alexisrodrigues Alexis Rodrigues

Metanoia: na psicologia, processo de reforma da psique, forma de autocura. Mia é a única herdeira do bilionário Tony Stark, e tal como o pai, cresceu como uma criança prodígio. Dividindo seu tempo entre a casa do pai e a casa da mãe, a socialite Emma Frost, ela tentará encontrar seu lugar no mundo enquanto ajuda seu pai em metanoia, acabando, ela mesma, entrando no mesmo processo.


Fanfiction Filmes Impróprio para crianças menores de 13 anos.

#UniversoAlternativo? #Pré-HomemDeFerro #tept #oc #EmmaFrost #tonystark #homemdeferro
0
589 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo A cada 15 dias
tempo de leitura
AA Compartilhar

Prólogo

Disclaimer grandão que vocês precisam ler pra se situar: Metanoia é a versão reescrita de uma fanfic minha originalmente postada no Nyah Fanfiction, chamada Roads Untraveled (de 2012).

Naquele tempo, a Mia era meu self-insertion disfarçado, e as origens dela eram muito bagunçadas porque eu enfiei ela de último minuto dentro do universo das minhas fanfics do MCU e praticamente tudo no roteiro daquela fanfic foi uma enorme forçação de barra da minha parte. Naquela fanfic a Mia era uma mulher adulta em seus 20 e poucos anos, que teve um lance com o Loki e depois se envolveu com Clint Barton quando entrou para a SHIELD. Aqui as origens dela são completamente diferentes (apesar do ship que dá origem a ela ~FrostIron, Emma e Tony, ainda ser o mesmo da fanfic de 2012).

Eu não pretendia postar essa fanfic agora porque, tecnicamente, essa era a segunda fanfic a ser reescrita por ordem cronológica, mas minha cabeça decidiu que essa será a primeira agora. A ordem das fanfics era Remenissions (2012, Loki x Nemesis), Roads Untraveled (2012, Mia x Clint) e Black Heart (Erika e Bucky).

A nova ordem cronológica será Metanoia (Mia não tem ship aqui, ela é uma adolescente), All The Stars (Erika Storm vai voltar nessa fic, o ship ainda não foi definido) e A New Way to Bleed (Nemesis vai voltar nessa também). Essas 3 fanfics farão parte do crossover das minhas fanfics do DCEU (Redamancy se inicia na metade de 2008) com as do MCU.

Essa fanfic é ambientada pré-eventos (uns meses antes) do Homem de Ferro 1. Steve Rogers não descongelou em 2011, conforme é mostrado no final de O Primeiro Vingador. Não teremos Bruce Banner/Hulk nesse universo, Pepper Potts e Tony não serão um casal e não teremos Morgan Stark (mesmo eu gostando muito dela, eu tinha criado a Mia muitos anos antes da Marvel decidir nos agraciar com o Tony tendo uma filha nos cinemas).

Espero que gostem :3

~

Quando as pessoas me perguntavam sobre como eu me sentia em ser filha do Homem de Ferro, eu costumava pensar em um número de coisas. Pensava em como eu me sentia orgulhosa do fato de ele parar de produzir armas e em como eu estava ansiosa para trabalhar com ele em projetos de energia autossustentável que fossem amigáveis ao meio-ambiente. Pensava em como eu me divertia criando coisas com ele e das enrascadas em que eu me meti quando segui alguns dos seus conselhos.

Mas a parte que ninguém costuma perguntar é como era ser a filha dele quando as coisas ficaram ruins. Como foram os dias em que nós pensávamos que ele estava morto, quando alguns acionistas começaram a se alvoroçar com a ideia de que eu assumiria a empresa em alguns anos se no fim das contas ele estivesse morto.

Ninguém perguntou sobre como foi ficar ao lado dele quando o Transtorno de Estresse Pós-Traumático começou a dar as caras, ou sobre como era passar meia hora tentando convencer seu próprio pai de que ficar setenta e oito horas acordado sem pausas não era saudável e que ele provavelmente deveria dormir para não acabar morrendo, e nem mesmo como era pra mim acordar com os gritos dele no escuro, mesmo que eu estivesse em um quarto distante do dele.

Não, essa parte, a parte feia de ser filha de alguém que se auto intitulou herói não é do interesse de ninguém. ‘‘Eles têm dinheiro, podem pagar terapia’’.

Se ao menos pudéssemos nos dar ao luxo de ir a terapia e confiar em estranhos.

As pessoas têm uma imagem dele, uma imagem de homem intocável e imparável que ele gosta de alimentar, uma que eu sei que não é totalmente verdadeira. Custa muito caro, e não estou falando de dinheiro. O papel de um herói é muito caro de se exercer.

O problema é que eu não fazia ideia disso.

26 de Janeiro de 2021 às 02:40 0 Denunciar Insira Seguir história
1
Leia o próximo capítulo Capítulo 1

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 1 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!