dcsales Danieli Cavalcanti

Um mundo dominado por uma Entidade que usa seus maiores pesadelos para se alimentar. Os únicos que podem derrotá-la são os que sentem medo. Você é único e especial e conseguirá libertar o mundo do mal, isso se conseguir sobreviver. Gatilhos? Só se você tiver medo de escuro como eu.


Horror Literatura monstro Impróprio para crianças menores de 13 anos.

#suspense #terror #medo #monstro #gatilho #macabro #pesadelo #cheirodelivro
16
3.2mil VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Verônica


Os pesadelos chegaram ao mundo físico. Cada vez que cruzamos uma esquina escura ou ouvimos ruídos debaixo da cama, nos perguntamos se há algo ou alguém atrás de nós. Temores que podem te devorar.

Quando a Entidade mostrou não compartilhar dos valores da humanidade, houve desespero, pânico e por consequência uma maior influência da força malévola. O mundo se transformou em um complexo pesadelo mortal e o medo se tornou o combustível que alimenta a Entidade.

Contraditoriamente, os únicos capazes de enfrentar e derrotar os pesadelos são os que tem medo. Crianças inocentes como você que acreditam que podem vencer. Verônica quer te fazer acreditar que você é único e especial e que vai derrotar a Entidade. Mas no mundo dos pesadelos não há heróis, apenas sobreviventes.

Para voltar ao mundo dos pesadelos, não é preciso passar pela porta do abrigo. Verônica lê um livro chamado Aurora que conta uma história macabra fazendo o seu medo voltar. Um ritual viciante e você querer ouvir mais do seu livro favorito. Uma história de terror que não quer que pare até saber o até o fim. No entanto, há um preço. Antes que vire a página, você é levado ao mundo dos pesadelos, mas sem as suas memórias.

Aurora te leva a um lugar sombrio. Um mundo que um dia foi humano. Sente frio, fome e sede. Em busca do desconhecido, você seguirá sem saber o motivo e apenas tentando sobreviver. O simples caminhar pode despertar os pesadelos por conta de poças d'água ou até o ranger das tábuas no chão. O inimigo assume a forma do seu pior medo. A boneca assassina, o dentista, o palhaço.

Um pequeno interruptor perdido numa sala distante poderia te levar até a saída, mas acredita que a escuridão te protege de perigos maiores. Prefere seguir com os olhos fechados e longe da verdade. Quando os olhos não veem, o coração não se entrega ao medo.

Apenas crianças conseguem se esconder e não ser completamente manipuladas pelos pesadelos, por algum tempo. Quando capturadas, elas podem sucumbir aos seus próprios desejos mais obscuros e se tornar uma criatura horrenda, que irá se materializar e caçar outros para alimentar a Entidade.

O pesadelo te prende, contudo, não te imobiliza e consegue escapar dessa vez. Você está sendo perseguido. Não o subconsciente dizendo para fugir dos problemas, mas é o próprio pesadelo perseguindo você tirando força da sua fraqueza.

Há uma corrente de ar e um precipício debaixo dos seus pés. Apesar de não ver, sabe que está lá como se já houvesse estado nesse lugar diversas vezes. Pode haver outro caminho, mas não aceita abrir os olhos e pula. Você está caindo cada vez mais rápido e logo chega ao fundo do poço. Há uma passagem e nela consegue enxergar um ambiente familiar e distorcido com suas memórias de infância mergulhados em seus traumas mais profundos. Tudo parece estar errado, mas é real. Ainda não há segurança e o inimigo está à espreita. Não sabe se está na direção certa, mas se lembra aonde quer chegar.

Em busca de um refúgio, você foi atraído por uma mensagem de esperança, uma armadilha mais perigosa do que os monstros lá fora. Acredita que pode ser acolhido em um lugar longe das memórias onde elas podem ser deixadas de lado, e trancadas do lado de fora onde elas pertencem, o passado. Mas o lugar que deveria ser o abrigo se torna uma extensão do mal e você vê sua verdadeira face. Verônica abre o livro Aurora para que mais pesadelos possam entrar em nosso mundo.

