Novo app: Inkspired Writer! Escreva, publique e gerencie suas histórias no seu celular!!. Leia mais.
samuraim Samurai Misterioso

Uma história de um Detetive, aonde tenta entender o mistério da sua vida. Através de um assassino impiedoso, O Corvo Negro


Suspense/Mistério Impróprio para crianças menores de 13 anos.
0
1.0mil VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

O começo do fim

Estou segurando alguém,sinto algo quente escorrendo entre minhas mãos,mas por que? Por que estou tremendo tanto...?


-I-isso não pode...não pode estar...acontecendo.....Estou sonhando.....?


Aquela pessoa vira seu rosto para mim,e então diz com sua voz meio tremula:


-É sua culpa....você não chegou a tempo...é sua culpa...

-Não-Não,me descul-

-É SUA CULPA!


Tomo um susto,e então,acordo em minha cama. Esses pesadelos não me deixam dormir novamente (mas que merda,mesmo eu me mudando daquela casa,ainda tenho flashbacks daquele momento. Por que ainda sinto que tenho culpa daquilo?)


Aonde moro agora,é em um apartamento bem pequeno,fica do lado de um trilho,aonde passam alguns trens. E o apartamento não parece estar em boas condições,mas acho que não me importo muito com isso (Não consigo dormir de novo. Sinto minha boca meio seca,preciso realmente de um pouco de água)


Eu me levanto,e vou até a cozinha,tomo o copo de água,e volto a me sentar em minha cama. Fico pensando um pouco sobre aquele pesadelo,não foi bem um pesadelo,bom...pelo menos não tudo. Acho que só me lembrei daquela cena traumática,mais uma vez


Eu abro minha gaveta,e pego uma arma que estava guardada ali até então


-Olá amigão,já faz um tempo não é? (Eu estou ficando louco,estou falando até com minha própria arma,eu já perdi tudo mesmo,não faz muito sentido eu viver. As melhores coisas da vida,são tiradas de você com facilidade,e o que eu deveria fazer agora...?)


Eu acendo um cigarro,olho um pouco para aquela pistola,depois de alguns momentos...Eu então a recarrego,e miro aquela pistola em minha própria cabeça


-(Haha,o que eu tenho a perder,eu não vou conseguir acha-lo,e acho que minha vida,já se foi por água abaixo. Todos temos um objetivo de vida,então acho que ninguém pode me julgar...) Bom....adeus.......Mundo cruel.


Eu atiro em minha cabeça,e enquanto caio,meu cigarro parece voar lentamente,junto com todo esse sangue vermelho. Escuto suavemente meu telefone tocar,mas eu acho que....Já é tarde demais.


Ouço risadas (o que aconteceu?)


-Olá Detetive -uma voz fala em meio a escuridão

-Quem é você?

-Digamos que eu sou um amigo distante

-Esse é o inferno?

-Quem sabe,talvez sim,talvez não,isso depende totalmente de você

-O que você quer de mim?

-Digamos que eu quero te ajudar,a encontrar quem você procura

-O que quer em troca disso?

-Haha -ele solta um leve risada- Eu só estou curioso sobre uma coisa,não preciso de nada seu.....pelo menos,não agora...

-E o que pretende me dar?

-Bom...digamos que te darei um poder especial,além de seus limites

-Por que?

>Ele fica um tempo quieto<

-Porque eu gostei de você detetive. E então,você aceita meu contrato?

-Vai me ajudar mesmo a achar ele?

-Posso te prometer que sim

-Eu-Eu.....aceito

-Haha,que bom! Foi ótimo fazer um acordo com você,te vejo mais tarde....DETETIVE!


Eu dou um pulo da minha cama,e acordo assustado novamente,(o que aconteceu? Foi um sonho?) O celular do meu lado está tocando novamente (espera..."novamente"?) Eu então o atendo:


-Detetive Steve?

Escuto uma voz que não conheço

-Sim,sou eu

-Desculpe estar te incomodando a essa hora da noite,é que temos mais uma vítima

-O que? Foi o Corvo Negro de novo?

-Eu creio que sim senhor,você pode ir até o local com a polícia investigar? Te mandarei o endereço,por email

-Bem....ééé....Chegarei em alguns instantes...

-Muito obrigado Detetive Steve,tenha uma boa noite

-Pra você também


Desligo meu telefone,olho para o chão,e vejo meu cigarro ali. Vou então,até minha gaveta,e a abro,a arma continua no mesmo local


(A arma está no lugar certo,e parece sem nenhum tipo de sangue,em qualquer lugar deste cômodo,mas aquele cigarro....)


Me arrumo,pego minhas chaves,minha arma,entro em meu carro e pego meu telefone. Olho em meu email,e lá esta,ligo meu carro e dirijo até o local.


Fim do Cap 1

4 de Novembro de 2020 às 20:48 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Leia o próximo capítulo O Corvo Negro

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 19 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!

Histórias relacionadas