l0nely_gh0st Ana B. F. Tiveron

Simples cartas - emaranhadas de poesia, talvez até com um pouco de magia - escritas por uma insignificante Estrela Cadente que, com palavras e suas nuances, quis descrever o que via e sentia enquanto sobrevoava o planeta Terra, as endereçando ao distante e frio Universo. •~*~• Sobre existir e sonhar, viver intensamente e brilhar tanto quanto for possível; pois somos finitos e queimaremos até virar cinzas, como um mísero cometa que se dissipa na atmosfera sem deixar rastros.


Conto Todo o público.

#fantasia #poesia #universo #prosa #conto #prosapoética #estrelacadente
13
355 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Carta 1 - Eu Existo


Em lugar nenhum, data terrestre desconhecida.


Caro Universo,


Eu fui uma estrela cadente e, em minha curta e flamejante vida brilhosa, eu vi o mundo.


Atenciosamente,
Uma luz em sua
infinita escuridão.

11 de Novembro de 2020 às 00:00 3 Denunciar Insira Seguir história
7
Leia o próximo capítulo Carta 2 - Sonhadores

Comente algo

Publique!
Allan Allan
Gostei bastante.
January 21, 2021, 18:37

21reasonstodie:-) . 21reasonstodie:-) .
Por mais rápido que tenha sido sua passagem bela estrela cadente , ainda houve alguém que a viu e a guardou para si. Como o significado de bom pressagio.
January 15, 2021, 22:35
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 25 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!