lualua_ Lua Silva

Agora como membros da realeza, Maya e Kilian enfrentam novas mudanças, desafios e inimigos sedentos por tomarem o poder que lhes pertence.


Romance Impróprio para crianças menores de 13 anos.

#casamento #amor #espadas #castelo #poder #trono #realeza #monarquia #medieval #romance-medieval #príncipe #princesa #soberano #rainha #rei #reino
1
580 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Capítulo I

Fixei meu olhar na principal cadeira da mesa.

Vazia.

Como sempre costumava estar nas últimas semanas.

ㅡ Kilian deve estar muito ocupado hoje... ㅡ minha mãe tocou minha mão num ato de consolo.

Desde o casamento, há três meses, mantivemos o costume de sempre nos reunirmos no jantar.

Kilian era sempre uma presença incerta, mas sua ausência estava mais frequente do que nunca.

ㅡ Sim, ele está bem sobrecarregado com a ausência de John ㅡ tentei disfarçar o desânimo em minha voz.

John havia viajado duas semanas atrás para uma reunião com Conselheiros de todos os reinos.

Após a guerra entre Riron e Askent, os outros reinos ficaram preocupados com a segurança e então o Rei Benjamin, de Vecis, o reino mais distante de nós, propôs a criação da Assembleia de Conselho.

Todos os Reis, incluindo Kilian, se reuniram em seu palácio junto com o Conselheiro de maior confiança de cada reino, no nosso caso John, e assinaram um tratado que dava legitimidade aos participantes.

A Assembleia tem como propósito evitar novas guerras.

Se a suspeita de que algum reino está pretendendo atacar outro, eles podem intervir de alguma forma, caso todos os outros Reis concordem e se houverem provas concretas para isso.

A cada três meses a reunião oficial dos membros era realizada em um reino diferente, escolhido por sorteio.

Eu aprovava aquela ideia, assim como Kilian. Era uma forma mais civilizada de sempre estarmos informados sobre as intenções de todos os outros Reis e também ter uma união mais concreta com eles.

ㅡ Minha filha, sei que sente falta dele mas isso é comum na vida de um Rei que se preocupa com o povo.

ㅡ Eu entendo mãe, só não me acostumei ainda.

ㅡ Você vai se acostumar ㅡela disse esperançosa, mas a verdade é que eu não queria me acostumar em estar distante dele. ㅡ Sabe que passei por quase a mesma coisa com seu pai...

ㅡ Sim, mãe. O papai vivia mais aqui do que em casa ㅡ suspirei com as lembranças tomando minha mente.

Agora o castelo era a minha casa.

ㅡNo começo foi difícil, principalmente quando você nasceu, mas eu entendia que aquilo era necessário, que o cargo dele exigia isso e eu não podia julgá-lo... Maya, está sendo difícil para você também, começo de casamento sempre é complicado. São duas cabeças com pensamentos diferentes tentando encontrar harmonia juntos, você e Kilian ainda estão se adaptando, tenha paciência e tudo dará certo ㅡ ela sorriu me confortando e voltou sua atenção para a conversa animada que se desenrolava na sala de jantar.

As primeiras semanas depois da cerimônia foram mágicas. Conseguíamos passar mais tempo juntos, fizemos passeios, ele me ensinou a nadar, conhecemos novos lugares, visitamos Charlotte e Erick, minha antiga casa e muitos outros locais.

Mas a realidade voltou aos poucos, eu retornei a me dedicar ao exército e as novas responsabilidades de Rainha, e Kilian ao reino, ele estava muito empenhado em ser um ótimo soberano e corrigir todos os erros do antigo tirano.

Ele estava se saindo bem. Muito bem.

Após o jantar me despedi de todos e segui para o meu quarto, o nosso quarto: grande, bonito e aconchegante.

Me troquei e resolvi ler um livro para descansar, permaneci olhando para a porta insistentemente na esperança que ele entrasse por ela a qualquer instante.

Mas ele não entrou.

Horas depois eu mal podia manter meus olhos abertos de tanto sono, resolvi ceder e me deitei encarando o lado vazio da cama.

Me remexi quando acordei de um cochilo, olhei para o lado... Kilian estava lá, virado para mim num sono profundo e com um braço me envolvendo.

