izzy02 Izzy Hagamenon

Se sentir presa a alguém é se sentir impotente, se sentir em constante angústia. Pode ser um sentimento avassalador que nos faz buscar desesperadamente pela liberdade.


Histórias da vida Impróprio para crianças menores de 13 anos. © Todos os direitos reservados

#medo #239 #presa
Conto
2
5.5mil VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Grilhões

Estou presa com pesados grilhões nos meus braços e pernas, tenho correntes em volta do meu pescoço também. Entro em desespero, me debato e tento quebrar os grilhões, mas nada acontece. Fecho os meus olhos e começo a chorar, enquanto choro ouço passos, quando abro meus olhos novamente vejo a pessoa que me prendeu na minha frente. Começo a chorar ainda mais.

Tento gritar para ela me soltar, mas a minha voz não sai da minha garganta, a pessoa vê que estou tendo dificuldades em falar e começa a rir de mim. A esse ponto eu não me importo mais com o meu orgulho, ou qualquer coisa do gênero, me ponho de joelhos e eu começo a gesticular que quero ser liberta, que quero sair dali.

Mesmo implorando, a pessoa não se importa e chega a dizer que sou burra por achar que ela o faria. Ela diz que enquanto tiver algo para ganhar, ficando comigo, ela nunca me deixaria.

Entro em pânico. Como a minha vida se resumiu a isso? Por que ela tem que querer algo que não é dela? Até que ponto a gula que os humanos têm por dinheiro pode chegar? Somente quando eu não tiver nada para ela que ela me deixará em paz?

E pensar que eu teria que perder tudo só para poder me livrar de alguém. Tento não pensar nisso, afinal, ter esses grilhões retirados de mim não tem preço. A liberdade custa caro, mas vale a pena. Se tudo que eu tinha não era utilizado por mim, então não fará diferença. Sem contar que, tudo que for verdadeiramente meu irá retornar um dia.

11 de Fevereiro de 2021 às 02:57 1 Denunciar Insira Seguir história
5
Fim

Conheça o autor

Izzy Hagamenon Apenas uma jovem mulher que gosta de colocar seus sentimento no papel, uma que tenta transmitir seu ponto de vista sobre o acontece no mundo.

Comente algo

Publique!
Isís Marchetti Isís Marchetti
Olá, Izzy! Tudo bem com você? Faço parte do Sistema de Verificação e venho lhe parabenizar pela Verificação da sua história. Seu conto me fez refletir sobre uma coisa, de que nossas amarras na verdade são causadas por nós mesmo. As nossas vontades nos aprisionam, nossos querer e os nosso eu, tudo é uma corrente que nos prende e faz de nós cativos de quem somos, e por mais que tentemos mudar algumas coisas para não se sentir preso, nada vai mudar, pelo menos não nesse aspecto. Bom, fora meu devaneio eu preciso dizer o quanto eu gostei desse conto e acho que ele vai fazer com que muitas pessoas parem e pense sobre o que é que amarra elas. A forma com que ela gritava tentando pedir ajuda ficou muito forte, não era só um pedido de socorro. Mas vamos lá. A coesão e a estrutura do seu texto estão ótimas. A narrativa está simplesmente surpreendente e eu me senti no lugar da sua vítima, inclusive fiz questão de olhar em meus pés para ter certeza de que não estava também presa. Todo o sofrimento e a angustia que ela passou ficou claro e muito real. Quanto aos personagens, é um pouco difícil dizer sobre já que não adentrou mais fundo, não tem um nome, não tem um o que levou a estar ali, mas em momento algum isso diminuiu a importância, é claro. Quanto à gramática, seu texto está muito bem escrito e desenvolvido, proporcionando uma leitura agradável e fluida. No geral é um ótimo conto. Abraços.
February 11, 2021, 21:14
~