brunadonde Bruna Dondé

Augusto não acredita no que não pode ver e busca explicações plausíveis para cada acontecimento.


Conto Todo o público. © Todos os direitos reservados

#flashfiction #HistóriaCurta
Conto
0
2.5mil VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Ameaça inconsciente?

Augusto acordava no meio da noite com a sensação de estar sendo observado. Quando abria os olhos não enxergava nada além da escuridão em seu quarto. Não acendia a luz por medo de ver algo que não queria, então fechava os olhos e voltava a dormir. Pela manhã, foi até a cozinha tomar café e encontrou um envelope sobre a mesa. Não lembrava de ter recebido alguma correspondência e deixado ali. Abriu o envelope, era uma carta.

“Oi, Augusto. Por enquanto está tudo bem contigo, tenho certeza. Você não me conhece, mas eu sei exatamente quem você é e quem você será. Como? Eu sou você. Não queria te assustar, então deixei o envelope na mesa e voltei para a minha realidade. Sabe, a vida é feita de ciclos, existem dias incríveis e dias terríveis.

Você é um jovem confiante, de apenas 23 anos, recém formado e vivendo tranquilamente no apartamento comprado pelos teus pais. Você sabe o que quer da vida, mas nem sempre as coisas acontecem como foram planejadas. Por muito tempo você controlará cada pessoa ao teu redor, essas pessoas farão o máximo por ti e você as descartará quando atingir teu objetivo. Frequentemente tenho vergonha de ter sido o que você está se tornando.

Ao longo do tempo você será duramente criticado (e com razão) por achar que é invencível e que ninguém é tão bom quanto você. Não será assim pelo resto da tua vida, felizmente. Só eu sei o quanto é necessário você passar por cada processo que eu já passei. Em determinado momento tudo vai piorar, teu mundo vai desabar. Você vai aprender que ninguém cresce sozinho e aos poucos vai enterrar teu ego.”

Sentiu-se atordoado com o que acabara de ler. O final soava como ameaça. Nunca acreditou em viajantes do tempo, era impossível existir um Augusto do futuro voltando ao presente. Concluiu que sofria de insônia e que ele mesmo havia escrito aquela longa mensagem. De qualquer forma, faria o possível para não ser o Augusto da carta.

20 de Fevereiro de 2021 às 16:48 5 Denunciar Insira Seguir história
8
Fim

Conheça o autor

Bruna Dondé Bebedora de café, escritora de histórias incompletas, fotógrafa, gateira, leitora (aceito livros de presente, sempre).

Comente algo

Publique!
Isís Marchetti Isís Marchetti
Olá, Bruna! Tudo bem com você? Faço parte do Sistema de Verificação e venho lhe parabenizar pela Verificação da sua história. Augusto é o famoso Tomé, só vendo com os próprios olhos para crer, mas o que mais me chamou a atenção no seu conto não foi esse pequeno detalhe e sim pelo fato dele acreditando ou não em quem quer que seja que tenha escrito aquilo, decidiu que seria uma pessoa melhor dali para frente sozinho. Uma escolha que qualquer um de nós pode fazer hoje em dia, querer que o amanhã possamos ser melhores do que fomos hoje. Apesar disso, eu realmente fiquei fascina com a forma que você escolheu para que ele pudesse cair em si e buscar a plenitude dali para a frente. Bom, vamos lá. A coesão e a estrutura do seu texto estão fantásticas. A narrativa está simples, mas muito impactante e a forma com que você tocou em um assunto importante, mas de um jeito muito discreto, ficou perfeita. Eu não sei se era exatamente isso que você pretendia ao publicar esse texto, mas foi isso que ele me passou. Quanto ao personagem, apesar de ser muita pouca informação, podemos dizer o quão “ruim” ele era antes e que decidiu por conta que mudaria. Eu realmente queria ver a evolução dele como pessoa, me parece que seria um ótimo conteúdo, quem sabe não estou te dando uma deixa agora, haha. Quanto à gramática, seu texto está muito bem escrito, simplesmente maravilhoso e eu adorei a oportunidade de poder lê-lo. No mais, é um conto incrível! Abraços.
March 13, 2021, 17:51

  • Bruna Dondé Bruna Dondé
    Cada comentário que recebo é muito importante pra que eu continue escrevendo. Vou pensar sobre, quem sabe um dia, o Augusto ter uma história mais detalhada. March 13, 2021, 20:01
Brito Brito Brito Brito
Sonho ou Realidade, nao importa, o medo do futuro sempre é real!!!
February 21, 2021, 01:23

  • Bruna Dondé Bruna Dondé
    Futuro é complicado, sempre incerto. February 21, 2021, 14:53
Arnaldo Zampieri Arnaldo Zampieri
O mistério é tão legal. Nunca saberemos se foi um conselho ou uma manipulação. Teus textos têm essa parada de lermos e depois ficarmos com as reflexões. =)
February 20, 2021, 16:59

~