draco Malfoy, tinha esquecido disso.

— É a verdade. — Digo e paramos de conversar. O tempo passou, eu estava indo para a casa de Rúbio Hagrid, as pessoas da sonserina acham estranho eu, também uma da sonserina, ser amiga de Hagrid, mas não ligo.

Bato na porta e Hagrid a abre. Quando vi que tinha pessoas lá dentro. Era Harry Potter, Ron Weasley e Hermione Granger, eles vistiam bastante Hagrid.

— Oi! — Digo entrando na cabana.

— Oi, Daphne. — Fala Hermione dando espaço para me sentar ao lado dela.

— Oi. — Diz Harry. — O que veio fazer aqui?

— Visitar Hagrid. — Respondo.

— Chá? — Oferece Rúbeo.

— Sim, obrigada. — Digo.

— Daphne, vem comigo estudar na biblioteca amanhã? — Pergunta Hermione.

— Claro. — Respondo. — Qual matéria?

— Estudo dos Trouxas. — Responde ela. — Sei que você é ótima.

— É. Tenho famíliares que são trouxas, então entendo sobre. — Digo.

— Ron, Harry, querem ir junto? — Pergunta Mione.

— Não, valeu. — Responde Ron rapidamente.

— Tenho treino de Quadribol, não vai dar. — Responde Harry.

— Ok. — Diz Hermione.

No dia seguinte, eu estava indo me encontrar com Hermione na biblioteca, eu estava com pressa pois tínhamos combinado às 17:00 e já eram 17:10, não gosto de me atrasar, mesmo que sejam apenas dez minutos. Correndo, não muito rápido, acabo dando de cara com Draco, que junto à ele, estava Gabbe e Goyle, estavam indo para a direção contraria da minha. Passo reto sem olhar para ele, mas consigo ver que o loiro oxigenado olhou para mim. Eu chamo o Draco Malfoy assim as vezes.

Vou até a biblioteca e vejo Hermione sentada na mesa lendo um livro grande. Chego nela e me sento ao lado.

— Desculpa pelo atraso. — Digo.

— Sem problema, foi apenas alguns minutinhos. — Diz ela.

Começamos a estudar, passou uns dez minutos, quando vejo Draco entrando na biblioteca, ignoro e volto a estudar. Hermione estava fazendo algumas anotações, falei que iria guardar um livro e procurar outro. Sai da mesa e fui até as estantes, procurei o livro, não estava achando, foi quando olho para o lado e lá estava ele, o filho do Papai Noel, desculpa, eu gosto de zoar o cabelo dele.

— Está procurando esse? — Pergunta ele com um livro nas mãos, era o livro que eu estava procurando.

— Não... Não é. — Minto e volto a olhar para a estante. Pego um livro qualquer e volto para a mesa onde Hermione estava. No final, Hermione se despediu de mim e vai para o salão principal jantar, eu termino de arrumar as coisas, já estava quase acabando quando, novamente Draco Malfoy aparece.

— Hum... — Vejo ele se sentando na cadeira à minha frente. — A biblioteca já vai fechar.

— O que que tem? — Pergunta ele sem tirar os olhos do livro.

— Não pode ficar aqui depois que a biblioteca fecha. Quer saber? Estou nem ai, se quiser, fique. — Respondo pegando os livros e saindo para guarda-los na estante. Ele não vai muito na biblioteca, não vejo muito ele lá. Volto até a mesa, Draco ainda estava lá sentado lendo o livro, coisa que não vejo ele fazendo. Quando escuto uma voz me chamando. Ah, era minha mãe me acordando para a escola, ela está gritando tanto. Coloquei no meu script que uma noite aqui, é uma semana lá, já pensei em mudar para um mês, talvez eu mude.

Acordei no meu quarto, minha mãe estava quase quebrando a porta. Dizem que eu e ela somos parecidas, apenas na aparência, as duas tem cabelo castanho comprido e olhos escuros.

— Anda! O café da manhã já está na mesa! — Grita ela quase estourando meus tímpanos.

— Tá bom! — Grito também. — Já estou levantando!

