fuyukahideki Adrielle Victória

No auge dos seus vinte e três anos e precisando de dinheiro, Naruto resolve que vender packs na internet pode ser o caminho de ajuda para sua situação. E após o pedido de alguém em seu Only Fans sobre incluir uma pessoas em suas fotos, para que brincasse com o P.O.V de seus admiradores. A única opção de Naruto era convidar Uchiha Sasuke, seu melhor amigo, e única pessoa a saber de sua venda online, para participar. Naruto apenas não sabia que seria extremamente difícil para Sasuke resistir à visão de vê-lo com saia e meia 7/8.


Fanfiction Anime/Mangá Para maiores de 18 apenas.

#lemon #yaoi #uzumaki #uchiha #pwp #femboy #naruto #sasuke #sasunaru
Conto
8
855 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

À Pedidos

Emancipado desde os dezesseis anos, agora aos vinte e três é a primeira vez que Uzumaki Naruto se vê sem condições o suficiente para pagar suas dívidas. Não que ele esteja completamente quebrado, afinal, aprendeu a cuidar de suas finanças. Mas com toda a certeza o pouco dinheiro que recebe em seu trabalho não é suficiente para quitar tudo. E é aí que começa o desespero. Já que a opção de pedir qualquer quantia para seus pais está fora de cogitação. Inspirando fundo enquanto encara as faturas recém-chegadas, o pensamento de que precisa fazer algo para aumentar sua renda bate na porta, mas a noção do que pode ser feito não vem à tona.

Olhando para o calendário na escrivaninha, os olhos azuis passeiam em contar quantos dias faltam para que receba seu próximo salário. Quatorze dias... Talvez se fizer algumas horas extras pode vir a calhar. Pegar algum trabalho adicional lá por dentro, trabalhar para cobrir a folga de alguém. Todas as opções são válidas antes de precisar pedir dinheiro emprestado para seus amigos. Mas, a verdade é que não se tem tanta escolha quando se trabalha em um caixa de mercado.

Para distrair a cabeça, o loiro decidiu que dar uns passeios nas redes sociais seria o melhor que teria a se fazer. Pensar à essa hora da noite o levaria de um beco sem saída para canto nenhum. Sendo assim, se jogando na cama decidiu que iria ver todas as reclamações inúteis que os adolescentes sem o que fazer estavam dizendo no Twitter. Respondendo esporadicamente uma mensagem ou outra de seu melhor amigo, Uchiha Sasuke — por quem nutre um amor muito bem guardado.

Sasuke seria uma excelente pessoa para ajudá-lo com o dinheiro. Nisso não tinha qualquer dúvida. O moreno sempre estava disponível para auxiliar Naruto no que desse e viesse. E por essas e outras disponibilidades o sentimento que nutria de amizade acabou crescendo sem que nem mesmo notasse. Afinal, a amizade já vem desde que estavam no colegial. Foi por conta de se perceber gostando do melhor amigo que o Uzumaki entendeu que era gay. E com aquele velho conceito de não estragar a amizade, isso vem sendo guardado desde então.

Passeando na timeline, diversos conteúdos desinteressantes pulavam em seus olhos. Nem mesmo os perfis mais dezoito que segue estão fazendo o favor de trazer alguma alegria para seu corpo. Aparentemente, enquanto não resolver tudo isso, será difícil se divertir, até mesmo sozinho. Lendo uma ou outra descrição das fotos recentemente postadas por um desses perfis foi que uma luz se acendeu em sua cabeça. Levantando e abrindo a última gaveta de sua cômoda, Naruto viu lá sua coleção de saias e meias 7/8. Estava prestes a cometer uma loucura, mas, seria isso ou começar a fazer algo que iria além da internet.

Respirando fundo, não pretendia tomar uma decisão precipitada apenas com base no desespero que estava sentindo. E decidindo que chega de redes por hoje, enviou uma mensagem para que o Uchiha fosse visitá-lo quando também chegasse do serviço, pois ele precisava de uma opinião que não poderia ser dada por mensagens. Como Naruto contaria isso para o amigo, ainda não fazia a mínima ideia. Mas, daria um jeito dali até que o encontro acontecesse.

Obviamente que toda a ideia do que estava pensando em fazer ficou se remoendo em sua cabeça durante todo o seu dia de trabalho. A cada pequeno intervalo que tinha, Naruto procurava sites que pudessem explicar como aquilo funcionava e qual seria a melhor maneira de se fazer. Ele precisava de uma explicação bem estruturada para dar ao Sasuke, caso contrário, não iria conseguir convencê-lo de que aquela era uma boa opção para sua situação.

Antes do final de seu turno, Naruto fez umas pequenas compras para repor o que estava faltando. Usando do desconto de funcionário tudo ficava um pouco mais fácil nesses momentos. Além de que comprou algumas besteiras para compartilhar com o amigo. O loiro não esperava que Sasuke já estivesse em sua casa quando chegou. Não teve nem mesmo tempo de ensaiar o discurso que faria, por um momento arrependeu-se de ter dado uma cópia de sua chave para ele, logo afastando a ideia quando começaram a conversar. Ter Sasuke por perto é sempre bom.

— Então, sobre o que queria falar? — o moreno perguntou quando o jantar fora servido e consumido.

— Promete que não vai rir? — Naruto levava a louça para a pia, lavando os dois únicos pratos e copos sujos.

— Não.

— Não o que exatamente? — Virando-se para encarar o outro, o menor ergueu a sobrancelha, secando as mãos no pano de prato mais próximo.

— Não prometo nada. Anda, fala logo.

— Eu decidi que vou vender packs na internet — falou baixo quando sentou onde estava antes. Os olhos estavam circulando por qualquer lugar da cozinha, menos de encontro aos do moreno.

— Calma, você o quê? — A face do Uchiha é de completa incredulidade.

— Vou vender packs. — Suspirou. — Minhas contas chegaram, e não vou ter todo o dinheiro para pagar tudo, e também não quero ficar pagando de pouco em pouco. Sempre acabo pagando mais dessa maneira.

— Eu já te ofereci dinheiro, Naruto. — Ele franzia a testa, parecia ofendido. — Não uma e nem duas vezes. Sem que precise me pagar com prazos.

— Sei disso. Mas, preciso fazer do meu jeito primeiro.

— Certo. Que seja. — O silêncio se fez breve. — E como pretende fazer isso?

— Peguei algumas inspirações de uns perfis que acompanho no Twitter. Percebi que é bem comum os homens vestirem algo feminino. E, bem, estarei em casa fazendo isso. — Deu de ombros.

