nanisenpai Nani Senpai

Sasuke era apenas uma criança quando ouviu dos colegas da Academia Ninja que ter um diário virou uma tendência. Com a curiosidade infantil pesquisou sobre o assunto e, indo contra o orgulho, secretamente alimentou um caderno velho que chamou de: Coletânea Uchiha Sasuke – porque achou ridículo o nome “Diário”. Teve muita dificuldade de encontrar algo para escrever que não fosse tão repetitivo e cansativo quanto o ódio pelo irmão e a dor da perda da família, mas quando encontrou… percebeu que tudo envolvia ela. Os anos passaram e ele continuou alimentando aquela Coletânea. E no fim constatou que viveu uma vida digna de um filme ao lado daquela que sempre esteve presente nos melhores momentos de sua conturbada vida. SasuSaku / BoruSara / UN


Romance Impróprio para crianças menores de 13 anos.

#naruto #sasusaku #borusara #Uchiha-Sakura #uchiha-sasuke #SasuSakuUN #NarutoUN #FamíliaUchiha
0
442 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Capítulo Único

NOTAS DO AUTOR:

Yo, yo!!!

Gente, trago essa one fofinha para vocês! Estava entre os milhares de projetos no meu PC e, por ser oneshot, achei que não teria problema de postar esse devaneio rs

Eu sei que é quase nula a chance do Sasuke realmente ter tido um diário, mas isso é uma fanfic. Não esqueçam desse detalhe, ok? Kkkkkkkk

Bom, sobre o conteúdo, quero avisá-los de que o formato está diferente das minhas fanfics anteriores; isso porque eu queria inovar.

Então quando vocês lerem, imaginem que estão com o diário, ops, com a Coletânea do Sasuke em mãos, passando as folhas conforme lia apenas os títulos dos capítulos dele, está bem?

Se pensarem desse jeito, será mais fácil entender rsrs

E no final do capítulo, garanto uma surpresinha, porque sou dessas =P

É isso, boa leitura!*~

[…]

CAPÍTULO ÚNICO

[…]