Um sorriso tomou meu rosto.

Toquei seu cabelo, ele estava úmido indicando que não fazia muito tempo que ele havia tomado banho e dormido.

Desci meus dedos pelo seu rosto... estava com um ar de exaustão.

ㅡ Oi, amor ㅡ ele sussurrou e abriu os olhos com dificuldade.

ㅡ Desculpe, não queria te acordar ㅡ sussurrei igualmente e me aproximei mais dele.

ㅡ Não se preocupe ㅡ ele pegou minha mão e a levou de volta ao seu rosto ㅡ eu amo quando você faz isso.

Acariciei seu cabelo e seus olhos se fecharam, Kilian sorriu quando beijei sua bochecha. Ele estava mais dormindo do que acordado naquele momento.

Fechei meus olhos e continuei a acariciar seu cabelo, Kilian ainda me envolvia com seu braço.

Agora uma paz habitava em meu coração antes angustiado, só o fato de vê-lo e tocá-lo, mesmo que brevemente, me trazia uma calmaria absurda.

Abri os olhos incomodada com a claridade que adentrava pela janela do quarto, me sentei na cama e olhei em volta.

O lugar de Kilian estava vazio, como era de se esperar. Me levantei e fui até o cômodo da banheira, ele também não estava lá, a única coisa que ficou foi o cheiro de seu perfume impregnado no ar.

Respirei fundo e tentei não me entristecer com aquilo, um longo dia me aguardava e eu precisava me preparar para ele.

ㅡ Rainha! ㅡ Madame Daphne, minha mais nova assistente e tutora, me cumprimentou ao nos encontrarmos no corredor.

Ela caminhou apressadamente e elegantemente em minha direção, com seu coque perfeito no cabelo acobreado e um vestido preto também perfeitamente alinhado.

ㅡ Olá, madame.

ㅡ Andei pensando sobre o que faremos hoje e... o que acha de encomendarmos novos vestidos? Para a senhora não precisar usar esses trajes... peculiares ㅡ ela me olhou de cima a baixo com uma expressão de desaprovação no rosto.

Comecei a ter aulas de etiqueta e história do reino com a madame Daphne no meu segundo mês como Rainha. Ela era uma espécie de mentora dos bons costumes. John a convidou para morar conosco no castelo e prestar seus serviços, quando eu cometi o erro de achar que seria proveitoso entender melhor as regras da nobreza.

Daphne era prima de John e entendia como ninguém todas as regras da realeza. Ela ganhava a vida, antes de se instalar no castelo, ensinando aos nobres como agirem como nobres, suas aulas faziam muito sucesso entre os ricos do reino.

Madame Daphne era uma senhora educada e inteligente, mas nós costumávamos nos desentender com frequência, ela não compreendia meus gostos por espadas e calças e eu os dela por vestidos extravagantes e submissão feminina.

ㅡ Não vejo necessidade de novos vestidos, meu armário já está cheio... até demais. E madame Daphne, esses trajes peculiares se chamam calça e camisa. Eu me sinto muito confortável com eles. Usarei vestidos quando eu quiser usar.

ㅡ Tudo bem... tudo bem. Então o que sugere que façamos hoje? ㅡEla forçou um sorriso fazendo suas rugas ficarem ressaltadas na pele branca.

ㅡ Nada. O que acha de tirar uns dias livres? Descansar um pouco, visitar os parentes.

ㅡ Mas Rainha...

ㅡ Madame ㅡa interrompi ㅡtenho muitas coisas para resolver referentes ao exército e não estou disposta a ter aulas de etiqueta por agora. A chamarei assim que pudermos retornar com as lições.

ㅡ Mas e o Rei? ㅡ Ela questionou aflita.

ㅡO que tem ele?

ㅡEle concorda com isso?

ㅡ O meu marido não vai se importar com isso, por favor, não se preocupe e descanse.

ㅡ Rainha...

ㅡ Até mais ver, madame Daphne. Com licença ㅡa cortei novamente e segui meu caminho.

Ao chegar na mesa para o café da manhã me deparei com todos presentes, exceto Kilian é claro, e Hailey.

ㅡ A Hailey não vem?

Observei Matthew colocar comidas numa bandeja.

