bangtanholic Yasmim Lusitano

Vivi estava na fossa tentando superar seu ex-namorado, então, seus amigos a inscrevem - por suas costas - em um site de relacionamentos. Porém, as coisas podem ficar um tanto confusas quando eles marcam um encontro para a garota, no mesmo dia em que ela chama um encanador. - E as ferramentas? - pergunto confusa ao perceber que o encanador não trouxe nada consigo. - Uau, você é ousada mesmo! - ele diz, e começa a desabotoar a calça. ESPERA, O QUE? - O QUE VOCÊ 'TÁ FAZENDO? - exclamo desesperada cobrindo os olhos. - Ué, nós não vamos começar pelo chuveiro? - ouço seu tom confuso e descubro meus olhos, suspirando aliviada por encontra-lo ainda de calças. - O que?! Não, pela privada!


Fanfiction Todo o público.

#humor #jin #bts
0
458 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo Todos os dias
tempo de leitura
AA Compartilhar

01 ▪ Morte Aos Homens

— LARGA, VICTÓRIA!

— NUNCA! LARGA VOCÊ!

— PARA DE SER DOIDA!

Bom, permitam-me explicar o que está acontecendo - não, não são duas garotas brigando pela última blusinha na loja, ou pela última fatia de pizza; mas eu e minha melhor amiga tendo um diálogo civilizado sobre jogar ou não as coisas do meu ex namorado fora.

— O NOSSO OBJETIVO ERA NOS LIVRAR DESSAS COISAS, ESQUECEU? — Sae-woo questiona tentando arrancar o moletom preto da minha mão.

— M-mas... ESSE MOLETOM É MUITO CARO, SERIA UM PECADO JOGAR FORA! — me justifico intensificando meu aperto na peça de roupa.

— Você quer é ficar sentindo o cheiro do Hoseok e chorando que eu sei!

— NADA A VER! — bato o pé revoltada.

Mentira, era isso mesmo.

— Certo, então vou colocar para lavar. — diz cínica, e da um grande puxão arrancando o moletom das minhas mãos.

— NÃO! — exclamo com os olhos arregalados, mas então limpo a garganta me recompondo — Quer dizer... Não precisa, está limpo!

— Para com isso, Vivi! Eu vou me livrar desse negócio, e ponto final!

— Eu já disse, esse moletom é muito caro! Tantas pessoas precisando de roupas, e você jogando elas fora desse jeito?!

— Certo, então vou dar para o Taehyung! — sorri orgulhosa, e arremessa a peça sobre a cabeça do garoto sentado na minha cama.

— Ebaaa! — ele comemora sorridente tirando a blusa de cima do seu rosto.

— Não toca! — espremo os olhos na direção do garoto-não-tão-cheiroso-quanto-o-Hobi e arranco a roupa de suas mãos, o deixando com um biquinho.

— Para de ser maluca, você sempre foi tão independente! Por que de repente está deixando um término te transformar em uma adolescente imatura? — Sah cruza os braços, me encarando chateada.

Bom, ela tem razão, realmente estou agindo como uma adolescente imatura, mas o que posso fazer?! Jung Hoseok mudou minha vida completamente, desde que ele surgiu, meus dias começaram a ser mais alegres e ensolarados. Me acostumei a ter aquele sorriso radiante comigo todos os dias, como posso viver sem ele agora?

Ah, nosso tempo juntos foram as melhores duas semanas da minha vida.

— Não seja tão insensível, dói saber que não vou mais ver o Hobi. — faço um biquinho choroso me sentando sobre a minha cama.

— Vivi! Vocês namoraram só por uns 10 dias, como pode ser tão difícil se acostumar novamente à sua vida de duas semanas atrás?!

— Não existe tempo para o amor! — cruzo os braços.

— Minha paciência está acabando! — Sae-woo diz, e bufa cansada — Vamos acabar logo com isso, está bem? Taehyung, levanta daí e vem ajudar a gente, você está só sentado aí sem fazer nada!

— Ué, vocês não reclamam quando eu fico assim nas vezes que cozinhamos juntos. — ele franze as sobrancelhas.

Por que será?

— Mas isso é diferente, só ajuda logo! — diz, e então se vira para o meu armário, pegando uma caixinha azul claro — Toma, joga isso fora!

— O QUE?! Não, nossas cartas de amor não! — junto as mãos implorando misericórdia, desesperada.

— "Cartas de amor"?! — arqueia uma sobrancelha, e então retira a tampa da caixa — Aqui só tem um post-it com o número dele!

— Sim, mas tem um coraçãozinho do lado. — explico com um biquinho apontando para o papel amarelo.

— Doida. — Sah torce o nariz, e então se vira novamente para Taehyung — Se livra disso, joga pelo ralo, saionara, "goodbye, au revouir, adiós", entendido?

— Claramente! — ele bate continência e então se retira do quarto, levando consigo as demonstrações de afeto de Hoseok.

Céus, não está sendo um dia fácil.

— Certo, vamos acabar logo com isso! — minha amiga solta um suspiro amarrando seu cabelo.

- ❃ -


— Viu? Não foi tão difícil! — ouço Sae-woo dizer.

— Não fale comigo, minha alma está morta. — posiciono minha mão esquerda no ombro direito, e a destra no esquerdo, imitando um defunto em seu caixão.

— Para de ser dramática, levanta dessa cama logo! — ela diz e logo sinto suas mãos agarrarem meus pulsos, me puxando para ficar sentada na cama.

— Af, eu não posso nem mais sofrer em paz! — abro os olhos e bato as mãos em meu colo chateada.

— Chega de fossa! Vem, vamos assistir um filme para levantar seu astral, eu te deixo escolher!

- ❃ -


— Isso foi um erro. — Sah resmunga.

— ISSO, JACK! DEIXA A ROSE AÍ E MORRE MESMO! HOMENS NÃO MERECEM VIVER, MORTE À TODOS ELES! MORTE! — exclamo levemente alterada para a tela da televisão.

— Ei, e quanto à mim? — Taehyung pergunta chateado.

— Você é gay, gays não são mulherengos cafajestes, você pode viver.

— Não, eu não sou. — franze as sobrancelhas.

— ENTÃO SAI DA MINHA CASA! — arremesso nele a almofada que estava no meu colo.

— Para com isso, sua doida! — Sae-woo da um tapa na minha testa, e eu faço um biquinho em reprovação — Hoje mais cedo você estava aos prantos querendo o Hoseok de volta, e agora ele é um mulherengo cafajeste que merece morrer?

— Exato. — sorrio, e pisco algumas vezes adoravelmente.

— Já deu, vou embora, eu desisto de você! — minha amiga se levanta do sofá irritada, e começa a subir as escadas.

— Se você quer ir embora, por que está indo para o andar de cima, ao invés de ir para a saída? — questiono confusa apontando a porta com o polegar.

— Está me expulsando? — ela para se virando para mim, e coloca uma mão sobre o coração ofendida — Eu só quero usar o banheiro!

— Ah, certo. — digo com o cenho franzido, e ela prossegue seu caminho.

— E então, como vai o seu plano de acabar com os homens héteros? — Taehyung cruza os braços, e espreme os olhos na minha direção.

Abro a boca para responder, mas sou interrompida por um grito vindo do andar de cima da casa:

POR QUE A CAIXA DAS CARTAS DE AMOR DO HOSEOK ESTÁ NA PRIVADA?!

20 de Janeiro de 2021 às 19:22 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Continua… Novo capítulo Todos os dias.

Conheça o autor

Yasmim Lusitano queime tudo completamente bow wow wow

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~