Fase Genin

Título: O dia em que Uchiha Sasuke descobriu

Cap. 1 – … o cheiro do cabelo dela

Cap. 2 – … a textura das bochechas dela

Cap. 3 – … a quentura do amor dela

Fase Chūnnin Shiken

Título: O dia em que Uchiha Sasuke vivenciou

Cap. 1 – … o terror de vê-la machucada

Cap. 2 – … o alívio de vê-la sorrir

Cap. 3 – … a tormenta de vê-la sorrir para outro

Cap. 4 – … o conforto de vê-la se declarar

Fase Chūnnin Shiken/Shippūden

Título: O dia em que Uchiha Sasuke escolheu

Cap. 1 – … deixá-la

Cap. 2 – … odiá-la

Cap. 3 – … ignorá-la

Cap. 4 – … enxergá-la

Cap. 5 – … respeitá-la

Cap. 6 – … aceitá-la

Cap. 7 – … recompensá-la

Fase Redenção

Título: O dia em que Uchiha Sasuke se dedicou

Cap. 1 – … a se entender

Cap. 2 – … a se perdoar

Cap. 3 – … a se permitir

Cap. 4 – … a sentir

Cap. 5 – … a amar

Cap. 6 – … a voltar

Fase The Last

Título: O dia em que Uchiha Sasuke se entregou

Cap. 1 – … ao ataque fulminante de se declarar para ela

Cap. 2 – … à taquicardia de chamá-la para um encontro

Cap. 3 – … ao desespero de viver um primeiro encontro

Cap. 4 – … ao bálsamo de fazê-la feliz

Cap. 5 – … à tensão pré-primeiro beijo

Cap. 6 – … à descoberta de um vício

Cap. 7 – … à necessidade mais primitiva

Cap. 8 – … à culpa por ter sido inadequado

Cap. 9 – … à ideia mais louca que já teve

Cap. 10 – … à felicidade de não ser o único louco da história

Cap. 11 – … à quase morte súbita de quase ser abandonado no próprio casamento

Fase Gaiden – Parte I

Título: O dia em que Uchiha Sasuke conseguiu

Cap. 1 – … sobreviver ao nervosismo de ter a primeira vez

Cap. 2 – … descobrir outro vício junto de sua esposa

Cap. 3 – … querer viver a lua de mel eternamente

Cap. 4 – … se apaixonar ainda mais

Cap. 5 – … amá-la ainda mais por todas as suas nuances

Cap. 6 – … chatear-se pelo término da lua de mel

Cap. 7 – … emburrar-se por se separar dela

Cap. 8 – … ficar enciumado por ser deixado de lado

Cap. 9 – … ser mimado como pedido de desculpas

Cap. 10 – … aproveitar-se para continuar sendo mimado

Cap. 11 – … estranhar certas coisas

Cap. 12 – … se preocupar com o estado de saúde dela

Cap. 13 – … quase morrer por achar que ela morreria

Cap. 14 – … quase morrer por descobrir que será pai

Cap. 15 – … quase morrer por ser alvo dos hormônios da gravidez

Cap. 16 – … quase morrer por causa de pedidos estranhos de grávida

Cap. 17 – … quase morrer de tanto ser usado

Cap. 18 – … quase morrer de susto por alarme falso

Cap. 19 – … quase morrer por medo de perdê-la

Cap. 20 – … quase morrer de orgulho por ter a esposa mais forte do mundo

Cap. 21 – … quase morrer de felicidade por ver o fruto do amor deles

Fase Gaiden – Parte II

Título: O dia em que Uchiha Sasuke surtou

Cap. 1 – … com o surto de sua esposa

Cap. 2 – … com a inexperiência de ser pai

Cap. 3 – … com o crescimento de sua filha

Cap. 4 – … com a viagem de sua esposa

Cap. 5 – … com a saudade de sua esposa

Cap. 6 – … com as responsabilidades da casa

Cap. 7 – … com a birra de sua filha

Cap. 8 – … com panelas queimando e sua filha berrando

Cap. 9 – … com a maldita tecnologia

Cap. 10 – … com a indignação de ver sua esposa resolver tudo à distância

Cap. 11 – … com a plenitude de sua esposa ao lidar com os dois

Cap. 12 – … com a descoberta de que a viagem será prolongada

Cap. 13 – … com videochamadas cada vez mais curtas

Cap. 14 – … com o fulano que chamou sua esposa por Haruno e não Uchiha

Cap. 15 – … com o ciúme pulsando forte

Cap. 16 – … entre amigos, filhos e chá – e não Sakê

Cap. 17 – … ao decidir começar uma revolução

Cap. 18 – … ao ir atrás de sua esposa para provar seu amor

Cap. 19 – … ao ver sua esposa honrá-lo e honrar o casamento

Cap. 20 – … ao descobrir que sua esposa foi reconhecida mundialmente

Cap. 21 – … ao receber uma declaração pública de sua esposa

Cap. 22 – … ao tê-la em seus braços no final da noite

Cap. 23 – … ao amá-la de todas as formas possíveis

Cap. 24 – … ao finalmente levá-la para casa

Cap. 25 – … ao se recusar deixar sua família

Cap. 26 – … por ter uma esposa para amar e uma filha para mimar

Fase Gaiden – Parte III

Título: O dia em que Uchiha Sasuke perdeu o controle

Cap. 1 – … com a maldita aborrecência

Cap. 2 – … com a constatação de que está velho

Cap. 3 – … com a rejeição de sua filha

Cap. 4 – … com o descaso de sua esposa

Cap. 5 – … com a situação (junto de seus amigos)

Cap. 6 – … do seu casamento

Cap. 7 – … do seu posto de pai

Cap. 8 – … do seu trabalho

Cap. 9 – … de tudo, todos e dos próprios sentimentos

Cap. 10 – … das lágrimas

Cap. 11 – … ao ser perdoado pela esposa

Cap. 12 – … ao ser perdoado pela filha

Cap. 13 – … ao ver tudo voltando ao normal

Cap. 14 – … ao ver que nem tudo voltou ao normal

Cap. 15 – … ao descobrir que há parasitas malignos

Cap. 16 – … ao descobrir o complô entre sua esposa e filha

Cap. 17 – … ao perceber ser facilmente manipulado por sua esposa e filha

Cap. 18 – … diante da ousadia do parasita maligno em jantar formal

Cap. 19 – … diante da ousadia de sua esposa de ludibriá-lo pela sedução

Cap. 20 – … diante da ousadia de sua filha de negociar seu aval

Cap. 21 – … diante de seu maldito genro

Cap. 22 – … diante do primeiro fio de cabelo branco

Cap. 23 – … diante da passagem rápida do tempo

Cap. 24 – … diante do casamento de sua filha

Cap. 25 – … diante do seu primeiro neto ou neta

Cap. 26 – … diante dos seus netos gêmeos

Cap. 27 – … diante da plenitude de ter uma bela família

Fase Gaiden – Final

Título: O dia em que Uchiha Sasuke sofreu

Cap. 1 – … ao ver sua esposa adoecer

Cap. 2 – … ao ver sua esposa sofrer

Cap. 3 – … ao ver sua esposa perder as esperanças

Cap. 4 – … ao ver sua esposa perecer

Cap. 5 – … ao não ver mais sua amada esposa

Cap. 6 – … ao se entregar à dor da perda

Cap. 7 – … ao não aguentar viver sem sua amada esposa

Cap. 8 – … ao se despedir do que restou de sua família

Cap. 9 – … ao desistir de viver

Cap. 10 – O dia em que Uchiha Sasuke reencontrou sua esposa Uchiha Sakura

~*~

— Por que está chorando, mamãe?

Sarada ergueu a cabeça assustada e fitou sua menina de cabelos negros e olhos azuis encarando-a preocupada por um olhar lacrimejado.

