0
362 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo A cada 30 dias
tempo de leitura
AA Compartilhar

Chapter One

Jughead Jones Point of View


Eu sabia quem tinha sido.


Eles tinham pegado meu ponto fraco, todos sabiam que ela era meu ponto fraco.


Archie nunca superou o "término" deles, eu devia ter imaginado que nossos anos de paz eram só armação e que ele só estava elaborando mais alguma desgraça.


Betty, minha esposa, havia sido sequestrada, por Archie, seu ex, que nunca aceitou o término, por eu ser no colegial o nerd e ele o capitão do time de futebol, todos queriam ficar com a líder de torcida mais linda do mundo, mas acabou que nem todos conseguiram o que eu consegui.


Eles não foram exatamente namorados, não estavam juntos, somente Alice, mãe de Betty que achou que isso seria melhor para ela, mas quando Betty falou que não, e que estávamos juntos, ela tirou essa ideia da cabeça e percebeu que Archie não fazia bem a sua filha como ela achava, Archie tentou fazer com que Betty perdesse sua virgindade com ele, mas não conseguiu.


Logo depois que começamos a namorar, perdemos a virgindade juntos, desde então, Archie já me odeia por ter "feito a sua parte" como ele já me falou quando descobriu de nós.


É tão bom caminhar em seu paraíso de arco-íris.


Eu me casei com o amor da minha vida. Eu tive muita sorte mesmo. Betty é uma mulher de ouro, merece só do bom e do melhor. Archie não merece ela nem de longe.


Archie não estava fazendo isso somente porque não conseguiu ter Betty, mas também pois eu e minha amada temos a melhor editora do país, a NextWave Jones Company enquanto ele, ah, ele não conseguiu seguir com sua carreira de menino mimado e teve que trabalhar pra seu pai, tenho dó de Fred, eu pelo menos não gostaria de ter um filho que tem inveja do que é dos outros.


Então já que ele não progrediu na sua vidinha de merda, ele quer tentar talvez pegar o lugar da nossa. Talvez me deixar deprimido e não conseguir dirigir a empresa? pode ser, ele pode me matar mas eu nunca deixaria ele encostar um dedo em Betty, eu não deixaria ela sofrer nas mãos desse lunático.


E adivinhem pra onde ele levou ela? Sim, na empresa do pai dele. Já que hoje é domingo, não tem ninguém trabalhando, o que facilita seu trabalho. Mas ele não perde por esperar.


Agora, eu tenho que tirá-la dessa, nem que eu tenha que me entregar em seu lugar, porque eu andaria no fogo por ela.


(...)


— Reggie, cuidado- digo ao marido da melhor amiga de minha esposa, Veronica.


Eles sabem de Archie, e como tem um imenso amor de irmão mais velho por minha esposa, Reggie, já que é o delegado da cidade, chamou sua equipe para conseguir salvar Betty e prender Archie, pois isso não é o seu único crime.


— Jughead, não esquece, não se precipite.


— Vou tentar- digo pois, se ele estiver fazendo alguma coisa a ela, eu não pensaria duas vezes.


— Vão logo antes que os paspalhos percebam que as câmeras não estão desligadas- diz Kevin, melhor amigo gay, não só da Betty, mas também da galera, e o hacker da polícia.


Ele conseguiu hackear o colar de Betty, que eu dei a ela pouco depois de nosso casamento. Quando o mandei fazer, pedi para colocarem um rastreador, pois Archie já tentou sequestrá-la, felizmente não conseguiu, mas por precaução, e escutando minhas intuições, coloquei.


— Eu vou com metade dos policiais para aquela porta, e você vai na do final com mais alguns te seguindo.- apontou para uma porta de madeira trancada no meio do corredor, onde ele iria, e uma porta, com uma fresta aberta, também de madeira para onde eu entraria com os policiais.


— Eu vou ligar para a ambulância- diz Veronica, melhor amiga de minha esposa, como já falei, e como uma irmã mais nova para mim, ela só não está mais nervosa que eu, mas não está muito longe de desmaiar de preocupação— não quero pensar que ela esteja machucada, mas quero prevenir que pelo menos eles não fiquem- eles? ela está falando de Archie? como ela pode pensar na saúde dele em um momento como esse?


— Porque você se importa se Archie sairá machucado Veronica? se ele estiver Reggie e os caras vão dar um jeito na delegacia antes de prende-lo.


Vi que ela arregalou os olhos e começou a ficar nervosa. Sei disso pois toda vez que ela mexe no cabelo e evita contato visual ela está nervosa ou algo do gênero.


— Err, sei lá né, vai que tem mais gente de refém e está machucado?- sabemos que não pois quando Kevin viu as câmera tinha somente Archie e Betty na sala, mas deixei quieto, ela está nervosa demais para raciocinar.


— Tudo bem, vamos logo, Betty tem que ir pra casa logo, não aguento mais.- digo me virando para Reggie.


— Ótimo, Kevin está na recepção, Verônica está aqui para chamar a ambulância caso Betty e as crian... digo, mais alguém saia machucado.- Ele também? Esses aí tão me escondendo alguma coisa, mas bom, não ligo agora, depois eu vejo é melhor ir logo.


— Vamos devagar para não dar barulho, quando achar a porta certa aperta o botão em seu relógio- Kevin conseguiu hackear as câmeras, mas como o prédio do pai de Archie teve um problema - acidentalmente, claro - com a segurança um tempo atrás não sabemos a porta na qual corresponde a câmera que eles estão.


Somente sabemos que é nessa área do prédio, mais especificamente no primeiro andar, nos fundos do local.


