selenakmaiko Selena Maiko

Hinata não saberia dizer qual a última vez que havia se sentido tão angustiada, mas certamente não transpassaria a dor que estava sentindo naquele momento ao ver seu pai e seu tio carregando o corpo sem vida de sua mãe até o caixão. Mas de repente um sorriso de um certo loiro deu a ela uma esperança novamente.


Fanfiction Anime/Mangá Todo o público.

#romance #Selena-Maiko #naruhina #naruto
0
513 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Capítulo Único

BETAGEM POR @hyn

Hinata não saberia dizer qual a última vez que havia se sentido tão angustiada, mas, certamente, não transpassaria a dor que estava sentindo naquele momento ao ver seu pai e seu tio carregando o corpo sem vida de sua mãe até o caixão.

Nada fazia mais sentido para ela. O gyokuro* que tomava para se acalmar não era mais a mesma coisa sem sua mãe ao lado para reclamar do sabor forte do mesmo.

Neji estava ao lado da garota de olhos perolados, dando assistência emocional e física caso a mesma passasse mal durante o caminho. A família Hyuuga estava a caminho do velório, quando a azulada pediu a Neji para parar na floricultura Uzukaze, a mais famosa da região. Queria comprar algumas flores para colocar no túmulo de sua mãe.

A Hyuuga adentrou o estabelecimento de cabeça baixa, procurando timidamente por alguns lírios. Seus olhos passaram por toda a decoração do lugar, percebendo que era simples e rústica, mas muito bonita e bem cuidada.

— Hinata-sama! — saudou o dono do local, Minato Namikaze. Minato era amigo de seu pai e, consequentemente, da família Hyuuga. — Chegou ao meu conhecimento a notícia. Tem os nossos sentimentos. — declarou o loiro, com pesar. — Veio pegar flores para ela, estou certo? Peço o seu perdão, mas estou ocupado com algumas coisas agora. Meu filho Naruto irá atender a senhorita com todo o prazer. Não é, filho? — A figura alta indagou, indo para os fundos do estabelecimento. Cuidando de algumas prateleiras, estava um rapaz bem mais baixo do que Minato.

— Claro, pai! — Um loiro animado respondeu com um sorriso e virou-se para a garota. — Hinata-sama… — O mesmo prestou reverência. — Diga-me, qual o motivo que a traz aqui?

Hinata arregalou os olhos incrédula. Toda a cidade sabia da notícia, estava em todos os jornais! Por que aquele rapaz não sabia?

— Desculpe, falei algo errado? — O loiro mais novo perguntou, com um semblante triste.

— N-Não… Desculpe, só fiquei um pouco surpresa. — A adolescente deu um sorriso desconcertado. — Minha mãe faleceu e eu vim comprar algumas flores para o velório. — Um semblante triste brotou na face da menina.

— Meus sentimentos, Hinata-sama. — O jovem proferiu, desgostoso. — Sua mãe deve ter sido muito querida por todos. Afinal, era esposa do chefe do clã Hyuuga e mãe de sua herdeira. Mas tenho certeza que ela está em um lugar melhor agora. — sorriu triste. — Quais eram as flores preferidas dela?

— Gardênias brancas. — A garota anunciou, sorrindo um pouco e lembrando do carinho que sua mãe tinha por essa flor.

— Vou preparar um buquê agora mesmo. Tenho certeza que ela vai adorá-las. — Naruto sorriu meigo. — Sabia que cada flor tem um significado? E cada cor também?

— Não, não sabia. — A azulada demonstrou interesse. — O que gardênias brancas querem dizer?

— Gardênias significam graciosidade. E o branco inspira inocência, perdão, paz e lealdade. Acho que por isso sua mãe gostava tanto delas. — O rapaz sorriu enquanto pegava as flores no alto da prateleira.

— E camélias roxas? — perguntou, curiosa.

— Camélias inspiram honestidade e justiça. Já o roxo significa dignidade, lealdade, nobreza e realeza. O que combina perfeitamente com a senhorita, já que é uma princesa. — O loiro percebeu o que disse e corou intensamente. — Q-Quer dizer… A s-senhorita é a futura líder do clã Hyuuga, não é? — Naruto se atrapalhou.

Hinata riu da reação do rapaz. Ele estava vermelho e envergonhado.

— Agradeço o elogio. — Hinata sorriu meiga com as bochechas vermelhas e ficou com uma pulga atrás da orelha sobre uma coisa. — Naruto, certo? Posso fazer uma pergunta?

— Já fez duas. — Naruto riu. — Vou conceder a terceira porque a senhorita é muito bonita. — piscou.

— Qual a sua flor favorita e o significado? — A azulada corou com o elogio e sorriu timidamente.