O coração do Uchiha estava batendo forte no peito. Quando Naruto apresentou para ele a primeira vez que gosta de usar algumas saias, e outras coisas mais femininas, os hormônios de Sasuke gritaram em suas veias. Sua calça parecia que iria estourar da primeira vez que o viu vestido, sendo necessário que fosse até o banheiro da casa para alívio urgente ou iria avançar sobre o amigo naquele exato momento. Estava tão excitado que não levou mais do que cinco minutos dentro do cômodo. Naruto é seu sonho de consumo desde que passou a compreender que o que sentia nunca foi amor de amigos.

— Então, o que acha? — Naruto investigou novamente. — Será que pode dar certo?

— Você é bonito, Naru. — Como falar isso sem parecer que estava paquerando o amigo era o que Sasuke se perguntava. — Tem as coisas no lugar. Se é o que quer tentar, boa sorte com isso. Mesmo sabendo que não concordo, por eu ter te dado opções mais viáveis onde você não precisa se expor.

Sempre que Sasuke o elogia, Naruto sente aquele friozinho gostoso em sua barriga. Gostaria muito que fossem cumprimentos com sentidos mais intensos, porém, assim também faz sua felicidade.

— Será que você pode me emprestar a sua câmera?

— Claro. Trago amanhã. Posso ajudar com algo mais que precise.

— Não! — Suas bochechas ficaram vermelhas. — Eu posso me virar. Pode me ajudar a escolher as fotos. — O coração dos dois batem em velocidades extremas. — Pode me ajudar com os valores agora, e com as quantidades em cada pacote. É melhor do que me ver com a bunda na rua por conta de uma saia curta. — Sasuke com certeza não ligaria de ter essa visão, mas pelo bem de sua sanidade aceitou ficar nos bastidores.

Naruto mostrou para o amigo algumas fotos que pretendia usar de inspiração, apontando quais roupas tinha parecida, e algumas que daria umas ideias mais legais, como montar um outfit de estudante usando de alguns acessórios, como o óculos que usa — e isso é outra coisa que tira completamente a estrutura do Uchiha. Ver as referências e imaginar Naruto as colocando em prática estava minando seu autocontrole aos poucos.

— Vamos lá no quarto, quero te mostrar umas peças. — Ele não poderia dizer não, caso contrário iria dever explicações e por isso seguiu o mais novo até o cômodo, respirando fundo para manter todas as taxas de excitação de seu sangue o mais baixas possível. Mesmo sendo difícil enquanto vê o outro caminhando em sua frente, os olhos não conseguem se desviar da bunda redonda que está escondida pela bermuda jeans.

Apesar de não deixar transparecer, o loiro também estava nervoso. Mesmo que Sasuke já conheça essas suas roupas, agora estão em um contexto completamente diferente. Ouviu quando o outro se acomodou na cama, e tirando a gaveta da cômoda, a colocou ao seu lado no colchão.

A saia favorita de Sasuke é a quadriculada de vermelho e preto, com pano de flanela. O peso do tecido faz o movimento ser muito bonito de se assistir. E foi ela a qual o moreno deu a ideia de Naruto usar com uma blusa branca e gravata para fazer o estudante.

— Será que é realmente o melhor caminho? — Guardando as peças, o loiro perguntou em voz alta.

— Sabe que tem outros meios menos perigosos.

— Eu sei. — Suspirou. — Mas, parece tão divertido também. Eu sei que sou uma delícia de saia, não tenho o que reclamar. — Sasuke podia ver que o outro estava realmente empolgado com a ideia de fazer algo que o valorizaria.

— Me avise quando fizer todas as suas inscrições. Vou ajudar sendo o seu primeiro cliente. Não precisa me mandar o material. — coçando a nuca, desviou os olhos do outro.

— Eu não sei o que faria sem você. — Jogou-se no abraço do moreno. — Obrigado. — Selou a bochecha alheia. — Vai dormir comigo? Ainda tem roupas suas aqui.

— Sorte sua que meu expediente amanhã é à tarde.

— Ótimo. Vamos comer umas besteiras depois e assistir uns filmes ruins por enquanto. — Se arrumou melhor no corpo do Uchiha, que o abraçou enquanto via a televisão ser ligada.

Os dois acabam tendo muita liberdade um com o outro, e isso faz com que os sentimentos sejam ainda mais misturados e confusos em determinados momentos. A quantidade de vezes que já se viram nus, ou que brincaram de estapear a bunda um do outro. Até mesmo quando Naruto bebeu um pouco a mais do que deveria e quase beijou Sasuke. Toda a base de sua amizade foi construída em cima dessa confiança, para tanto que já disseram umas verdades na cara um do outro que não foi levada a sério pelo fato de estarem sempre falando na brincadeira. Diante do tanto que se veem livres na amizade, Naruto já questionou Sasuke sobre se realmente eles eram apenas amigos. Mas nunca levaram a conversa de possivelmente tirar algum benefício dessa liberdade toda para frente.

— Estou pensando. — OUzumaki sentou no colo do amigo para encará-lo melhor, Sasuke deixou suas mãos descansando em sua barriga. — Posso fazer umas lives em alguns sites adultos também.

— Ei, calma. Uma coisa de cada vez. — Franziu a testa. — Aí nós já estamos falando de outro nível de exposição. Primeiro os packs, tudo bem?

— Certo. Certo. — Desceu da cama. — Vou pegar algo para comer.

O suspiro do Uchiha foi pesado. Hoje está sendo um dia de provações, que Deus me ajude, ele implorava. Normalmente, quando dorme na casa do amigo, eles dividem a cama, e para o moreno, acordar com a bunda de Naruto em sua virilha é sempre complicado.

O Uzumaki se sente extremamente empolgado para começar suas sessões de fotos. Com a ajuda do outro conseguiu visualizar algumas coisas que ainda não tinha pensado, como a montagem de alguns trajes. E gostou bastante das ideias que recebeu. Sabia que Sasuke apoiaria, sabendo de seus motivos, porém, não esperava que fosse tão longe na ajuda.

Na hora de dormir, eles estavam conversando trivialidades, Naruto foi o primeiro a pegar no sono como era basicamente todas as vezes que faziam essa mesma coisa; e durante a madrugada, foi que eles se encontraram para dormir de conchinha, sem ter qualquer noção de que estavam sempre indo um em direção ao outro.

— Bom dia — Naruto sussurrou quando escutou o despertador de seu celular. Gosta muito de acordar com Sasuke empoleirado em suas costas, mesmo compreendendo que não deve passar de um ato de quase irmãos.