— Vai indo na frente, vou deixar uns policiais aqui na porta pra ficar vigiando- Reggie fala voltando pra onde Kevin estava, junto a Veronica.


— Tudo bem, qualquer coisa, tem o botão no relógio- digo e saio andando em direção a porta.


Os policiais me seguem enquanto eu abro a porta delicadamente onde encontro uma passagem para o porão, aparentemente ele está destrancado.


Tento abrir e... pimba, eu estava certo.


Descemos e escutamos vozes, tinha um corredor, com quatro portas, uma escrito "banheiro", a outra "armazenamento", e as outras duas não tem nada escrito, mas somente de uma que vem vozes, vamos chegando devagarinho e então os policiais arrombam a porta bem na hora que Archie está tentando abrir a calça da minha esposa.


Betty grita e Archie olha pra trás, ele da um sorriso com escárnio. Ele tira uma arma da cintura, fazendo os policiais se colocar em pose de ataque.


— Ora ora ora, senhor Jones aqui conosco- ele vem se aproximando de mim, que estou mais na frente e os policiais atrás— Você acabou de estragar a minha diversão- Aponta a arma pra Betty sem olhar para ela— você sabia que é feio invadir as coisas dos outros?


Consigo ver que enquanto Archie estava distraído em mim um policial vai discretamente até Betty e começa a desamarra-la.


— Ela é a minha esposa, não estou invadindo nada aqui- falo fechando os punhos e se segurando pra não acabar com desgraçado agora mesmo.


— Você roubou ela de mim, eu tenho direito disso, ela é minha desde muito tempo até você pegar ela pra você- ele fala lacrimejando e com um tom irritado.


Olho para trás dele e vejo os policiais tirando a mordaça da Betty, então decido enrolar Archie ainda.


— Não, você não tem direito de nada, eu amo ela desde sempre, eu nunca obriguei ela a nada que ela não quisesse, desde que ela estivesse feliz estava bom, mas você?- dei uma risada sínica— nada supera isso, e eu não roubei nada seu imbecil, Betty não é sua, ela é independente, e eu tenho muito orgulho disso. Ela não precisa dizer que me ama, eu sei, ela não tem que dizer é minha, eu já sei disso, e ela também já sabe que eu sou dela, ao mesmo tempo que eu tenho seu coração, ela tem o meu.


— SEU FILHO DA PUTA- e então ao mesmo tempo que Betty é solta, eu escuto um barulho de algo disparado.


Vejo Betty vindo correndo até mim chorando e gritando, os policiais tirando a arma de Archie, e eu sentindo uma dor insuportável e desabando no chão.


— Não meu amor por favor- Betty fica em cima de mim pressionando o ferimento em meu abdômen no mesmo momento em que Reggie entra na sala.— Reggie uma ambulância- fala ela em soluços— por favor rápido.


Betty me encara profundamente, em uma súplica inaudível para não se entregar a dor, eu fico tão perdido dentro de seus olhos.


— Eu te amo tanto- falo com dificuldade— você sempre me deixou te adorar, e até hoje é a única coisa que eu faço da minha vida- meus olhos começam a marejar enquanto os dela já estão desabando— você é a minha maravilha sob o céu de verão, você acreditaria nisso? num estado de espírito de batom de morango, o meu preferido, eu andaria no fogo por você meu amor- solto um riso fraco- a única coisa que eu preciso é que você esteja bem- ela me segura mais forte— eu me sinto tão mal em saber que eu não vou poder te dar uma família como a gente sempre quis- deixo que as lágrimas caiam, não vou impedir— só quero que você seja feliz, e que você viva do melhor jeito, sempre sorrindo, sabendo que independente de tudo, eu amarei você e estarei te protegendo- escuto barulho de ambulância— nossos filhos, queria tanto que eu conseguisse da-los para você, me prometa que aconteça o que acontecer você vai viver sua vida okay?- falo e ela balança a cabeça negativamente chorando.— eu te amo meu amor, infinitamente, e nada vai mudar isso, e sempre se lembre que a vida me ensinou a dizer adeus às pessoas que amo, sem tirá-las do meu coração. Mas isso não é problema, pois o meu coração é seu.- falo já tendo vontade de fechar meus olhos.


— Meu amor, você conseguiu sim, você me fez feliz, você me adorou, e eu quero que você continue me adorando, a gente conseguiu, nossos bebês estão vindo sim, você não vai ir, isso não é uma despedida porque você vai ficar comigo e nós vamos formar nossa família tudo bem?- ela fala quando estão me colocando na maca para eu ser levado ao hospital— eu prometo que quem andaria no fogo por você sou eu. Só me promete que vai ficar comigo, por favor- ela fala encostando sua testa na minha, já entrei na ambulância, estão arrumando os equipamentos para mim.


Solto um sorriso, o mais lindo que eu consegui, só pra ela sempre se lembrar de mim desse jeito, feliz e sorrindo, do mesmo jeito que eu penso nela.


— Eu te amo meu amor, e nada, nunca vai mudar isso.


E então, eu vejo a escuridão em meio a barulhos de choro, sirenes, e os gritos da pessoa que eu mais amo no mundo, e sempre vou amar.


______________


então é isso, surgi aqui por causa das coisas lá do wattpad, não sei mexer nisso, qualquer erro me chamem please


xoxo gio <3



15 de Maio de 2021 às 05:25 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Continua… Novo capítulo A cada 30 dias.

Conheça o autor

Giovanna 𑄸 𝗴𝗶𝗼𝘃𝗮𝗻𝗻𝗮𝗲𝘂 𝗼𝗻 𝘄𝗮𝘁𝘁𝗽𝗮𝗱 she/her ﹅ 13yo. brasil - rs

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~