— Gosto de muitas flores, afinal, sou florista. — riu consigo mesmo. — Mas se eu fosse escolher uma flor para ser a minha favorita, escolheria o girassol. Significa poder e energia. E o amarelo inspira confiança e alegria.

— Combina com você. Alegre e com energia de sobra. — Hinata sorriu corada.

Naruto terminou de embrulhar as gardênias e entregou-as para a Hyuuga, que virou-se para ir embora. Quando estava saindo pela porta, Naruto a chamou.

— Hinata-sama! — A perolada virou-se, com curiosidade. — Nunca deixe nada apagar seu sorriso. A senhorita tem um sorriso lindo. — O loiro sorriu com as bochechas vermelhas. O sorriso mais bonito que Hinata tinha visto até então.

— Obrigada… Naruto-san. — Hinata sorriu meiga e saiu pela porta. De repente a morte de sua mãe não pareceu mais como se o mundo tivesse acabado. Quem diria que um sorriso melhoraria seu dia? O sorriso de Naruto deu a Hinata uma esperança. Uma esperança de que tudo poderia melhorar.


~~~


Seis meses se passaram e Hinata passou a visitar o loiro toda semana. Toda quinta-feira ao meio dia Naruto esperava ansioso, porque logo sua melhor amiga iria chegar. Dia 17 de dezembro daquele ano não foi diferente. Meio dia e cinco, a perolada estacionou a sua bicicleta na floricultura e sorriu ao entrar e ver o jovem Uzumaki.

— Hinata-chan! — Naruto beijou a testa da garota. Um gesto afetivo entre eles. — Como foi a escola hoje? — perguntou com um sorriso e viu o semblante da menina mudar para irritadiço.

— Foi horrível! Ino e Tenten zombaram de mim de novo! Ontem foi festa de fim de ano. Elas jogaram ponche em meu vestido e me tacaram na piscina! Por sorte a diretora viu na hora e eu fui à casa de Sakura tomar banho e trocar de roupa. Mas se eu tivesse chance iria agarrar as duas pelo cabelo e… — Hinata contava a história com ansiedade e raiva.

— Hinata-chan… — Naruto segurou nas mãos dela, a olhou nos olhos e disse: — Quando alguém lhe atirar uma pedra, atire uma flor.

— Como assim, Naruto?? — Hinata indignou-se. — Desde que era pequena que essas duas infernizam a minha vida e eu vou atirar uma flor?!

— Eu sei que é difícil. — Naruto sorriu meigo, fazendo Hinata corar. — E não disse isso ao pé da letra. O que quero dizer é que se alguém for mau com você, não retribua com maldade, porque você não é assim, de um nível tão baixo. Você vai dar a elas o que elas querem: atenção. Da próxima vez, por mais difícil que seja, não revide e seja gentil. Ignore o comportamento delas. Vai ver como elas vão mudar com você. Sempre há flores para aqueles que querem vê-las. — O loiro terminou com um sorriso. — Você é gentil e bondosa, Hinata-chan, seja assim com todos.

— Você parece tão sábio, Naruto-kun. — ela disse, admirada. Naruto riu.

— Nossas experiências moldam o nosso caráter. Já passei por algumas situações e por isso hoje posso ajudar quem está passando pela mesma coisa. — O rapaz sorriu e pegou um embrulho na prateleira, entregando-o a Hinata. — Só abra quando estiver em casa. — ele piscou.

E a tarde se passou normalmente. Hinata agradeceu o embrulho e pegou sua bicicleta, voltando para casa com ansiedade e curiosidade para ver o que Naruto fizera para si. A perolada deixou o embrulho em cima da cama, tomou um bom banho para tirar o estresse daquele dia e voltou para o seu quarto, sentando na cama e admirando o embrulho que Naruto havia feito. O loirinho havia feito uma caixa pequena de papelão com um laço de fita azul escuro. Na tampa brilhava um girassol artificial. Hinata abriu-a cuidadosamente e uma Camélia roxa foi revelada. Em cima dela, havia um bilhete dourado, que ela abriu com carinho:


"Hinata Hyuuga,


Fazia muito tempo que estava procurando o presente perfeito para dar para você. E finalmente o encontrei. Essa camélia é especial e passou por modificações para não morrer. Desde o dia em que te conheci na morte de sua mãe, admirei seu jeito e sua beleza. Você é uma guerreira, Hinata. E eu sei que poderia ter qualquer homem aos seus pés em um estalo de dedos. Afinal, você é inteligente, bonita, gentil e muito especial. Me sinto honrado em ter como melhor amiga uma princesa tão incrível. E estou tomando coragem agora para fazer a pergunta talvez mais decisiva da minha vida: Hinata Hyuuga, aceita sair comigo? Darei o tempo que precisar para pensar com carinho.


Do seu admirador não tão secreto,


Naruto Uzumaki."


Os olhos perolados se encheram de água, com emoção. Hinata tinha muito carinho pelo filho de Minato e é claro que aceitava! Nem pensou duas vezes antes de pegar o celular e mandar uma mensagem para seu pretendente:


É claro que eu aceito, Naruto-kun! <3

Obrigado por me dar uma chance, Hinata-chan!

Está disponível no sábado do dia 31?

Estou sim!

Que horas?

Pode ser às 18:30?

Passo na sua casa.

Pode sim!

Tem roupa específica?

Não. Só seja você :)

Tudo bem :)

Boa noite Naruto-kun <3

Tenha bons sonhos

Boa noite Hinata-chan <3

Durma bem

Até sábado!

Tenho certeza que estará deslumbrante ;)


Hinata sorriu boba por detrás da tela do celular. Cumpriu sua rotina normalmente e foi dormir, sonhando com o encontro.