ㅡ Ela não está se sentindo bem, vou levar seu desjejum no quarto ㅡ ele explicou apressado.

ㅡ Mais tarde irei vê-la.

ㅡ Tudo bem ㅡ ele assentiu. ㅡ Tenham um bom dia ㅡMatthew disse saindo rapidamente da sala.

ㅡ Kilian não vem? ㅡ Wanda questionou quando me sentei.

ㅡ Quando acordei ele já tinha saído.

ㅡ Querida... está tudo bem entre vocês? ㅡ Ela me olhou preocupada.

ㅡ Sim... claro, estamos bem. Kilian só está sobrecarregado com a ausência de John... ㅡ expliquei mais uma vez tentando soar calma. ㅡ Como vai o treinamento, Henry? ㅡ Mudei de assunto antes que novas perguntas surgissem.

ㅡ Incrível! Cansativo, mas muito proveitoso! ㅡ ele disse animado.

ㅡ Fico feliz, você tem o dom de seu irmão ㅡcomentei e Henry abriu um sorriso.

Ele realmente havia herdado muito da mesma facilidade para luta que Kilian, com o treinamento certo em algum tempo ele seria um ótimo guerreiro.

ㅡ E você Katherine, como está? ㅡ Olhei para a menina que brincava com a comida.

ㅡ As aulas particulares são enfadonhas, mas o castelo tem sido um bom lugar para brincar de esconde-esconde ㅡ ela disse esfarelando o bolo.

ㅡ Edward escondeu-se tão bem esta semana que demorei uma tarde inteira para achá-lo ㅡWanda completou acariciando o rosto de seu filho. ㅡ Ficamos apavoradas ㅡela riu.

ㅡ Já sei com quem falar quando precisar esconder algo, não é, Edward? ㅡ Sussurrei para ele.

ㅡ Conte comigo ㅡ ele respondeu rindo.

ㅡ Notícias de Susan? ㅡQuestionei enquanto tomava um pouco de suco.

ㅡEla nos mandou uma carta no início da semana, tudo está em paz no reino e ela, assim como você, ainda está se acostumando com a vida na realeza.

ㅡ Algo me diz que Susan tem mais habilidades para isso que eu ㅡ pensei alto e Wanda sorriu.

ㅡ Você está se saindo bem minha filha ㅡ minha mãe tocou meu ombro.

ㅡ Não é o que a madame Daphne acha...

ㅡ Não entendo por que aceitou essas aulas ㅡ Wanda riu.

ㅡ Apesar de não querer cumpri-las, achei interessante aprender as regras, mas errei. Pelo menos as aulas sobre história são bastante úteis.

ㅡ Pretende parar com elas? ㅡ Minha mãe questionou.

ㅡ Em breve, com certeza.

ㅡ Pobre madame Daphne, quem ela irá perseguir agora? ㅡ Katherine lamentou nos fazendo rir.

ㅡ Tenho certeza que não faltarão clientes para ela.

ㅡ Como você está? ㅡMe sentei na ponta da cama de Hailey.

ㅡ Estou melhor, só tive um pequeno mal estar... náuseas repentinas ㅡ ela endireitou a postura também se sentando.

ㅡ Comeu algo de diferente?

ㅡ Não me recordo, mas deve ter sido isso.

ㅡ Tipo... uma melancia? ㅡ Ergui uma sobrancelha.

ㅡ Melancia? ㅡ Ela me olhou confusa.

ㅡ Hailey... ㅡ gesticulei imitando uma barriga de grávida.

ㅡ Oh! Será? ㅡ Ela arregalou os olhos azuis.

ㅡ Suas regras?

ㅡ Deveriam ter vindo há alguns dias.

ㅡ Vamos aguardar mais um pouco... ㅡ dei de ombros.

ㅡ E se elas não vierem?

ㅡ Aguardamos mais sinais.

ㅡ Que sinais? ㅡ Ela cochichou.

ㅡVocê mais rechonchuda, náuseas, cansaço, essas coisas incômodas.

ㅡ Oh Deus ㅡ Hailey levou as mãos ao coração.

ㅡ E aí... eu vou ser titia!

ㅡ Seria uma bênção ㅡ ela disse atônita.

ㅡ Sim ㅡ concordei, eu sabia que ela e Matthew sonhavam com isso desde o casamento.

