0
1.1mil VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

O mundo após a guerra!

Ares e seu poderoso exercito finalmente foi derrotado, quando Sayumi junto a seus cavaleiros dourados selou o deus da guerra, levando com ele o grande santuário. A reencarnação de Athena salvou todos seus guerreiros que estavam por lá, rapidamente todos os santos voltaram para o santuário com a vitoria em seus rostos.

Athena chega ao santuário, atrás dela estavam seus cavaleiros e o grande mestre, era clara a vitoria da deusa sobre seu irmão Ares. A noite era dublada, no entanto a chuva havia diminuído, as vilas ao redor do santuário estavam destruídas devido as constantes batalhas, no entanto aquilo não impedia que os humanos demonstrassem a felicidade com a vitoria da jovem Sayumi. Começaram festas por todo ao redor do santuário, no entanto muitos cavaleiros foram feridos durante a ultima batalha, partes do santuário de Athena foram destruídas. Sayumi então se vira para todos seus cavaleiros.

Sayumi- Cavaleiros! Nos conquistamos essa vitoria, conseguimos salvar o mundo das mãos de Ares! Vocês merecem o devido descanso!

Pyliy- Athena, eu e meu aprendiz Minarai consertaremos todas ar armaduras. Começaremos imediatamente...

Sayumi- Muito obrigado Pyliy.

Kalos- Alguns cavaleiros de prata e bronze já se recuperaram... Vou envia-los para auxiliarem na reconstrução das vilas próximas ao santuário. Vamos fornecer água e comida para todos.

Sayumi- Muito bem Kalos, faça isso o mais rápido o possível...

Sayumi sorria para seus cavaleiros, todos estavam aparentemente bem, mesmo com grandes ferimentos. A reencarnação da deusa Athena subiu as doze casas ao lado do grande mestre Kalos, em direção a seu grande templo. Os cavaleiros de ouro foram em direção ao local onde eles cuidavam dos feridos. Todos os dourados e os cavaleiros de prata que invadiram o santuário de Ares juntamente com a deusa foram atendidos imediatamente.

Báoli- Droga...

Pyliy- Como está seu braço Báoli? Ainda está doendo?

Báoli estava com o braço enfaixado, assim como a amazona de Áries, seu corpo estava com curativos.

Báoli- Ele já está melhor... Em poucos dias eu conseguirei usar novamente minha excalibur do braço direito...

Pyliy- Isso é muito bom... Agora tenho que consertar as armaduras...

Pyliy vai em direção a saída, quando de repente vê Báoli se levantando.

Báoli- Espere... Eu vou ajudar...

Pyliy- Hihi. Obrigada!

Os santos dourados recolheram as armaduras destruídas de todos, levando todas para a casa de Áries para os reparos. Kotei estava sendo enfaixados, quando Kai e Gabriel se aproximaram do jovem cavaleiro.

Gabriel- Parece que se esforçou muito não é?

Kotei- Sim... Foi uma luta difícil, mas conseguir ganhar.

Kai- Muito bem... O que vai fazer Kotei?

Kotei se levantou e partiu para o santuário.

Kotei- Eu prometi para Sayumi, que iria vê-la assim que terminasse meus curativos!!!

Kai- Heh, ate mais...

Tsuki se aproxima do cavaleiro de libra e sagitário. A amazona de touro estava com curativos pelo corpo igualmente a Gabriel e Kai, no entanto os cabelos da santa estavam mais claros.

Tsuki- Olá! Como estão os outros?

Kai- Tsuki! Bem... Parece que Amuni, Kalt e Ruby já se recuperaram, eles já estão em suas casas... Pollux e Ziligans sequer vieram para cá, já Manianks esta dormindo profundamente na casa de câncer.

Tsuki- Isso é bom...

Gabriel- É impressão minha, ou seus cabelos estão mais claros?

Gabriel olhava fixamente para Tsuki. Algo parecia incomodar o cavaleiro de libra, no entanto ele conseguia disfarçar muito bem seu mal estar, assim passando despercebido por seus amigo.

Tsuki- Hum? Ahh sim... Hihi, não sei o que aconteceu. Depois da batalha contra Ênios, eles ficaram mais claros...

Kai- Gabriel tem razão. Mas que coisa estranha... Falando nisso em minha luta contra Achilles aconteceu algo estranho...

Gabriel- O que?

Kai- No final da batalha, quando Achilles já estava fora de combate, um homem com uma estranha vestimenta e cartola assassinou o berserker, dizendo que mais tarde eu o veria novamente... Faz ideia do que possa ser isso?

Tsuki- Homem de cartola? Nunca vi nada parecido.

Gabriel “O que? Essa descrição bate exatamente com aquele homem que eu vi quando enfrentei Manianks no yomotsu. Será a mesma pessoa? Espere... Meu coração, droga... Os efeitos da hiperdimensão estão aparecendo. Tenho que me manter firme.”

