Conto
0
3.8mil VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

AMIZADE PARTIDA

Meu partido é um coração partido", vociferava Cazuza, no limbo de sua existência.

A gente investe tudo, até mais que o limite da imprudência em relacionamentos de amizade que deveriam durar para sempre, como nas fábulas infantis.

Chegamos mesmo a deixar de cultivar outros convívios latentes e pagamos por isso.

Terminamos como aqueles pobres animais puxadores de carroça, com suas viseiras que só os deixam enxergar à frente.

Ou seja, ficamos quase cegos e insensíveis às inúmeras possibilidades que a vida nos proporciona.

O problema é que este único caminho à frente pode não levar a lugar algum.

A estrada pode sumir num grande buraco (como alguns inacreditáveis engolindo carros e pessoas nestas tempestades de verão) ou pode terminar de repente no vazio.

Ficam então a incredulidade e a impotência.

Como chegamos até ali e de repente o nada?

Procuramos refletir de quem é a culpa, se nossa ou dos outros ditos amigos.

Estes, por sinal também humanos, devem estar igualmente estupefatos, penso eu.

Ou talvez não. Talvez apenas mais uma ridícula pretensão minha...

Mas sepultados os momentos passionais, à luz da razão, percebo não haver culpados.

Há sim seres imaturos e intolerantes, que se pensam capazes de altruísmo e amizade eterna, mas em verdade narcisos e ensimesmados.

Todos ouvimos que amigos verdadeiros se contam nos dedos.

Mas lembremo-nos que temos dez dedos e a quatro mãos pelo menos vinte.

A lição que fica é que não devemos nos restringir.

Vamos deixar nosso radar ainda ligado à procura de humanidades concretas, mas devidamente vacinado, ante às vicissitudes mundanas.

E quanto à "amizade", parodiando Vinícius: "que seja infinita enquanto dure"...

18 de Março de 2021 às 13:58 4 Denunciar Insira Seguir história
5
Fim

Conheça o autor

Max Rocha Um Fantasma literário ou alguém que apenas gosta de escrever... me interesso por ficção histórica e científica, suspense, misticismo e mistério com um toque de humor. Às vezes enveredo pelo tom crítico e motivacional do cotidiano. Escrevo ouvindo música instrumental relacionada com o tema no Spotify, ao lado da Duda, minha cadela australiana de 5 anos. The Phantom (O Fantasma) foi criado por Lee Falk, em 1936.

Comente algo

Publique!
Afonso Luiz Pereira Afonso Luiz Pereira
Amigos, você tem razão, dá para se contar nos dedos. Na vida real já é difícil de ampliar este pequeno e seleto grupo, imagina fazê-lo no mundo digital. Tenho amigos de ambos os mundos, mas faz um bom tempo que não os vejo, mas pra mim são amigos, do mesmo jeito.
March 19, 2021, 02:36

  • Max Rocha Max Rocha
    Amigos são escolhidos, por interesses comuns e afinidades. O fato de assim o serem por opção e não por imposição traz uma oportunidade ímpar... March 19, 2021, 02:52
Welington Pinheiro Welington Pinheiro
Já passei demais por isso. Um bom amigo é algo tão precioso que não conseguimos desprezar com as frustrações deixadas pelos anteriores. Espero que esteja tudo bem por aí, irmão.
March 18, 2021, 15:06

  • Max Rocha Max Rocha
    Amizade é como o ar que respiramos. Essencial... March 19, 2021, 02:28
~