~~~


No sábado, Hinata começou a se aprontar cedo. A Hyuuga optou por um vestido leve azul bebê, que particularmente sua falecida mãe adorava; uma jaqueta azul royal e uma rasteirinha preta, tudo isso acompanhado de um capeline de aba reta preto. Jóias douradas adornavam o look, dando um ar de graciosidade para a perolada. Em suas mãos, levava apenas uma carteira preta.

Seis e trinta e três, uma figura loira tocou a campainha da casa dos Hyuuga. Hiashi atendeu a porta.

— Hiashi-sama. — Naruto prestou uma reverência. — É sempre um prazer revê-lo. — O rapaz sorriu.

— Cuide bem da minha filha, rapaz. Estou confiando em você. — Hiashi sorriu de lado. Já conhecia Naruto de outros carnavais.

O Uzumaki se deparou com uma Hinata exuberante descendo as escadas. Ela estava esplêndida! Naruto engasga.

— H-Hinata-chan… — O loiro prendeu a respiração.

— Naruto-kun… — A jovem sorriu boba. Naruto estava lindo sem a roupa de trabalho: o rapaz trajava uma camiseta branca estampada, uma calça laranja — que Hinata achava que era a cor que mais combinava com Naruto — e um all star preto.

— Vamos? — O rapaz sorri e estende o braço para Hinata e a menina se apoia no mesmo.

— Vamos!

Naruto levou Hinata a um restaurante famoso de Konoha e logo após, os dois se divertiram um pouco no boliche. Quando estava chegando a hora de ir embora, Naruto levou Hinata a uma ponte que dava vista para um lago. Às margens do lago havia muitas árvores de sakura, que vislumbravam a chegada da primavera.

— Esse lugar é maravilhoso, Naruto-kun. — Hinata sorriu maravilhada. A perolada havia se divertido muito!

— Hinata-chan… — Naruto se ajoelhou em frente a menina. — Sei que não sou o rapaz mais perfeito, ou o mais rico. Também não sei se posso te dar tudo o que quiser, mas eu posso te garantir que te dou meu coração e que farei o possível e o impossível para vê-la feliz. E eu quero fazer a pergunta que venho pensando há um mês e meio: Hinata Hyuuga, aceita namorar comigo?

Os olhos perolados encheram de lágrimas e Hinata abraçou Naruto com força.

— É claro que eu aceito! — A garota beijou o rapaz com volúpia.

Naquele momento, ambos tiveram a certeza de que haviam feito a escolha certa. Não sabiam explicar como e nem o porquê, mas de alguma forma, pertenciam um ao outro. Naruto tirou de seu bolso uma margarida, colocando-a no cabelo da azulada.

— Flor do amor inocente e da alegria de estar vivo. De pétala em pétala construiremos esse jardim que é o nosso amor. — selaram essa promessa com um beijo apaixonado. — Feliz ano novo, meu amor. — O loiro felicitou, com um sorriso largo.

— Feliz ano novo, meu girassol. — Hinata segurou na mão do, agora namorado, e beijou, desejando toda a felicidade do mundo para os dois.


Enciclopédia

*Gyokuro = Chá verde, muito popular no Japão.

**Sakura = Cerejeira. Na primavera elas florescem.

23 de Janeiro de 2021 às 06:36 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Fim

Conheça o autor

Selena Maiko 🇧🇷🇯🇵 Brasileira de coração japonês. 🤐 Selena K Maiko é meu pseudônimo; 🚫 Não tenho descendência nipônica; 💖 Escrevo fantasia e drama; 👑 Evangélica, 18 anos.

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~