ㅡ E você? ㅡ Seus olhos brilharam.

ㅡ O quê? ㅡ me assustei com sua pergunta.

ㅡ Suas regras?

ㅡ Estão em dias ㅡ afirmei.

ㅡ Seria fantástico duas mamães... ㅡ ela começou a dizer deslumbrada.

ㅡ Talvez, mas não jogue o assunto para mim. A possível grávida aqui é você ㅡ apontei para sua barriga.

Ainda estava me acostumando com a vida de esposa e Rainha, ser mãe nem passava pela minha cabeça, apesar de saber que isso poderia acontecer.

ㅡ Tudo bem. Como você está? Me parece um pouco desanimada.

ㅡ Só estou triste por toda essa distância do Kilian. Sinto falta dele.

ㅡ Sabe que não é culpa dele, não é? ㅡ Ela me olhou preocupada.

ㅡ Sim, eu sei.

ㅡ Matthew também ficou mais ausente depois do cargo, nada comparado a ausência de Kilian, é claro... mas eu entendo um pouco do que você está sentindo.

ㅡ Conversa com ele, diz que sente falta de tê-lo mais presente... talvez ele possa fazer alguma coisa.

ㅡTem razão... Bom, vou deixar você ou vocês descansarem ㅡ falei fazendo Hailey rir. ㅡ Melhoras, nos vemos no jantar ㅡ beijei sua testa e me despedi.

ㅡ Vossa Majestade, poderia me dar um pouco de sua atenção? ㅡ Abri a porta da sala de Kilian e o encontrei afogado em pilhas de papéis.

ㅡ Toda ela ㅡ ele soltou o papel em sua mão e se levantou vindo em minha direção enquanto eu adentrava a sala.

ㅡ Espero que tenha comido algo ㅡ passei meus braços por seus ombros quando ele segurou minha cintura.

ㅡ Eu comi, não se preocupe ㅡ Kilian apontou com a cabeça para uma bandeja no canto de uma mesa.

ㅡ Não quero ver você fraco e mal alimentado.

Ele suspirou e sorriu.

ㅡ Só queria te ver antes de começar de fato o meu dia ㅡ o beijei rapidamente.

ㅡ Eu te amo ㅡ Kilian me beijou novamente e me abraçou mais forte em seguida.

ㅡ Vou te deixar em paz agora ㅡ dei um passo para trás.

ㅡ Sabe que nunca atrapalha, não é? ㅡ Ele segurou em minhas mãos e me puxou de volta para rente ao seu corpo.

ㅡ Sei, mas tomo tempo. E tempo é algo bem escasso para você no momento ㅡ o beijei mais uma vez e me afastei dramaticamente, o fazendo rir. ㅡ Adeus.

Segui para minha sala e passei o resto do dia com Matthew.

Estávamos finalizando uma série de investimentos no exército e na segurança do reino. Compramos mais armas, aumentamos nosso estoque delas, treinamos e recrutamos mais soldados, fortalecemos as fronteiras, muralhas, entradas e saídas do reino e o próprio castelo. Também focamos em melhorar a qualidade de serviço de nossos soldados e suas famílias, afinal, eles eram essenciais para termos uma guarda de qualidade.

ㅡComo se sente? ㅡ Minha mãe questionou a Hailey.

ㅡ Bem melhor ㅡ ela disse alegre.

ㅡ Desculpem o atraso ㅡ Kilian disse entrando na sala de jantar cerca de quinze minutos depois de nós. ㅡ Precisava de um banho ㅡ ele sussurrou no meu ouvido após beijar minha bochecha.

Ele estava com roupas mais leves e o cabelo molhado.

ㅡ Filho! Poderia ter avisado, nós esperaríamos por vocêㅡWanda disse quando Kilian também a beijou na bochecha.

ㅡ Não havia necessidade mãe ㅡ ele sorriu e sentou-se à ponta da mesa, após cumprimentar a todos.

ㅡ Antes tarde do que nunca ㅡ comentei bebendo um gole de meu suco em seguida.

ㅡMaya! ㅡ Minha mãe disse instintivamente quando todos se calaram surpresos com minha fala.

Dei de ombros e olhei para Kilian, um sorriso travesso pairava em seus lábios.