O livro se fecha mais uma vez. Você acorda respirando com dificuldade e suando frio talvez tenha até molhado a cama. O sentimento de fracasso permanece, mas as lembranças não. Não podemos nos lembrar, mas a Entidade se lembrará de você e irá voltar. Ela se despede e você diz:

— Boa noite, Verônica! Durma bem e até amanhã.

21 de Abril de 2021 às 04:04 26 Denunciar Insira Seguir história
14
Fim

Conheça o autor

Danieli Cavalcanti 👩🏻‍💻Escritora de romance, suspense e drama 📚Leitora e tradutora da vida 🎎 Apaixonada por cultura oriental e gatos 🐱 ❣Empezando a escribir tambíen en español 💋 Conheça meu IG no instagram @danieli.cavalcanti com frases e reflexões.

Comente algo

Publique!
Luiggi Lima Luiggi Lima
Uma verdadeira bosta
s4dany xXx s4dany xXx
Tua escrita é perfeita 💖💖

Inkspired Brasil Inkspired Brasil
Olá, Danieli! Primeiramente, gostaríamos de agradecer a sua participação no #cheirodelivro! Ter vocês, autores, nos apoiando com suas histórias incríveis e participando ativamente deste desafio nos deixou realmente felizes. Muitos de nós, leitores, somos aficcionados pelas incríveis histórias de terror e de horror que encontramos. Afinal, se um autor é capaz de fazer com que fiquemos arrepiados, assustados e até mesmo horrorizados através de suas palavras, como não querer entrar no mundo criado por ele? E você, Danieli, conseguiu trazer muito desse terror através de Verônica, em principal porque mexeu com algo que nos é muito íntimo e querido: o nosso amor pela leitura. Você encontrou uma maneira singular de levar o personagem principal para dentro do livro, criando um enredo com uma atmosfera sombria e aterrorizante: em uma realidade sombria, memórias se perdem e criaturas aterrorizantes espreitam, prontas para atacar. No entanto, o edital fala claramente sobre o personagem principal da trama entrando em seu livro favorito, mostrando o que essa pessoa passou lá dentro e como fez para sair. Esses quesitos não couberam em Verônica, motivo pelo qual ela infelizmente destoa do tema proposto pelo desafio #cheirodelivro. Contudo, devemos ressaltar que você trouxe uma premissa interessante, única e de dar arrepios! E por isso, merece todos os méritos. Verônica veio para ousar e não foi diferente quanto ao fato de que ao abrir o livro trouxe coisas das quais as pessoas têm medo para os nossos dias. Quanto à ambientação, eu consegui imaginar de alguma forma ela embaixo da sua coberta, trazendo para nosso mundo coisas que deviam estar guardadas em algum canto, que não aqui. Fora isso não teve muitas descrições sobre o cenário e etc, mas isso não mudou o fato de que em cada linha, a marca que estava impregnada ali era o suspense. Com relação à gramática e ortografia do seu conto, gostaríamos de parabenizá-la pelo cuidado que teve com as regras gramaticais da nossa língua e com as escolhas de palavras que compõem o seu conto, o que ajudou bastante a criar a atmosfera da narrativa. Ficamos imensamente contentes quando os autores abraçam nossas propostas para os desafios, você não foi exceção, tão mais quando decidiu mostrar-nos uma proposta ousada e única, que decerto deixou sua marca em nós. Esperamos que Verônica conquiste muitos outros leitores na plataforma, e tenha seu merecido destaque. Obrigada pela sua participação, foi muito bom poder contar com você neste desafio e esperamos que nos agracie com suas obras em outros. Os resultados serão divulgados em breve nas nossas mídias sociais. Fique de olho e boa sorte!
April 23, 2021, 23:21