Kai- E você Gabriel, já viu algo parecido?

Gabriel- O que? Não... Não vi nada igual. Eu tenho que ir...

Gabriel da alguns passos, mas em seguida ele cai no chão ofegante.

Tsuki- Gabriel!

Kai- Gabriel!

Os cavaleiros de ouro seguram seu amigo caído. O santo de libra estava quente, era possível ouvir seu coração batendo aceleradamente.

Tsuki- O que está acontecendo?

Gabriel- Droga... Em minha luta, eu tive que atravessar o caminho dos deuses. Eu cheguei vivo graças ao cajado de serpentário... No entanto, isso não foi o suficiente para fazer com que meu corpo não sentisse os efeitos da grande pressão.

Kai- Vamos leva-lo para os curandeiros!

Kai segura Gabriel nos braços, rapidamente ele levou o cavaleiro de libra para os curandeiros junto a Tsuki. Rapidamente muitos atendiam o santo de ouro.

Curandeiro- Droga... Melhor chamar a garota...

Tsuki- Que garota!?

?- O que esse idiota aprontou desta vez!?

Uma voz familiar ecoou ao fundo, de repente uma bela garota de cabelos negras apareceu em meio ao local.

Tsuki- Evelyn!

Evelyn- Tsuki!!!

A garota abraçou a amazona de touro, ela estava muito feliz ao rever a santa de ouro.

Tsuki- O que você está fazendo aqui?

Evelyn- O rei do reino celta soube que o santuário estava em guerra. Então ele decidiu mandar nossos curandeiros para cá, em forma de agradecimento ao que vocês fizeram contra os imortais. Um pai disse que poderia me enviar para cá sem problemas, final eu fui treinada pelo melhor curandeiro de nosso reino!

Kai- Isso explica a rápida recuperação dos cavaleiro!

Evelyn- Hum? Olá Kai!

Tsuki- Rápido Evelyn, Gabriel não está respirando!

Evelyn se aproxima do santo de libra, que estava deitado em uma mesa de pedra.

Gabriel- Olha só... O garoto com nome estranho...

Evelyn- Mesmo próximo a morte faz essa piada, seu idiota!?

Evelyn coloca as mãos no corpo do cavaleiro de libra, logo um grande brilho verde surge no local em que ela tocava.

Evelyn- O órgãos internos dele sofreram grande pressão, eles estão praticamente esmagados. Mas agora parece que aos poucos eles estão voltando ao tamanho normal, o que causa grande dor. Qualquer um em seu lugar teria morrido segundos depois...

Gabriel desmaia na frente de todos, parecia que estava morto.

Tsuki- Gabriel?

Kai- O que aconteceu?

Evelyn se levanta com os olhos lacrimejando.

Evelyn- O corpo dele está se habitando, mas... A forte pressão que sofreu... É praticamente impossível sobreviver...

Kai- Ele morreu!?

Evelyn- Ainda não... Mas mesmo com meu poder de cura, não pude fazer nada...

Um grande silencio toma todo o local, era impossível esconder o clima tenso nas pessoas, afinal Gabriel era muito conhecido no santuário. No entanto, o cavaleiro de libra segurou a mão da amazona de touro, falando em tom baixo.

Gabriel-... Não se preocupem... Apenas me levem para a casa de libra...

Tsuki- O que!? Você tem que ficar aqui!

Kai-... Espere Tsuki, vamos fazer o que Gabriel deseja. Evelyn vai cuidar dele todos os dias.

Evelyn- Sim!

Os cavaleiros de ouro levam o corpo de Gabriel para a casa de libra, lá ele descansava em um profundo sono. Enquanto isso na casa de câncer estava Manianks, se revirando no chão sem parar.

Manianks- Droga... Parece que aquele miserável atrapalha meus sonhos com essa maldição de terror...

Pollux estava na casa de gêmeos, o cavaleiro de ouro olhava para o céu, pensando em seu irmão.

Pollux- Castor... Graças a você, eu pude ficar mais forte... Obrigado irmão...

E por fim na casa de peixes estava o cavaleiro Ziligans. Ele estava pensativo, envolta de rosas vermelhas. O cavaleiro de ouro olhava para sua mão, de repente ela treme um pouco, em seguida o santo dourado fechou seu punho.

Ziligans- Parece que Phobos deixou sequelas...

A guerra terminou, porem ainda era possível sentir seus efeitos. Os cavaleiros de ouro começaram a sentir os efeitos das grandes batalhas, a luz da lua começou a abriu as nuvens, a grande e brilhante lua branca iluminava o santuário de Athena, como se estivesse observando o local. Outra grande batalha está prestes a começar.

7 de Maio de 2021 às 23:22 0 Denunciar Insira Seguir história
1
Leia o próximo capítulo O pressagio de Sayumi! A luz que vem da lua!

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 47 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!