arnaldo-zampieri Arnaldo Zampieri

"Não tenho obrigação de ajudar nenhuma pessoa. Se realmente estão precisando de alguma coisa, aguardem no portão de minha casa na terça e eu, talvez, cederei meio quilo de farinha"


Conto Todo o público.

#conto
Conto
0
1.4mil VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Sobre o Inimigo que todos precisam

Meio da tarde da Sexta feira. Quarenta graus. Perguntado sobre como ajudaria as pessoas que estão com dificuldades financeiras nessa situação que vive a cidade, o Barão apenas passou um lenço de pano na testa franzida, levantou e saiu da sala do padre em silêncio. Atitude considerada normal, afinal ele já era conhecido pelas poucas palavras e pela personalidade fria e arrogante. O inimigo do povo, que manda prender e manda soltar, que manda nascer e manda matar.


Ele foi até a rádio da cidade e pagou um alto valor para tirar o microfone da mão do comunicador e fazer um anuncio aos berros: "Não tenho obrigação de ajudar nenhuma pessoa. Se realmente estão precisando de alguma coisa aguardem no portão de minha casa na terça e eu, talvez, cederei meio quilo de farinha".


Como era apenas meio quilo de farinha, muita gente nem foi até a casa. Não foram porque consideraram que era uma insignificância, e que não precisavam desperdiçar o seu tempo em algo assim. Melhor criar os novos xingamentos direcionados ao Barão e espalhar pela cidade, afinal "Gente rica é tudo farinha do mesmo saco".


Então, só foram os que realmente precisavam de ajuda, aqueles para os quais este meio quilo de farinha significava muito. Esses, que eram 4 pessoas, quando abriram os pacotes de farinha em suas casas, encontraram um cheque de 25 mil dólares e um bilhete escrito à mão que dizia "Não conte à ninguém ou mato você e toda sua família. Boa sorte!". Ou seja, o dinheiro foi dado a quem realmente precisava. E o Barão seguiu com sua fama, o inimigo que todos precisam, aquele que leva a culpa pela falta de sorte de todos os outros.

25 de Março de 2021 às 12:35 3 Denunciar Insira Seguir história
4
Fim

Conheça o autor

Arnaldo Zampieri Assimétrico como a vida é o meu trabalho. Dividindo essa existência em: Composições, crônicas, contos, poesias e HQs.

Comente algo

Publique!
Max Rocha Max Rocha
Por trás dos corações frios e de toda sisudez, sempre há de haver algo que valha a pena. Do cavalo dado, não se olham os dentes... pelo menos assim pensam os verdadeiramente necessitados. Mas a maioria não percebe a graça recebida...
Ruana Aretha Ruana Aretha
Tu tens uma crítica especial e bem enraizada , não exagera nas palavras , tudo é pensado e na medida certa. Tu conduz o leitor na tua esfera e sempre tem uma surpresa no final, acredito que o leitor deve pensar ' qual tema e o que de inesperado acontecerá no próximo conto?'. Obrigada pela leitura.
April 15, 2021, 14:49

  • Arnaldo Zampieri Arnaldo Zampieri
    Obrigado pelas palavras. Fiquei sem resposta, sou grande fã dos teus textos e não consigo expressar como foi significativo pra mim teu comentário. =) April 15, 2021, 17:50
~