katymartins04 Katy Martins

Livro 1 da série Escuridão Da Loba Branca Ela foi sequestrada por vampiros. Passou um ano sendo tratada com uma verdadeira aberração em um orfanato. Os vampiros à encontraram novamente. Selaram os poderes dela e trataram como um incômodo. Mas todo túnel tem sua luz; o dela foi Sebastian e Benjamin. Um acidente ocorreu, e o coma veio sem ser convidado e foi expulso levando sentimentos e as memórias de seus poderes e do irmão. Mais de sua memória é perdida quando o encontro divino ocorre, sentimentos se aprofundam, e a magia volta à fluir no corpo da garota. Mas ainda sim corre um grave perigo: ela está na posse de vampiros. Cistyne será capaz de descobrir quem realmente é? É como irá lidar com seus poderes e sentimentos?


Ficção adolescente Impróprio para crianças menores de 13 anos.

#magia #ficção-adolescente #258 #sobrenatural
1
2.2mil VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo Todas as Segundas-feiras
tempo de leitura
AA Compartilhar

Prólogo

— Está tudo pronto para está noite Karenna? — quis saber Mamon, sentado em seu trono com uma taça de sangue pela metade em sua mão direita.


— Sim, meu lorde, sequestraremos as crianças da casa do Supremo, enquanto todos os lobisomens das matilhas de proteção estiverem batalhando contra nossos soldados! — explica a podre subordinada ajoelhada e de cabeça baixa.


— Perfeito... Já pode se retirar! — ordena ele rígido.


— Sim senhor, com vossa licença! — ela se levanta, faz uma breve reverência e dá as costas ao seu rei na intenção de sair da sala do trono.


— Karenna... Ele a chama antes que a mesma saia.


— Sim, meu lorde?


— Se falhar, eu irei arrancar sua cabeça e de seu marido pessoalmente! Ameaça fazendo com que a subordinada engula em seco.


— S-sim senhor, não falharemos! — afirmou ela, e assim saiu da sala do trono.


***


A noite escura pairava sobre a toda alcateia, o silêncio perturbava, a calmaria trazia desconfiança e aflição, todas as luzes das casas estavam apagadas por ordem do Supremo, apenas a lua vermelha como sangue brilhava traiçoeira no negro céu.


Todos os lobos estavam em seus postos, esperando pelo ataque dos vampiros que os traíram.


A guerra entre vampiros e lobisomens estava à beira de se desencadear.


Mas qual seria o motivo? Por que os vampiros haviam quebrado um acordo fechado por três milênios? Essa era a pergunta que ia e vinha na mente do atual Supremo Alfa, que estava na linha de frente, junto com seus melhores lobisomens.


A resposta para sua pergunta era clara para todos os seres sobrenaturais deste mundo: Mamon, o novo rei dos vampiros, sua ganância por poder fez com que descobrisse um jeito de matar um ser imortal, e por assim tirou a vida de seu pai subindo ao trono vampiresco e quebrando um acordo de mais de três milênios de existência.


Todos estavam com medo, temiam por suas vidas, por suas famílias, amigos, e por todos que pudessem vir a morrer naquela noite, protegeriam não só a si mesmos como também aqueles incapazes de lutar.


As lobas curandeiras estavam apostas prontas ajudar os feridos, os guerreiros e amazonas, todos transformados em suas formas lupinas estavam prontos.


O silêncio perturbava a todos, o vento frio não incomodava, mas seus corações estavam aflitos.


Um uivo solitário soou de dentro da floresta, era o sinal, eles haviam chegado.


Vampiros rápidos como o vento ou talvez até mais, ao sinal do Supremo os lobos avançaram, vampiros e lobisomens se entravam ali e agora em início a uma nova guerra.


Os primeiros corpos caiam no chão, sujos de sangue deles ou talvez de seus rivais, gritos de desespero de todas as partes.


Lobos lutavam com toda sua força e espírito selvagem, enquanto vampiros tinham a vantagem da lua vermelha, quando ficavam mais fortes.


Porém mal os lobos sabiam que aquela batalha era uma mera distração para que os vampiros realmente conseguiriam aquela sangrenta noite.



3 de Dezembro de 2020 às 14:16 0 Denunciar Insira Seguir história
1
Continua… Novo capítulo Todas as Segundas-feiras.

Conheça o autor

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~