Levanto da cama e me arrumo rápido. Pego minha mochila e saio do meu quarto/porão. Vou até a cozinha, Oliver já estava lá, sentado na sua cadeira de sempre, com o uniforme da escola azul, e comendo bacon com ovos que minha mãe sempre faz para ele. Os ovos são os olhos e o bacon a boca com um sorriso, ela nunca fez isso para mim. Nem ligo.

Me sento ao lado dele quieta.

— Bom dia, Daphne! — Fala ele animado.

— Bom dia... — Respondo nada animada, quarta feira, pelo menos é mais perto do sábado.

— Come logo. — Fala minha mãe mal humorada.

— Tá... Vai me dar carona hoje? — Pergunto levanto um pedaço do bacon queimado à minha boca.

— Não, pode ir de ônibus. — Responde ela.

— Por que a Daphne não pode ir junto? — Pergunta Oliver com cara de triste.

— Ah... — Minha mãe pensa em uma resposta. — A escola da sua irmã fica em outra direção da sua, querido, por isso ela vai de ônibus.

— Mas o papai pode leva-la. — Fala ele.

— Não posso... — Fala meu pai rapidamente que estava ali perto lendo o jornal. — Meu trabalho fica do outro lado da cidade, não consigo leva-la, filho.

Oliver faz uma cara de triste para mim. Eu continuo comendo meu café da manhã, depois vou até o ponto de ônibus que fica perto de casa.

Na escola, vou até o pátio e me sento no canteiro onde sempre fico com minhas amigas, pego meu livro e leio até elas chegarem. Minutos depois, escuto as vozes delas.

— Fala sério! — Fala Celeste. — O Fred é melhor que o George!

— Não! Não me fale baboseiras! — Fala Morgana, elas estavam vindo até mim e sentam ao meu lado. — Tenho certeza que a Daphne prefere o George, ela falou que na dr dela ele é melhor, não é Dah?

— Não me meta nessa briga de irmãs. — Digo.

— Fred é mais e engraçado! — Diz Celeste.

— Que nada! — Diz Morgana.

— Os dois são hilários! — Digo tentando parar com a briga.

— O Fred está morto. — Fala Morgana, depois percebe que falou merda.

— Nossa... Tocou na ferida. — Diz Celeste.

— Essa doeu. — Falo.

— Foi mal. Tem razão, os dois são engraçados e perfeitos. — Fala Morgana.

— Concordo. — Diz Celeste.

— Então, como foi em Hogwarts ontem? — Pergunta Morgana, elas sabem que toda terça-feira eu vou para minha dr.

— Normal... Só tirando que... Parecia que o Draco estava me seguindo, mas não deve ser isso. — Digo.

— Ih... Já conquistou o coração do Malfoy.... — Fala Celeste.

— Que nada! - Falo fechando o livro. — Vi ele com uma garota depois da aula de poções.

— Hum... Se eu conseguisse entrar na minha dr, eu passaria o rodo em Hogwarts! — Fala Morgana. Rimos, pois era exatamente que ela iria fazer mesmo. Morgana não consegue entrar, ela já tentou várias vezes, e continua tentando, uma hora vai.

— Na minha dr eu e Fred somos um casal, queria que isso acontecesse aqui também, por que não encontro alguém igual a ele? Tipo, idêntico?! — Fala Celeste.

— Também estou procurando. — Diz Morgana. — A dr da Daphne deve ser chato.

— Como assim? — Pergunto.

— Você já beijou alguém lá? — Pergunta Morgana.

— Não... — Respondo sem graça.

— Viu! — Diz Morgana. — É por isso. Sem graça.

— Não precisa beijar na dr para ter graça. — Digo.

— Verdade... — Concorda Celeste.

Nesse momento, um garoto entra no pátio e fica olhando tudo ao redor. Parecia perdido. Espera, ele era idêntico ao Draco Malfoy. Como era possível?

15 de Maio de 2021 às 10:08 0 Denunciar Insira Seguir história
2
Leia o próximo capítulo Capítulo 2

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 4 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!