Novo app: Inkspired Writer! Escreva, publique e gerencie suas histórias no seu celular!!. Leia mais.
ironi-jaeger1558039313 Ironi Jaeger

Algumas cidades são apenas cidades de passagem. João cresceu em um orfanato sob a proteção do Padre Tomas e por este motivo era chamado de (o menino do padre). Só depois de adulto ele descobriu o significado da expressão. Certo dia ouviu de seu protetor que devia partir de Campo Santo e tentar a vida em outro lugar. Saiu da cidade assim como chegou, apenas com suas malas e sua solidão deixando para trás a linda menina que chorava embaixo da árvore. Com o passar dos anos ambos seguem caminhos diferentes, mas o destino conspira para o reencontro entre João e Arlene. Todas as quintas-feiras, Arlene lia as cartas que o jornal recebia e aquele envelope era diferente dos demais. A curiosidade para abrir o envelope amarelo era grande, mas ela tinha por hábito abrir as correspondências apenas nas quintas feiras, assim o envelope juntou-se a sua enorme pilha de cartas. Dizem que algumas cidades são apenas cidades de passagem, mas será que o destino conhece este fato?


Suspense/Mistério Todo o público.
0
987 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo Todos os Domingos
tempo de leitura
AA Compartilhar

Sinopse

Algumas cidades são apenas cidades de passagem.

João cresceu em um orfanato sob a proteção do Padre Tomas e por este motivo era chamado de (o menino do padre). Só depois de adulto ele descobriu o significado da expressão.

Certo dia ouviu de seu protetor que devia partir de Campo Santo e tentar a vida em outro lugar.

Saiu da cidade assim como chegou, apenas com suas malas e sua solidão deixando para trás a linda menina que chorava embaixo da árvore.

Com o passar dos anos ambos seguem caminhos diferentes, mas o destino conspira para o reencontro entre João e Arlene.

Todas as quintas-feiras, Arlene lia as cartas que o jornal recebia e aquele envelope era diferente dos demais. A curiosidade para abrir o envelope amarelo era grande, mas ela tinha por hábito abrir as correspondências apenas nas quintas feiras, assim o envelope juntou-se a sua enorme pilha de cartas.

Dizem que algumas cidades são apenas cidades de passagem, mas será que o destino conhece este fato?

1 de Novembro de 2020 às 18:01 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Leia o próximo capítulo A menina que chorava embaixo da árvore

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 4 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!