ㅡ Está certa, meu amor ㅡ ele riu e segurou em minha mão.

ㅡEstou ㅡ afirmei e Kilian depositou um beijo no dorso da minha mão, soltando-a em seguida.

Depois de todos pararem de nos encarar, o jantar seguiu mais agitado que o normal, Wanda e os irmãos de Kilian tinham muito o que conversar, já que a presença ilustre dele não poderia ser desperdiçada.

ㅡ O que acham de terminarmos esse jantar de um jeito diferente? ㅡ Comentei interrompendo Kilian que explicava algo sobre impostos a Matthew.

Já havíamos terminado a refeição e aguardávamos a sobremesa ser servida. Mais uma vez todos me olharam surpresos e Kilian curioso.

ㅡ Só um instante ㅡ me levantei e falei com o mordomo responsável enquanto era observada por olhares atentos. ㅡ Sigam-me ㅡ ordenei e caminhei até a sala da lareira.

Depois que todos se acomodaram confortavelmente no cômodo, gesticulei e a sobremesa foi servida para a alegria das crianças.

ㅡ Agora podem continuar a conversa de vocês, uma família precisa de um momento de família ㅡ expliquei ㅡ e aquela sala estava muito fria.

Todos riram e voltaram a conversar, me sentei ao lado de Kilian que respondia animado uma pergunta atrás da outra.

Depois de muita conversa, as crianças já estavam cochilando sentadas então resolvemos que era a hora de se recolher.

ㅡ Foi uma ótima ideia ㅡ Kilian disse com um sorriso no rosto enquanto caminhávamos até nosso quarto.

ㅡ É, foi sim ㅡ falei no meu melhor tom de convencimento e ele riu.

ㅡ Maya, madame Daphne me procurou hoje para me dizer que você dispensou os serviços dela por tempo indeterminado ㅡ ele me olhou confuso.

ㅡ Foi isso mesmo. Mas que madame fofoqueira, acho que isso não faz parte das regras de etiqueta.

ㅡ Ela ficou preocupada, se não estaria talvez, irritando o Rei ㅡ Kilian disse em meio a uma risada. ㅡ Você tinha que ver o desespero dela.

ㅡ Ela se preocupa demais e não reconhece minha autoridade como Rainha aqui dentro.

Detestava a forma como madame Daphne via a mim e todas as mulheres, especialmente as Rainhas, como engenhocas para produção de herdeiros. Nada além disso. Para ela nenhuma ordem minha tinha validade ou importância se não estivesse acompanhada do consentimento do Rei.

ㅡ De fato, mas já deixei claro que confio em você e que a Rainha tem total autonomia para deliberar ordens de qualquer tipo e principalmente a seus funcionários sem que eles precisem recorrer a minha autorização. E que fiquei bastante chateado por ela não ter acatado sua ordem.

ㅡ Ela não desmaiou quando você disse isso?

Para meu agrado Kilian pensava da mesma forma que eu.

ㅡ Não, só ficou pálida como a neve e mudou de assunto perguntando notícias sobre John. Ela deve achar que sou um destruidor das tradições também ㅡ Kilian abriu a porta de nosso quarto e gesticulou para que eu entrasse primeiro.

ㅡ Com certeza sim ㅡ entrei no quarto e ele trancou a porta. ㅡE quais são as notícias de John?

ㅡ Ele deve chegar em alguns dias e está bem.

ㅡ Ótimo. Assim posso ter meu marido de volta. Pelo menos à noite.

Kilian me olhou com um sorriso de canto e me beijou antes que eu pudesse proferir mais alguma palavra.

ㅡ Ei... ㅡ murmurei quando nos afastamos. ㅡ Também tenho assuntos para tratar com Vossa Majestade.

ㅡ Sobre as aquisições do exército? Podemos falar disso depois ㅡ ele me encarou franzindo as sobrancelhas e beijou minha bochecha.

ㅡ Não. Quer dizer, também ㅡ eu nunca conseguia raciocinar direito com Kilian tão próximo. ㅡMas isso realmente fica para depois, com Matthew presente.

ㅡ Não pode esperar? ㅡ Ele afagou meu cabelo e selou nossos lábios levemente.

ㅡKilian... ㅡ tentei retomar minha sanidade.