— Bom dia. — O Uchiha suspirou em sua nuca, o apertando contra seu corpo.

— Ei, desse jeito não vamos arranjar ninguém. — Eles riram, porque realmente é uma verdade.

— Você está de olho em alguém, meu bem? — provocou o moreno.

— Isso não te interessa.

Foi pela manhã mesmo que o mais velho foi até sua casa pegar a câmera para emprestar ao loiro. Explicando algumas coisas básicas das configurações, também trouxe o tripé para auxiliar no posicionamento e ângulos que quisesse ter para as fotos. Pelo menos ele já começaria com uma boa qualidade de imagem, o que é sempre interessante nessas áreas.

— Ah, eu te amo, Uchiha Sasuke! — Os olhos estavam brilhando, correndo para o meio do quarto, Naruto fez pose apoiando as mãos nos joelhos e empinando o bumbum.

— É, eu te amo também, agora diga xis. — Afoto foi tirada. Analisando como havia ficado, Sasuke pensou que algumas coisas poderiam deixá-la ainda melhor. — Você pode abrir a janela, se quiser uma iluminação melhor. Não está ruim, mas, pode ajudar.

— Não quero que meus vizinhos me vejam. — Rolou os olhos.

À noite, quando chegou do trabalho, após a refeição, Naruto se preparou para começar a tirar algumas das fotografias que usaria em seu primeiro pack. Apesar de estar envergonhado por fazer algo assim e vender para estranhos, o fato de estar se sentindo tão bem nas roupas que usa, ajudava a seguir em frente com a ideia. No total, foram três vestimentas diferentes, por volta de quinze fotos para cada uma e alguns curtos vídeos apenas para exibir seu corpo.

Enviando uma mensagem para Sasuke, logo mais eles começariam a trocar opiniões sobre as fotos tiradas. Se fosse mostrar o estado em que se encontra nesse exato momento, Sasuke mandaria uma foto suando frio, o coração batendo forte contra as costelas a cada imagem nova que recebe, e antes de baixá-las, o Uchiha pensou para si mesmo que não deveria olhar aquelas imagens com olhos sexuais. Mas só pela silhueta que via através do blur, por elas ainda não terem sido baixadas, era realmente difícil fazer esse tipo de promessa.

O próximo passo para o Uzumaki era fazer os cadastros nas plataformas mais famosas para esse tipo de conteúdo. Criando uma nova conta no Twitter com o nome de Kyuubi, ele seguiu para os outros sites que o ajudariam, como Only Fans e Patreon. Para ajudar em sua divulgação, Naruto fez um pequeno texto pedindo ajuda para que os perfis de maiores que ele segue divulguem seu conteúdo. Sasuke também recebeu o link para todos eles. E claro que foi o seu primeiro seguidor nas redes.

O loirinho estava realmente empolgado com a possibilidade de dar certo. Sabendo que não vai logo engajar a todos com os conteúdos, no entanto, há uma grande chance de começar com o pé direito. Principalmente pela qualidade de suas fotos. Ao ler nos blogs que falavam sobre o assunto, isso era uma das coisas mais enfatizadas por todos eles.

Levou mais ou menos quatro dias para que o primeiro comprador aparecesse. Foi como uma luz no fim do túnel, já que o loiro estava começando a acreditar que a ideia não vingaria, e ver o comprovante de transferência, assim como o dinheiro em sua conta, fez seus olhos brilharem. A mensagem de elogio ao que o homem viu nos previews também ajudou a saber que o conteúdo disponível era realmente bom.

Sasuke sentiu uma pontada de ciúmes ao receber o aviso do amigo sobre a sua primeira venda. O pensamento de que alguém iria usar as imagens de Naruto para fins impróprios não era exatamente a melhor e mais agradável visão que se passava em sua cabeça, porém, ele também conseguia ficar feliz com o fato de que estava começando a dar certo. O Uzumaki não é nada além de seu melhor amigo. E mesmo que fosse, as fotos não chegam nem perto de apresentar o quão bonito Naruto é pessoalmente.

Tendo a brilhante ideia de ajudar o loiro, Sasuke tirou seu dia de folga para ir até um sex shop. Iria comprar alguns acessórios que ajudassem Naruto a criar alguma atmosfera além das roupas. Não tinha nada exatamente específico sobre o que compraria, por isso procurou pensar no que gostaria de vê-lo usando.

Ao ser abordado pela vendedora do lugar, o Uchiha contou o que pensava. Gostaria que as orelhas de coelho viessem com máscara, algum conjunto de maid e um par de algemas, além de umas calcinhas short de renda. Parecia um bom kit para presentear. A cara de satisfação da mulher que o atendeu realmente demonstrou que ele deve ter acertado no que comprou.

Naruto estava trabalhando quando Sasuke chegou em sua casa. Deixando a sacola no sofá, aproveitou para tomar um banho e preparar algo para que os dois pudessem comer.

Já faz mais ou menos três meses que o Uzumaki vem vendendo seus packs, e tudo vem se saindo melhor do que o esperado para alguém que acabou de começar. As dívidas estão praticamente quitadas, e seu amigo parece feliz com o que faz.

— Sasuke?

— Na cozinha.

— Ah, que ótimo, eu realmente estava sem qualquer paciência para sequer tirar uma panela da geladeira. — recebeu um abraço por trás. — Obrigado. — Naruto se esticou para selar a bochecha alheia.

— Eu lhe comprei algo, está em cima do sofá. Traz aqui para vermos juntos.

— Um presente? E nem é meu aniversário!

Quando voltou para a cozinha, Naruto já havia se livrado de metade do uniforme do trabalho, estando com a calça aberta e sem camisa. Olhando com interesse para a sacola preta que trazia suas novas aquisições.

— Eu deveria experimentar? — Tirando as peças, as levantava na altura do rosto para analisar.

— Não precisa. Apenas me diga se o tamanho está bom. Posso ir trocar caso fique pequeno ou apertado. Ou você mesmo pode fazer isso. A nota fiscal está aí dentro.

— Muito obrigado. — OUchiha podia ver que ele realmente estava agradecido pelo que ganhou. — Vou fazer um excelente uso de tudo.

— Tenho certeza de que vai. Agora vá tomar banho e venha comer.