  • Danieli Cavalcanti Danieli Cavalcanti
    Esse comentário me trouxe um misto de felicidade e tristeza ao mesmo tempo não vou negar. A verdade é que reconhecimento é o melhor prêmio que qualquer escritor pode receber. E isso senti profundamente ao ler o comentário de vocês e dos outros aqui. Agradeço a todos que embarcaram nesse universo tão maravilhoso junto comigo. ♡♡♡♡ April 24, 2021, 03:11
Isís Marchetti Isís Marchetti
Olá, Danielli! Primeiro, obrigada pela participação no desafio. Eu achei seu conto arrepiante, haha. Na verdade, quem em sã consciência iria abrir um livro sabendo de todo mal a qual ele é proveniente, né?! Haha. Abraços.
April 23, 2021, 02:20

  • Danieli Cavalcanti Danieli Cavalcanti
    Verdade♡ A não ser que estivesse sob a influência muito poderosa. Obrigada pelo comentário. April 23, 2021, 20:16
amy ᘛ 🦋 amy ᘛ 🦋
Oi, Danieli! Tudo bem? ♡ Gostei muito do recurso narrativo que você utilizou na história, o que acaba nos obrigando, como leitores, a sentir mais intensamente os sentimentos angustiantes provocados pela leitura, uma vez que praticamente tomamos parte na história, ao lado de Verônica. Sua história foi instigante, trouxe uma premissa um tanto diferente das que li até então, e ainda assim não desviou do tema proposto pelo desafio. Todo o conjunto resulta em uma história de dar arrepios! Sem memórias, perseguidos pelos nossos maiores medos... fecha esse livro, Verônica! P.S.: A escolha do nome inevitavelmente me lembrou do livro Bom Dia, Verônica. KDJWAIF Meus parabéns por sua história e obrigada pela sua participação no desafio #cheirodelivro!
April 22, 2021, 22:58

  • Danieli Cavalcanti Danieli Cavalcanti
    Boa noite, Verônica! Foi um título que me passou pela cabeça, mas não usei justamente por causa da série. Não deixa de ser uma referência. ^^ Muito obrigada pelo comentário tão detalhado e profundo. Me deixou muito feliz. ♡♡♡ A técnica de utilizar segunda pessoa realmente foi utilizada para inserir o leitor no universo da história. Até mais. April 23, 2021, 20:27
Alexis Rodrigues Alexis Rodrigues
eita nois, esse foi tenso, hein! Verônica abrindo mais o livro pra mais coisas entrarem no nosso mundo foi maldade kkkk nossa senhora show de bola, parabéns, Danieli!
April 22, 2021, 07:32

  • Danieli Cavalcanti Danieli Cavalcanti
    Obrigada! Realmente a Verônica não é quem parecia ser. Alguém muito mais obscura e perigosa. Adorei ver seu comentário por aqui. ^^ April 22, 2021, 20:31
Welington Pinheiro Welington Pinheiro
O conto é um verdadeiro thriller de suspense. As cenas não param de surpreender, de roubar o fôlego. Para mim, aquele momento que diz "há uma corrente de ar e um precipício embaixo dos pés" é aterradora. Pude visualizar a cena e até parei de ler na hora. O livro que deu origem ao conto pelo visto é uma história de terror, certo? Gosto muito de histórias desses tipo, parabéns!
April 21, 2021, 22:40

  • Danieli Cavalcanti Danieli Cavalcanti
    É possível que para frente eu crie mais histórias desse universo e explique melhor o que é o livro Aurora. Adianto que vai além de um livro de terror comum. Obrigada pelo comentário. ^^ April 22, 2021, 20:21
Rhamanda Athena Rhamanda Athena
Uau autora parabéns por sua história, pois ficou incrivél ainda mais com esse misto de suspense envolto a temores reais de pessadelos humanos. Verônica é um nome lindo, parabéns mais uma vez! Sucesso para vc sempre.
April 21, 2021, 22:17