— Não é nada, meu amor. Vem cá. — enxugou as próprias lágrimas e abriu os braços na direção da pequena menina de sete anos, acolhendo-a num forte abraço antes de ajeitá-la em seu colo e pousar o velho caderno encontrado há pouco nos pertences de seu falecido pai no colo dela, aberto em uma das páginas que acabou de folear — Vê isso? É um diário. O diário do vovô.

— O vovô tinha um diário? — um menino loiro de olhos negros entrou no cômodo e se aproximou — Mas diário não é coisa de menina?

Sarada riu contida, esticando o braço para acolher seu filho.

— Aqui está escrito “coletânea”, mamãe. — Sasura a corrigiu e ela assentiu.

— Tem razão, garotinha esperta. Provavelmente o vovô pensava que nem o Sakeda.

— E o que tem aí? — apontando com a cabeça para o caderno velho, Sakeda perguntou.

A mulher olhou para o porta-retrato em cima do móvel há poucos metros dali. A foto mostrava seus amados pais, sorrindo um para o outro enquanto se encaravam como se não houvesse mais ninguém no mundo além deles, no dia da cerimônia de seu casamento. Havia sido um dia e tanto…

— A história do vovô com a vovó. — ela respondeu, tirando os fios loiros de seu menino da frente dos olhos escuros. Olhou para sua menina que expressava curiosidade pelo semblante infantil — Vocês gostariam de conhecer a história deles?

— Sim! — as crianças responderam em uníssono, tirando da mãe um riso contido.

— Está bem, está bem. Vamos lá.

Todas as tardes, Sarada se sentava na varanda com os gêmeos sob o pôr do sol para ler o diário de seu falecido pai. Era acolhedor descobrir a cada página lida que seu pai, sempre tão sisudo e introspectivo, viveu uma boa vida e foi muito feliz ao lado de sua amada mãe, por mais opostos que fossem.

— O que estão fazendo aí? — a voz grave interrompeu a narração suave de Sarada e os três, sentados no assoalho de madeira, olharam para Boruto se aproximando a passos calmos e se sentando ao lado deles — Oh, é o diário do Sasuke-san?

— Coletânea! — os gêmeos o corrigiram em uníssono, tirando uma risada do patriarca.

— Certo, coletânea. Em que parte estão?

— Na ousadia do parasita maligno. — Sasura respondeu com um sorriso de orelha a orelha, mostrando sua ingenuidade ao que aquele termo significava.

Boruto fez uma careta e Sarada riu.

— Você disse mesmo que a vovó era linda demais para o vovô no meio do jantar de comemoração do seu namoro com a mamãe? — questionou Sakeda, não deixando de se mostrar indignado.

O mais velho coçou a cabeça suspirando e Sarada lhe deu um beijo na bochecha.

— Seu pai estava muito nervoso no jantar, meu bem. — a matriarca explicou, abraçando o menino enquanto a menina se sentava no colo do pai — Mais para frente vocês vão ver que ele fez coisa muito pior.

Os gêmeos encararam o pai com assombro e pressionaram a mãe para que continuasse a narração.

— Não podemos pular essa parte? Só de lembrar daquela noite meu estômago embrulha.

Sarada, Sakeda e Sasura riram da expressão atormentada de Boruto e da palidez de sua face, mas nem o aparente nervosismo do patriarca os impediu de continuar mergulhando naquela história de amor.

[…]

NOTAS FINAIS:

Bom, geneticamente sabemos que, hipoteticamente, se um dia Boruto e Sarada ficarem juntos e tiverem filhos, jamais terão as características que criei nessa fic, mas, de novo, É UMA FANFIC, então eu faço do jeito que eu quiser e o estudo da genética que se vire! Kkkkkkkk

Aproveitando o gancho, Sakeda e Sasura são os gêmeos de sete anos, fruto do amor entre a Sarada e o Boruto. Os nomes deles foram criados a partir das sílabas dos nomes da Sakura e do Sasuke (foi uma homenagem). Eu que criei, então desculpem-me se ficou ruim. Só achei que seria legal não colocar nomes quaisquer e sim nomes com um significado importante.

Enfim, essa foi minha surpresinha para vocês! Eu queria mostrar quem era o Parasita Maligno que o Sasuke mencionou num dos capítulos dele e como Sarada construiu uma linda família, que era o orgulho do Sasuke e da Sakura.

É isso! Gostaram, gente? Eu escrevi com muito amor essa one! Imagino que o desenvolvimento SasuSaku tenha sido desse jeitinho, tanto que futuramente pretendo escrever as temporadas por título da Coletânea de Uchiha Sasuke. Hihi

Vocês leriam?

Comentem e me digam como se sentiram depois de lerem esse devaneio!

Tenham um bom final de semana e até a próxima!*~

8 de Maio de 2021 às 22:47 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Fim

Conheça o autor

Nani Senpai "Poder escrever é uma dádiva, fazê-lo é uma honra."

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~