Naruto levou as peças de roupa para o banheiro. Queria muito saber como as calcinhas iriam ficar em sua bunda, ainda mais por serem de uma renda tão bonita. E bem, a vestimenta não decepcionou em nada. Apesar de ser um pouco transparente, revelando seu membro por baixo do pano, de resto, não havia do que reclamar. Mantendo a peça íntima no corpo, usou dela para complementar o uniforme de empregada, Deus, como Sasuke havia sido certeiro nas coisas que comprou. Não era querendo ser narcisista, mas ele estava se sentindo um verdadeiro deus grego usando as fantasias.

— Tudo está perfeito. Nem apertado, nem pequeno, muito menos folgado. — Não conseguia conter o sorriso quando revelou como tudo ficou.

— Ótimo. — Acuriosidade era latente em Sasuke, mas ele teria de esperar até que as fotos fossem tiradas e enviadas para que o ajudasse na escolha.

— Vou fazer um ensaio de agradecimento especial para você.

— Não precisa. — Sorria de lado. — Use esse tempo para tirar as que usa nas postagens.

— Qual é, Sasuke! — Naruto levantou as sobrancelhas. — Vai dizer que não ficou curioso? — Havia uma expressão sugestiva na face do loiro.

— Estarei mentindo se disser que não, porém, vou ver as fotos de um jeito ou de outro. — Deu de ombros, fingindo desinteresse. Querendo ou não, ele está certo.

— Eu adorei as calcinhas. — Suspirou ao lembrar delas. — São um pouco transparentes, mas, a intenção é ser sexy, certo? Então não tem problema nenhum.

Sasuke estava orgulhoso por ter conseguido acertar nas escolhas. E apesar do grande desejo de fazer o loiro usá-las com ele, isso poderia ficar em sua fantasia por mais algum tempo — não tendo certeza quanto.

A surpresa veio por volta de dois meses mais tarde. Naruto pediu para que lhe mandassem sugestões, que ele escolheria uma para reproduzir em seu próximo pack. Claro que havia algumas limitações para os pedidos do público, sendo que conteúdo pornográfico estava completamente fora de cogitação. Isso o deixaria mais tranquilo sobre as solicitações que pudessem vir. E no dia do sorteio ele não poderia ter ficado mais chocado quando a adição de mais alguém em seu set foi o escolhido. Na descrição do pedido era citado que a intenção seria mexer com o imaginário do público, usando da outra pessoa apenas como uma forma de usar um ponto de vista. Dessa maneira, ela não precisaria mostrar o rosto, estando sempre de costas ou desfalcada, o role play deveria ser entre estudante e professor.

Mesmo que não quisesse, Naruto só tinha uma pessoa a quem pedir ajuda nessa situação: Uchiha Sasuke. O mesmo homem que já vem o ajudando em praticamente todos os quesitos que envolvem essas suas vendas.

— Preciso de sua ajuda. Na verdade, de sua participação — começou falando quando o recebeu na porta após convidá-lo para ir em sua casa.

— Está me cheirando a encrenca.

— Não é nada disso. — Rolou os olhos. — Lembra do sorteio? — o moreno concordou. — Então, vou te mostrar quem ganhou. — Passando o celular para Sasuke deixou que ele lesse até o fim. E claro, uma sobrancelha foi erguida em sua direção quando tudo foi lido.

— Não sei se posso fazer isso. — Aideia de participar, de precisar ver e interagir com Naruto vestido de estudante já mexia com seus órgãos.

— Qual é, Sasu — choramingou. — Viu aí que não precisa aparecer.

— Sim, eu vi.

— Não é assim tão difícil. Vou fotografar no meu dia de folga, sábado. Pense com carinho, está bem?

No primeiro dia do final de semana, assim que abriu os olhos e encarou o teto, Sasuke se questionou que porra estava fazendo que havia aceitado fazer o ensaio. Em sua casa, Naruto também não se sentia muito diferente, estava nervoso só de imaginar ter de fazer toda essa atuação e entrar no personagem proposto. Apesar de terem marcado para depois do almoço, lá pelas onze, o moreno já se fazia presente. Trouxe algumas peças de roupa para auxiliar na sua construção também.

Naruto pesquisou algumas ideias para usar de inspiração, e apresentou todas elas para o Uchiha, que ao ver algumas poses estava cada vez mais preocupado com o quanto de autocontrole ainda estaria restando dali até concluírem as fotos.

— Vou me vestir — declarou o loiro, levando com ele para o banheiro, mesmo que não soubesse disso, parte da alma de Sasuke.

— Fique à vontade. Vou preparar a câmera, e o cenário.

— Certo.

Separando alguns livros e cadernos para pôr sobre a cama, assim como o básico de lápis e caneta, tudo parecia em ordem. Aproveitando que estava sozinho no quarto, Sasuke trocou suas roupas também.

Naruto estava sentado na tampa do vaso sanitário, encarando o chão e trabalhando algum tipo de respiração para tentar acalmar os batimentos cardíacos em seu peito. Por mais que a ideia seja excelente, a execução dela é a parte complicada da história.

— Okay, Naruto, vamos fazer isso de uma vez por todas. — Foi a frase final que disse a si mesmo para tomar a atitude de levantar e começar a se vestir.

Ele havia escolhido a calcinha short branca, já que ela faz bom contraste com sua pele e o pano da saia vermelha. A meia 7/8 branca, junto com a blusa de mesma cor, e gravata preta. Passando um pouco de blush em suas bochechas para lhe dar algum ar de inocência, mesmo sabendo que esse tom rosado viria naturalmente nelas ao ter Sasuke tão próximo nessa simulação de intimidade.

Quando o loiro saiu do banheiro, o moreno estava de costas, abotoando os botões da camisa social azul escura que escolheu. O Uchiha olhou para trás ao escutar o barulho da porta sendo fechada. Analisando Naruto dos pés à cabeça, engoliu um bolo de saliva ao capturar cada pequeno detalhe dele. O ar dentro do ambiente parece incrivelmente abafado para ambos.

— Gosto dessa saia — comentou numa tentativa de parecer o mais indiferente possível.

— Obrigado.

— Onde gostaria de fazer?

— Aqui parece um bom lugar. — Sentou próximo a cabeceira da cama.

Sasuke posicionou a câmera não muito distante de onde o loiro estava, pegando o maior ângulo que poderia daquela posição. Se fosse feito completo silêncio no ambiente, provavelmente eles conseguiriam ouvir o coração um do outro batendo alto e rápido.

Naruto buscou seu celular na mesinha de cabeceira, abrindo a sua pasta de inspirações para voltar a olhar cada uma das fotos que estavam prestes a reproduzir. Claro que eles também iriam acompanhar o clima do momento e fariam à sua própria maneira, porém, ter uma base com o que iniciar é excelente quando se trata de fotografia.