  • Danieli Cavalcanti Danieli Cavalcanti
    Não consigo pensar em outro nome para essa personagem tão obscura e perigosa. Haha. Obrigada pelos elogios. ^^ April 22, 2021, 20:34
Max Rocha Max Rocha
O ser humano é a única espécie que aprecia, procura e até paga para sentir medo. Um tanto quanto incompreensível, pois o medo maior em verdade é o de morrer, de ser destruído pela ameaça. E assim vamos, certos de que o podemos controlar (o medo), até que ele estenda seus tentáculos viciantes e nos torne insensíveis às boas coisas da vida. O nome Aurora é irônico, já que leva a um pântano de sensações ruins. Bela escrita, texto imersivo. Boa sorte no desafio e abraços do Fantasma.
April 21, 2021, 21:29

  • Danieli Cavalcanti Danieli Cavalcanti
    Olá Fantasma, fico feliz em ver a crítica que conseguiu enxergar no meu conto. Esse era um dos meus objetivos, não apenas contar uma história de suspense/terror. ^^ April 22, 2021, 20:14
Anne Claksa Anne Claksa
Olá! Realmente é um conto x de dar arrepios. Um livro que, ao ser aberto, traz todos os pesadelos de volta. Se quiser ter medo de algo ruim, não precisa nem dormir, basta abrir este livro e deixar todos os seus medos virem. Gostei da sua narrativa, pude sentir todo o clima de medo do conto, em cada palavra que li. Também foi uma boa sacada citar os medos mais comuns, por exemplo, palhaços , bonecas que ganham vida ou pode ser até mesmo medo do escuro. Qualquer que seja o seu medo, não abra este livro ou então, seu pior medo aparecerá para te atormentar. Parabéns pelo conto❤️ Até a próxima!!!
April 21, 2021, 21:23

  • Danieli Cavalcanti Danieli Cavalcanti
    Ah! Obrigada pelo comentário tão intenso sobre a história. O medo é capaz de mover o mundo mais do que imaginamos. Até a próxima. ^^ April 22, 2021, 21:01
CC C Clark Carbonera
Ah, olha, numa boa...citar palhaço foi sacanagem (brincadeira) Mas o que me chamou bastante a atenção no seu texto foi a maneira como narrou o conto: pareceu um tapa na cara; li tudo num fôlego só, mesmo com os pontos e as vírgulas, parecia tudo a mil por hora. Isso foi bem interessante e diferente, ainda mais para um conto de terror. Parabéns!
April 21, 2021, 20:13

  • Danieli Cavalcanti Danieli Cavalcanti
    Muito obrigada por seu comentário. Por suas palavras vejo que atingi meu objetivo. ^^ April 22, 2021, 20:08
  • Danieli Cavalcanti Danieli Cavalcanti
    P.S. Experiência pessoal: eu tinha medo de palhaço quando era criança. ^^ April 22, 2021, 20:36
Luana Borges Luana Borges
Eu amo uma história de terror 😍 Só não teria coragem de enfrentar uma, eu morreria de susto, sou medrosa. Vamos deixar o livro fechado, e bem escondido, quem tiver coragem que abra hahahahah
April 21, 2021, 19:55

  • Danieli Cavalcanti Danieli Cavalcanti
    Também sou medrosa e por vontade própria jamais toparia esse desafio. Confesso que senti medo até na hora que estava escrevendo. ^^ April 22, 2021, 20:48
Karimy Lubarino Karimy Lubarino
Ai, que arrepio! Eu adoro Histórias de terror, mas embarcar em uma sem memórias? É algo realmente assustador e, pra ser sincera, não sei se teria coragem. Provavelmente eu me roeria, mas deixaria Aurora fechado e num lugar bem escondido!
April 21, 2021, 19:31

  • Danieli Cavalcanti Danieli Cavalcanti
    Para participar da luta só alguém que não tem medo e para o medo voltar só se esquecendo que tem coragem. Loucura, né? ^^ April 22, 2021, 20:56
~