yrainie Bea D.

Sozinho naquele mundo, onde lutava diariamente por sua sobrevivência contra criaturas mortais e aterrorizantes, se surpreendeu ao acordar um dia e perceber que a pulseira em seu pulso piscava sem cessar. Ao clicar nela e abrir o menu de notificações, se deparou com a mais estranha mensagem que alguma vez havia visto em toda a sua vida: "Jogador 2 entrou no jogo". (Capa: @jhchimlovely)


Fanfiction Celebridades Impróprio para crianças menores de 13 anos.

#scifi #kookmin #jogos #Jikook #
76
987 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo A cada 30 dias
tempo de leitura
AA Compartilhar

00 | Prologue

O pequeno garotinho corria incessantemente por aquele extenso corredor. Seus pés deixavam sangue por onde passava, e o som de passos atrás de si se aproximavam cada vez mais. Chegando ao final do corredor, em um ato de desespero, se atirou contra a porta verde na tentativa de escapar daquele destino aterrorizador que o esperava.


A porta não abria. Sentiu um arrepio percorrer por toda a sua espinha, ao perceber que não tinha mais como fugir. Se encolheu contra a parede, tapando os ouvidos com as suas pequenas mãozinhas. Não queria mais ouvir, não queria mais ver. Sentia o futuro se aproximando lentamente, sabia o que lhe esperava depois que fosse pego por quem o perseguia.


Cerrou os olhos e tremeu, sentindo o gosto de sangue se formar nos seus lábios por morder eles com força demais, deixando uma pequena ferida em sua boca.


O som dos sapatos colidindo contra aquele chão gélido se ouviam cada vez mais alto, o sujeito estava se aproximando. O barulho de algo metálico se arrastando pelo chão juntamente com os passos se ouvia, deixando o pequeno garoto cada vez mais aterrorizado.


— Venha... Eu não vou te machucar... — Uma voz foi ouvida, seguida de um riso completamente sádico, de alguém que estava sedento por sangue — Saia, pequeno... Vai ser divertido...!


Tampou a sua respiração, tentando desesperadamente evitar ser descoberto. No entanto, não tinha mais onde se esconder, e ele percebeu isso ao escutar o indivíduo virar na esquina do escuro corredor, soltando uma pequena risada ao avistar o garoto completamente encolhido e chorando pela sua vida.


Em poucos segundos, tudo o que podia ser ouvido eram os gritos de medo do pobre garoto, um garoto que nunca teve escolha.



8 de Maio de 2021 às 19:54 0 Denunciar Insira Seguir história
6
Leia o próximo capítulo 01 | Solitude

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 15 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!