— Está tudo posicionado, podemos começar quando você estiver pronto. — Sasuke segurava o disparador remoto da câmera.

— Vamos começar com algumas mais simples, podemos ir evoluindo aos poucos.

— Claro, você é a pessoa acostumada a esse tipo de ensaio.

— Podemos começar com uma sessão de estudos. Apenas para apresentar os personagens.

E assim começaram. Naruto sempre precisando ser mais sensual que o Uchiha, que é mero figurante dentro de toda essa jogada. Mas, logicamente eles não poderiam ficar o tempo todo apenas na superfície, teriam de chegar onde os espectadores esperam.

— Vamos fazer primeiro essa aqui. — Oloiro mostrava para o amigo qual estava se referindo, o frio em sua barriga parecia transpassar sua pele e roupas.

Sasuke deveria avançar sobre o outro, estando por cima, entre as pernas do mais novo, a mão subindo o pano da saia do menor para lhe revelar a calcinha short para o público. Já Naruto se encontra inclinado para trás, usando os cotovelos de apoio. Os rostos ainda não tão próximos quanto estarão em algumas imagens mais tarde, ainda assim o suficiente para que todas as cores dos olhos alheios sejam vistas.

Foi inevitável o deslizamento dos olhos do Uzumaki para os lábios do Uchiha. Jamais imaginou que os dois estariam tão perto assim desde quando tentou beijá-lo, porém, naquele dia houve uma desculpa para o acontecimento. Não que aqui não tenha, mas, culpar o álcool é sempre mais fácil.

A mão do moreno em sua coxa estava fazendo o local formigar, a força que Naruto faz para não deixar que coisas se animem é inimaginável. Uma foto dura cerca de cinco segundos para ser tirada após o aperto do gatilho na mão de Sasuke, dessa forma, eles têm de segurar a pose sempre um pouco antes e um pouco depois. O que vem sendo uma verdadeira merda para ambos.

— Você pode se aproximar um pouco mais agora. — Avoz do loiro saiu baixa, e assim Sasuke fez, deixando os lábios o mais próximo que ousava deixar. Estavam abertos, por questão de milímetros não se tocavam de fato. Naruto aproveitou para segurar o colarinho da camisa do maior, os olhos azuis fechados, Sasuke mantendo os dele abertos para encarar aquele rosto tão perto do seu.

Foi após ouvir o disparo da câmera que Sasuke não resistiu, incitou a cabeça quase imperceptivelmente para frente, finalmente encontrando os lábios do amigo. Naruto apertou a roupa em seus dedos com mais força, já que também havia decidido que faria o movimento para beijá-lo. Ambos ficaram surpresos, porém, nem sequer passou pelas suas cabeças afastar-se.

O beijo foi suave, com as línguas se acariciando de maneira lenta. Sasuke deslizou ambas as mãos pelos lados das coxas do menor, chegando em sua cintura para apertá-la e acomodar-se entre as pernas dele de forma mais cômoda. Naruto o recebeu sem protesto, apenas deixando um baixo gemido escapar quando sentiu a intimidade do Uchiha, coberta pela calça social, roçar a sua. Aproveitando para abraçar o pescoço do maior, Naruto se entregava completamente ao ósculo apaixonado.

Parecia que estava sonhando, era o que o Uzumaki pensava. O sabor do beijo de Sasuke é melhor do que sequer cogitou durante esses anos. O modo como suas mãos estão o apertando parece acender algumas chamas em seu ventre. Sua língua se enrosca na sua com desejo, mas ainda assim, de maneira carinhosa, chupando e sugando a fim de ter um pouco mais.

— Sabe que está sendo incrivelmente difícil para mim te ver nessas roupas, não sabe? — Sasuke sussurrou. Passeando as mãos pelas coxas torneadas do amigo, deslizando as palmas para encontrar sua bunda volumosa e lhe dar um aperto em cada nádega. — Não sei como não joguei tudo para cima e agarrei você quando saiu do banheiro. — Seu nariz correu absorvendo do perfume do pescoço do outro, Naruto lhe deu todo o acesso que queria por aquelas áreas.

— Desliga a câmera, Sasuke.

— Hum? — Levantando a cabeça, encarou o amigo, claramente confuso.

— Desliga a câmera e fode comigo. — Ele não precisou falar duas vezes.

O Uchiha apertou o botão vermelho do controlador remoto, e o deixou de lado na mesinha de cabeceira para voltar a beijar o loiro. Desta vez, um beijo cheio de mãos e desejos escancarados. Nada mais timidamente iniciado ou receoso. Quem olhasse de fora, poderia ver claramente a luxúria que escorria em cada gota de saliva que estavam trocando. E para acrescentar no entretenimento, a pélvis de Sasuke se movia lentamente de encontro ao homem por baixo, em uma clara intenção de como aquilo iria se desenvolver.

Quando a blusa do moreno começou a ser aberta, ele afastou-se um pouco para dar melhor acessibilidade às mãos que estavam trabalhando no ofício. Naruto mal podia pensar claramente. Estava agindo na base da libido, nem mesmo pensando que a blusa de quem está prestes a tirar é daquele por quem sempre manteve o amor escondido.

Naruto já viu Sasuke sem camisa milhões de vezes em sua vida. Porém, vê-lo sob essa luz de preliminares sexuais trouxe uma nova visão para adicionar às suas favoritas. Seu amigo é lindo, não importa por qual ângulo esteja sendo observado. Mordendo o lábio, enquanto deslizava o pano branco para fora do peitoral de quase igual cor, o Uzumaki o trouxe para um novo beijo molhado quando finalmente tinha o torso alheio completamente descoberto.

Através da calça social que Sasuke usa é possível sentir o quão excitado ele já está. Na realidade, logo quando foram para a segunda posição das fotos, Naruto podia jurar que já havia sentido algo o cutucar. Porém, não queria constranger o outro ao apontar tal situação.

— Você já está assim? — Roçou-se contra ele.

— Tudo culpa sua. Culpa dessa saia, dessa calcinha. — Olhando para baixo, lambeu os lábios. — Culpa sua, Naruto. Por ser uma delícia usando essas roupas. E usando qualquer outra também. Usando nada.

O desejo é palpável na voz de Sasuke, e Naruto consegue perceber isso até mesmo na maneira como ele abre cada um dos últimos botões de sua blusa que já estava aberta pela metade para o photoshoot, aproveitando para tirar a gravata junto. Beijando cada um dos pedaços de pele que iam se expondo à medida que a roupa do loiro é posta para fora, o encontro de seus lábios nos mamilos rosados dele foi demorado. Tomando seu tempo em cada um deles para deixá-los excitados. Mas parecia um imã voltar para os lábios entreabertos do mais novo.