ㅡ Estou com saudade ㅡ ele disse me puxando para mais perto dele e me abraçando como se precisasse daquilo para sobreviver.

ㅡ Não pode esperar, já que eu não faço a menor ideia de quando vou ter a chance de conversar assim com você novamente ㅡ falei séria e ele afrouxou o abraço.

ㅡ Já sei do que se trata ㅡ Kilian tirou a camisa, a jogou numa cadeira do quarto e caminhou até a cama sentando-se nela.

ㅡ Sabe? ㅡ Me sentei ao seu lado.

ㅡ Da minha ausência nos jantares? Não é? ㅡEle disse tirando as botas.

ㅡSim ㅡconcordei e repeti sua ação para poder me sentar melhor na cama sem sujá-la. ㅡ Sinto sua falta Kilian. Sua família sente sua falta. Viu como eles estavam empolgados hoje em conversar com você?!

Kilian respirou fundo e baixou a cabeça.

ㅡ Maya, tenho consciência de minha ausência. Não estou tampando os olhos para essa situação, e estou fazendo o possível para resolver isso. Eu também sinto sua falta, sinto falta da minha família. Também sofro com isso... ㅡ ele expirou como se tivesse com um fardo pesado nas costas.

ㅡ Você está sobrecarregado ㅡ me aproximei mais dele e o abracei.

ㅡ Estou lutando para ser um bom governante, bom filho, bom irmão, bom genro, bom esposo... só não consegui arranjar uma forma de ser tudo isso ㅡ ele disse cabisbaixo ㅡ ainda.

ㅡVocê é tudo isso ㅡ beijei sua bochecha ㅡ você é um ótimo filho, Kilian, sua mãe não poderia estar mais orgulhosa, um ótimo irmão, um ótimo genro... minha mãe e seus irmãos te adoram! O reino te adora... ㅡ toquei seu queixo e o fiz olhar em meus olhos ㅡ você é um esposo excepcional... mesmo só aparecendo a cada três dias ㅡ soltei uma risada e ele sorriu.

O povo realmente estava contente com o reinado de Kilian. Um de nossos medos era que ele fosse rejeitado por não ser da realeza desde o nascimento, mas tivemos uma ótima surpresa ao descobrir que ele era amado por todos. Depois de tanto sofrer nas mãos de Albert o povo voltava a ter esperança de viver com melhores condições graças ao governo de Kilian.

ㅡSão os primeiros meses do meu reinado, tenho tentado resolver tantas coisas que poderia passar o resto da noite as listando para você. Albert destruiu esse lugar em todos os setores existentes e eu estou disposto a trazer paz e harmonia de volta ao nosso reino.

ㅡ Eu sei disso... mas também me preocupo com seu estado. Kilian você não está comendo direito, não está dormindo direito, não está descansando...

ㅡ Maya ㅡ ele me puxou para mais perto e segurou em minha cintura. ㅡEu estou bem.

ㅡ Por enquanto... mas sabe-se lá quanto tempo seu corpo vai aguentar essa rotina exaustiva? ㅡ Pus minhas mãos em seus ombros.

ㅡ Tem razão, vou tomar mais cuidado quanto a isso ㅡ ele assentiu. ㅡ Para te preocupar menos.

ㅡ Eu só queria poder te ajudar mais ㅡ passei minhas mãos pelo seu cabelo.

ㅡ Amor, você já ajuda. Muito. Continue tomando conta do exército junto ao Matthew. Acredite, isso faz uma diferença enorme, se não fosse por vocês e John... eu não sei o que seria de mim ㅡele passeou com as mãos em minhas costas.

Um sorriso tomou meu rosto.

ㅡ Também vou impedir a madame Daphne de te importunar ㅡ beijei sua testa.

ㅡ Sei que quer dispensar ela ㅡ ele disse rindo.

ㅡ Nem toque nesse assunto. Nunca achei que etiqueta fosse algo tão irritante. Eu não levo jeito para isso, terá que se acostumar com uma Rainha selvagem.

ㅡ Eu amo a minha Rainha selvagem ㅡ Kilian me beijou novamente.

Sem interrupções da minha parte dessa vez.

11 de Janeiro de 2021 às 23:24 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Leia o próximo capítulo Capítulo II

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 4 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!