— Eu quero que me diga — o moreno olhou nos olhos de Naruto para concluir a sentença —, onde você quer a minha boca primeiro? Aqui — dedilhou o pênis desperto do loiro por cima da calcinha — ou aqui? — infiltrando um dos dedos na borda fina do pano, tocou de leve seu ânus.

— Vai me fazer escolher?

— Todo mundo vai ganhar atenção, não se preocupe. Eu perguntei aonde você quer primeiro. — Sasuke encaixou os dedos no elástico da cintura da calcinha, começando a descê-la pelas longas pernas do outro. — Ainda não tomou uma decisão? — Naruto está morrendo por um beijo grego, mas não pode negar que um boquete também vem bem à calhar, afinal, consegue sentir seu membro pingando. — Quer que eu te ajude a escolher? — O moreno se pôs dentro das pernas abertas do loiro, começando uma trilha de beijos à partir do abdômen disponível para si.

Descendo lentamente alcançou e depositou um beijo na glande úmida, distribuindo beijos e pequenas chupadas pelo falo, indo cada vez mais para baixo. Os testículos também receberam selos aqui e ali, até que foi a vez do botão rosado. Naruto mordeu o lábio, suspirando.

— Não — falou quando via a intenção do maior de voltar pelo caminho que havia feito. — Aí primeiro, por favor — a súplica manhosa chegou aos ouvidos do Uchiha como o cântico de um anjo.

Quando Sasuke empurrou suas pernas para cima, a fim de ter melhor acesso ao local, o coração de Naruto disparou, mas ele não teve tempo de pensar em qualquer outra coisa que não um puta que pariu. O longo gemido que deixou escapar, além do rolar de olhos e sorriso satisfeito foi a visão mais perfeita e excitante que o moreno teve nos últimos dias. Ter Naruto nessa posição já era perfeito, porém, vê-lo aproveitar do prazer que está dando é melhor ainda.

— Sua boca não é boa apenas para beijar, Sasuke. Deus do céu. — Esticando a mão, começou um cafuné nos lisos fios escuros.

Sua melhor resposta era colocar mais empenho no que fazia.

Ele tomou seu tempo nas partes mais baixas da região íntima do loiro, subindo lentamente para tomar o pênis alheio na boca, percebendo o quanto pingava de tesão. E sinceramente, não é muito diferente de como está a situação dentro de sua calça nesse momento. Naruto acariciava seus cabelos, com os olhos fechados e a respiração ofegante. Deuses, Sasuke consegue sentir o próprio pau clamando para estar dentro do menor.

Naruto estava se sentindo no Paraíso. Havia morrido e não fazia ideia de como foi que isso aconteceu. Sentia-se fervendo e prestes a explodir a qualquer momento. De todas as experiências sexuais que teve, esta estava começando com dois pés direitos. Sempre soube que chegar nesse momento com alguém que realmente gosta seria incrível, porém, se soubesse que seria assim, teria feito algum movimento antes.

Não querendo cortar o clima perguntando se havia lubrificante, o moreno deu os próprios dedos para que Naruto os chupasse, a fim de ajudar a entrar em seu interior, sua principal intenção era a de procurar pela sua próstata. Faria com que ele tivesse o primeiro orgasmo dessa maneira.

Assistir o loiro segurando sua mão enquanto desliza a língua por entre suas falanges, olhando em seus olhos estava sendo demais para sua cueca segurar. E claro que ele sabia disso, fazendo questão de gemer no ato como se estivesse praticando na intimidade do homem entre suas pernas.

Achando que já era o suficiente de provocações, Sasuke roçou a ponta de dois dedos na entrada do outro, avisando o que estava prestes a fazer. O moreno viu quando o loiro fechou os olhos para aproveitar a invasão, segurando os lençóis de sua cama, deixando que um longo gemido saísse de seus lábios quando Sasuke encontrou o ponto que procurava dentro do menor.

mesmo, mesmo. — Jogando a cabeça para trás, de sua garganta saiu mais um longo choramingo de prazer.

A constante do ritmo de suas digitais fez com que ficasse claro para Sasuke quando o ápice de Naruto estava próximo, suas pernas tinham espasmos, assim como o interior de seu ânus pulsava. Mantendo a cadência dos movimentos, pouco depois, o loiro gozou pela primeira vez. Gemendo da maneira mais manhosa que fosse possível o nome do parceiro. Ao escutar aquilo, Sasuke pensou que suas calças fossem estourar.

— Isso foi... Foi... — Naruto riu de si mesmo ao perceber não ser capaz de formular uma frase concreta. A respiração completamente irregular não o impediu de provar seu sabor na língua do outro quando foi convidado a dar mais um beijo. — Senta. Vou cuidar de você também.

Descendo da cama, Naruto ajoelhou no chão, vendo Sasuke se mover para sentar na ponta do colchão, o loiro não permitiu de primeira, começando a abrir o botão da calça do outro. Levantando os olhos para o Uchiha, após descer o zíper, o pano da cueca também seguiu para além das pernas compridas, foi então que ele tomou seu assento na cama. Naruto lambeu os lábios, sentia saliva acumulando na boca ao ver o implorante membro do maior em sua frente. Quantas vezes havia se fantasiado nesse momento? Não fazia a mínima ideia.

A respiração do mais velho tornou-se superficial quando o Uzumaki aproximou os lábios de seu objetivo. A expectativa estava clara na face branca de bochechas rosadas do Uchiha ao receber apenas um singelo beijo na glande. E não querendo provocar ou mesmo adiar a sua própria satisfação, Naruto fez o favor a ambos de tomá-lo boca adentro. Sasuke fechou os olhos, mesmo que quisesse gravar todos os segundos do que acontecia em sua mente, deixando o pescoço tombar para trás, liberou um grande suspiro para o alto.

Sua mão fazia carinho nos cabelos arrepiados do homem ajoelhado. E quando voltou a encará-lo, viu que os azuis estavam escondidos pelas pálpebras. Naruto com a boca cheia de si era a coisa mais luxuriosa que presenciou nesses últimos anos de vida. A vontade de puxá-lo para cima e enterrar-se nele era quase insuportável.

Olhando de cima, Sasuke vê a saia cobrindo a bunda do loiro. Mas na parte da frente está a clara evidência de sua excitação, fazendo uma tenda com o pano.

— Naru... — Ele o encarou. — Toque-se. Eu quero ver. — Arisada que soltou contra sua carne o fez gemer, não muito diferente do gemido que o loiro liberou quando deu atenção a si mesmo.

A visão era uma bela pintura erótica. Mesmo em suas mais detalhadas fantasias, Sasuke jamais havia conseguido pintar algo que se assemelhasse a esta realidade de agora. Quaisquer que fossem os seus pensamentos, ainda assim, não seriam suficientes para expressar o quão libidinosa é a cena.

Quando Naruto gemeu de forma mais intensa, o moreno entendeu, porém Sasuke não queria que Naruto gozasse mais uma vez. Não sem ser por suas mãos outra vez, e era o que parecia que iria acontecer em breve se não tomasse a atitude de tirar seu membro da boca alheia. Sendo assim, ele segurou a base de seu pênis, retirando-se da cavidade quente e úmida do outro homem, viu o fio de saliva que os ligava escorrer pelo queixo do menor. Naruto sorriu, lambendo os beiços para aproveitar o sabor que o Uchiha deixou ali. Inclinando para frente, o beijo trocado foi molhado e cheio dos sabores de seus próprios fluidos na língua do outro.

— Na gaveta. O lubrificante está lá — sussurrou.

Sem responder, Sasuke se esticou para abrir o compartimento da mesa de cabeceira, encontrando por ali muito mais do que procurou. Um sorriso ladino lhe ganhou a face. Tomando o que procurava, segurou Naruto pelo cotovelo, o levando até a parede mais próxima.

— Comprou aquele brinquedinho para usar pensando em mim? — Há pressa em todos os movimentos que faz para abrir e derramar o conteúdo do pote em seus dedos. — Hum?

— Idiota, eu comprei já pensando em você. — Empinou a bunda para o outro. A saia subiu, mostrando para o moreno toda a carne que antes estava escondida. Sasuke masturbou-se por uns momentos enquanto olhava para tudo aqui. Encharcando a mão para passar o produto onde iria entrar logo em seguida. E mordendo o lábio, um tapa alto foi deferido numa das nádegas do loiro. O escutando rir e balançar o quadril, Sasuke não podia lhe negar outro do lado contrário.

Se esfregando no meio das bandas da bunda do loiro, em uma profunda respiração, Naruto relaxou e se preparou para recebê-lo dentro, gemendo à medida que sentia seu interior ser preenchido. Quando sentiu as coxas de Sasuke contra si, um suspiro aliviado deixou seus pulmões.

O aperto firme do Uchiha em sua cintura é gostoso, assim como os simples beijos que recebe em seus ombros. Jogando a cabeça para trás convidou o moreno para beijá-lo, acariciando tudo o que conseguia do outro pela posição. Sasuke pulsa dentro de si, para Naruto parece que o membro do amante vai entrar em combustão pela quentura a qualquer momento. E rebolando de leve, foi a deixa para que ele começasse a mover-se lentamente, deixando que o Uzumaki se acostume com a invasão e seu tamanho.

Olhando nos olhos do Uchiha, Naruto gemia baixinho, entregando no colo do moreno todo o prazer que está sentindo no momento. E Deus sabe como esses gemidos estão soando, com toda a certeza, como um incentivo para o outro. Já que sua velocidade aumenta a cada nova bombada que dá. Além do apertão na cintura no menor ser cada vez mais intenso.

— Porra, Sasuke. — Ver os olhos do loiro rolando só deixa claro que está fazendo tudo do jeito certo. Ainda mais quando procurou o membro esquecido balançando entre as pernas dele.

— Não goze de novo. Não agora.

— Vai ser um pouco difícil se continuar metendo desse jeito enquanto me toca. — Naruto mordia o lábio para conter um pouco da voz.

— Geme pra mim, Naru. — O Uzumaki não podia deixar de obedecer, mesmo que quisesse, o prazer que sente não permite nem mesmo que tente provocar o outro com sua falta de vocal.

Quando as pernas do menor começaram a tremer, Sasuke sabia que estava chegando, mas não poderia deixar que acabasse assim tão rápido. E selando sua bochecha, retirou-se do reto de Naruto.

— Você é um filho da puta. — Faltava certeza de que havia sido coerente em sua fala.

— Vai pra cama. — Jogou a cabeça na direção do móvel. Movendo-se na velocidade que conseguia com suas pernas parecendo geleia, o loiro se deitou, recebendo o outro por cima, um beijo erótico foi iniciado. — Vira. Empina pra mim.

Naruto de quatro é outra visão que merece ser gravada profundamente na mente de Sasuke. A bunda redonda erguida, a meia chegando quase no meio das coxas, e a saia não fazendo o mínimo de trabalho de cobrir qualquer coisa. Encaixando a mão na cintura da saia, enrolou o pano no pulso, usando disso como alavanca para cadenciar suas investidas quando estava dentro novamente. Deitando a cabeça no colchão, Naruto agarrou os lençóis com força, o quadril estava o mais alto que conseguia deixar. E que bom que estava, porque Sasuke não deixava nada a desejar do uso que estava fazendo de seu corpo.

O quarto estava cheio de sons obscenos, fosse o barulho das peles se encontrando, os tapas deferidos ou a voz manhosa de Naruto gemendo para o outro. Assim como Sasuke não deixava de despejar sua voz para os ouvidos do parceiro. O cheiro de sexo e intimidade também domina completamente o local onde estão, deixando-o abafado, quente, fazendo com que os dois homens suem não apenas pelo ato em si.

Quando foi virado de frente outra vez e beijado, foi um beijo gostoso. Com os braços do loiro cruzados atrás do pescoço do moreno. Recebendo seus lábios no pescoço, Sasuke descia lentamente, puxando a saia para despir seu amado, além de retirar suas meias também.

— Eu te quero assim agora. Sendo só você. Nu, para mim e só.

O ritmo foi menos acelerado, porém a mesma intensidade ainda estava presente. Com o ricochete das coxas de Sasuke contra a bunda de Naruto. Com os lábios se chocando de maneira furiosa, e os olhos se encontrando com fervor, não escondendo nem um pouco dos sentimentos que sentem — mesmo que o maior deles neste momento seja o tesão.

A voz do loiro era baixa, somente para que o outro a escutasse, mas não permaneceu dessa maneira quando notou a proximidade do novo orgasmo. Sasuke manteve a cadência de suas investidas, tomando a tarefa que Naruto começou tocando-se.

— Vai, goza pra mim de novo — sussurrou no ouvido do mais novo. E novamente Naruto não tinha como não obedecer ao que foi dito.

As compressões que o interior do menor fazia em seu membro, não ajudava em nada na excitação do moreno. Sendo assim, não demorou muito para que o Uchiha acompanhasse. E Naruto sentiu os jatos quentes preencherem seu canal. Encarando o jovem por baixo, Sasuke beijou seus lábios com carinho. Naruto o abraçou, mantendo-o por perto quando fez menção de afastar-se.

O silêncio finalmente se fez presente. O Uzumaki acariciava a face do mais velho, olhando e admirando todos os traços de seu rosto. Decorando as linhas que tanto já conhece, afinal, não foram poucas as vezes que o assistiu dormir. Não muito diferente do que Sasuke já fez quando teve a oportunidade. E olhando o rosto de Naruto aqui de perto, ele parece tão lindo quanto se recorda, com a testa brilhante de suor, as bochechas coradas e os lábios vermelhos pelos beijos. Beijos esses que mais uma vez se iniciavam.

Naruto realmente gostou desta troca, principalmente ao sentir como as mãos de Sasuke o acariciam, sem qualquer nova intenção de levar as coisas para a intimidade outra vez.

— Um banho? — questionou o moreno minutos mais tarde.

— Um banho — respondeu rindo.

— Na banheira? — o loiro concordou.

Sasuke ligou a torneira da banheira e a esperou encher, chamando Naruto para o banheiro quando finalmente tudo estava pronto. Ambos tomaram o pouco tempo sozinhos para raciocinar o que de fato havia acabado de acontecer. Nenhum dos dois, para começo de conversa, poderia negar que foi o melhor sexo de suas vidas. O que viria depois, teria de ser posto em palavras para compreender o que fizeram e o que farão.

Sentaram um de frente para o outro. O silêncio no ambiente não é exatamente confortável, é possível ver todas as engrenagens girando dentro da cabeça de cada um.

— Então, ainda somos amigos?

— Amigos? Amigos não fodem do jeito que você me fodeu, Sasuke.

— Não, claro que não. — Ria satisfeito. — Foi incrível. — Encarou o loiro. — Você é incrível. — Suspirou. — Não falo do que fez com a boca ou a forma como empina a bunda, muito menos do beijo maravilhoso que tem. — Há um sorrisinho em sua face recordando o que aconteceu meros minutos atrás. — Mas, você me fascina, Naru. Sou doido por você desde o colegial. Desde que percebi que não deveria te desejar. Que não deveria querer você como mais do que somos. Você sempre foi o motivo das minhas melhores risadas, e das melhores manhãs quando acordamos juntos.

— Gosto de você também. — A voz foi baixa, surpresa, apesar de ele saber que não deveria estar, afinal, tudo o que fizeram tinha um quê a mais além da satisfação, isso era evidente.

— A grande questão é que não gosto de você, Naruto. — Rolou os olhos, movendo-se na água para estar quase por cima do loiro. — Eu te amo. Sempre amei. — Ouvindo a recíproca do Uzumaki, eles se permitiram um beijo apaixonado, com zero segundas intenções. — Precisou você ficar endividado, vender fotos na internet e alguém pedir um role play para admitirmos?

— Aparentemente. — Sua risada foi gostosa.

— Somos dois adultos, deveríamos ter um pingo de vergonha.

— Eu, sinceramente, prefiro você bem sem vergonha. Mas, namorando comigo. — Roçou seu nariz no dele.

— Está me pedindo em namoro?

— Não, você vai me pedir em namoro. — Os dois riram, pensando em concluir o banho que começaram. — Ainda precisamos tirar as fotos — Naruto comentou quando voltou para o quarto e viu a bagunça que estava no ambiente.

— Podemos fazer isso agora. Aproveitar que toda a excitação já foi drenada.

— É uma boa ideia.

E assim foi feito, levou pouco mais de uma hora até que eles tivessem bons materiais em mãos, teria sido mais rápido se eles não ficassem entre carícias e olhares durante toda a sessão. Sasuke analisa as imagens na câmera, enquanto o loiro o observa da cama, ainda não consegue acreditar que as coisas foram para lugares inesperados tão rapidamente.

— Não liga que eu esteja fazendo isso? Digo, vamos namorar, não vamos? Tudo bem para você?

— Uma pergunta de cada vez. — Voltou os olhos para o menor. — Não, não ligo que esteja vendendo essas fotos. Já que apenas eu tenho acesso físico a todos os atributos que o homem nelas apresenta. E sim, vamos namorar. Acha que levei esse tempo todo sem me declarar para simplesmente te ter uma vez e te deixar para lá? — Ergueu uma sobrancelha.

— Você não é louco de me deixar na mão depois do que fez comigo. Foi o melhor sexo da minha vida. — Se jogou para trás, os braços abertos. Sasuke abriu um pequeno sorriso ao escutar essas palavras, estava satisfeito com seu desempenho, e feliz que deixou Naruto da mesma forma.

O pedido de namoro oficial veio mais ou menos uma semana mais tarde. O Uchiha chegou na casa de Naruto enquanto o mesmo ainda estava no trabalho. Em suas mãos, além da aliança, estavam dois buquês de flores, chocolates e algumas velas aromatizantes. Um dos buquês ele usou para tirar as pétalas das rosas e jogar pela cama, assim como as velas foram dispostas pelo quarto. O jantar preparado foi simples, porque ele não tem os melhores dotes dentro da cozinha.

Claro que Sasuke estava se sentindo nervoso enquanto esperava o loiro. Tanto havia idealizado o momento que colocaria uma aliança em seu dedo, e agora, prestes a isso acontecer, não faz ideia de como se sentir. Tudo parece um sonho, um dos bons, pelo menos.

Naruto não poderia ter ficado mais feliz quando escutou a famosa frase “Quer namorar comigo?"saindo da boca de Sasuke. Havia tido um dia de merda no trabalho, e todo o cuidado que o Uchiha teve em preparar algo para os dois fez seu coração derreter em amor.

— Pretendo te fazer feliz todos os dias — Sasuke sussurrou com seus lábios roçando os do loiro.

— Idiota, você me faz feliz desde que me fez uma pergunta, isso há muito tempo atrás. — Aconfusão no rosto do moreno o fez rir. — Quando perguntou qual o meu nome no primeiro dia de aula.

17 de Abril de 2021 às 21:00 0 Denunciar Insira Seguir história
9
Fim

Conheça o autor

Adrielle Victória Algumas das histórias estão exclusivamente no Spirit, sintam-se à vontade para dar uma olhada (°◡°♡) Fuyuka Hideki

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~