juniosalles Junio Salles

Denise é uma babá profissional que é contratada para tomar conta de dois garotos gêmeos. O que parecia ser só mais uma noite de serviço tranquilo, acaba virando uma noite aterrorizadora.


Horror Histórias de fantasmas Impróprio para crianças menores de 13 anos.

#medo #bebê #baba #arrepiainks #terror
Conto
1
616 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Gêmeos

Parecia só mais uma noite de trabalho fácil para Denise. A agência de babás entrara em contato para passar o endereço e os contatos da casa aonde cuidaria de dois garotos de 6 anos. Portanto, bastava criar uma distração para as crianças e em seguida deitar no sofá, aguardando as 8 horas de trabalho passarem. No máximo teria de preparar algo para os garotos comerem.

Quando chegou na casa, a mãe mostrou apenas uma criança, o que era estranho já que a agência dissera que seriam gêmeos. Apesar disso, resolveu não questionar, talvez fosse um engano da atendente que lhe repassou o trabalho. Denise escutou as enfadonhas recomendações da mãe da criança e, quando ela finalmente saiu, a babá sorriu aliviada, afinal agora poderia relaxar.

O garoto de nome Pedro brincava feliz no cercadinho lotado de brinquedos. A babá o deixou por alguns minutos na sala enquanto dava uma verificada em toda a casa. Sempre fazia isso quando era contratada para trabalhar em casas tão bonitas quanto aquelas.

Enquanto caminhava por um corredor de paredes amarelas, reparava nos quadros com fotos de família que haviam pendurados ali. A primeira foto era do casal no dia do casamento. A segunda era do bebê Pedro, mas infelizmente fotografo não era muito bom. Ao invés de centralizar o bebê no meio da foto, o deixou no cantinho esquerdo com um espaço vazio bem grande na parte direita. Estranhamente, as demais fotos de Pedro eram assim.

Enquanto verificava o quarto do casal e admirava a bela cama gigantesca que eles tinham, ouviu um choro. Voltou correndo pelo corredor para ver como estava o bebê, mas ele ainda brincava sorridente com uma girafa de pelúcia. Deu de ombros e foi em direção ao quarto novamente. Porém, mais uma vez ouviu um choro. Olhou para trás e Pedro ainda brincava de maneira alegre. Gradualmente, notou que o chorinho vinha do quarto que ficava no fim do corredor.

Caminhou até lá para verificar do que se tratava aquele barulho. Entrou e viu um quarto infantil bem decorado e colorido. Olhou envolta e não viu nada de diferente. Quando se preparava para ir embora, ouviu uma voz infantil.

— Moça, estou com fome. — Disse alguém atrás da babá.

Denise olhou assustada e viu o pequeno Pedro parado atrás dela. Como ele poderia ter saído do cercadinho sozinho?

Ela ignorou este fato, pegou Pedro no colo e o levou até a cozinha. Estranhamente o garoto estava com a pele gelada. Colocou-o na cadeira de refeição e foi pegar um pedaço de bolo de fubá afim de alimentá-lo, conforme as orientações da mãe do menino.

Enquanto pegava o alimento no armário, ouviu um barulho de algo sendo arremessado lá na sala. Olhou para trás e viu o Pedro sentado na cadeira, olhando para ela com uma expressão séria demais para uma criança.

Levou o bolo até ele e começou a ouvir novamente um barulho vindo da sala. Era como se alguém batesse algum objeto de plástico contra o piso.

— Come aí bebê, a tia vai ver uma coisa.

Quando chegou na sala, encontrou Pedro no cercadinho batendo um carrinho de plástico no chão. Mas se o garoto estava ali, quem era o outro menino que comia bolo na cozinha?

A babá sorriu de nervoso e depois se lembrou que a atendente dissera que se tratavam de gêmeos. Suspirou aliviada, mas entranhou o fato da mãe nem mencionar o outro garoto enquanto dava suas orientações.

— Ei Pedrinho, como se chama seu irmãozinho? Sua mamãe maluca nem falou dele. — Indagou ela.

— Eu não tenho irmãozinho. — Respondeu o garoto com uma sinceridade que só uma criança era capaz de ter. Denise, engoliu seco.

— A tia está falando sério Pedro. Como se chama o seu irmão? — Perguntou ela novamente com uma voz mais séria. O garoto a olhou com uma expressão de quem não estava entendendo nada.

Denise voltou correndo para a cozinha e não encontrou ninguém lá. Do bolo, só restaram farelos. Correu para a sala e viu um quadro onde a mãe de Pedro o segurava em um dos braços enquanto o outro aninhava o vazio. Seu coração disparou e quando ela se virou, o outro garoto a observava com olhos arregalados. Pedrinho gargalhava no cercadinho.


27 de Outubro de 2020 às 14:05 26 Denunciar Insira Seguir história
11
Fim

Conheça o autor

Junio Salles Nascido em Belo Horizonte, desde pequeno vivia em mundos de fantasia criados por mim mesmo em minha cabeça. Sempre preferi ficar sozinho imaginando e criando histórias baseadas no que lia nos livros ou assistia na TV. A maioria das histórias que criei não escrevi, mas agora de um tempo pra cá tenho passado pro papel esses roteiros que estão na minha cabeça. Espero que gostem

Comentar algo

Publique!
Inkspired Brasil Inkspired Brasil
Olá, Junio! Antes de começarmos as considerações sobre seu conto, gostaríamos de te parabenizar por seu trabalho e por ter participado do desafio #arrepiainks. Para nós, ver vocês autores engajados e inspirados, é um júbilo. O clássico das babás sempre inspira medo: crianças por si só têm seus instintos aguçados e quem pode dizer o limite entre suas imaginações e o sobrenatural? Assim, uma babá que foi cuidar de gêmeos e descobriu que na verdade na casa só há uma criança, é algo que já se mostrou um pequeno choque para nós, o começo da descarga elétrica que viria quando Denise percebe os sinais e fica na presença do outro pequeno. E há quem diga que cuidar de criança é fácil… depois dessa, os gêmeos que nos perdoem, mas queremos distância! No mais, reiteramos que os vencedores do desafio serão anunciados em 29/10 — hoje — através do Facebook. Fique de olho! Seu nome pode estar na lista. (; Um abraço, Equipe de Comunidade da Embaixada Brasileira do Inkspired.
October 29, 2020, 19:18

CC C Clark Carbonera
Que bom que você resolveu participar desse desafio, Junio. O seu conto ficou muito legal; misturar terror, crianças, babás e fantasma não tem erro! A passagem da babá olhando as fotografias: achei essencial pra carimbar a atmosfera com suspeitas de que "algo errado não está certo", a descrição foi ótima! Parabéns :D
October 28, 2020, 19:54

  • Junio Salles Junio Salles
    Obrigado por comentar 😃. Resolvi participar de última hora. Quase não consigo participar. Modéstia parte, também achei a sacada dos quadros uma boa idéia October 28, 2020, 21:20
amy ♡ amy ♡
Olá, Junio. Como vai? Eu sou a Amy, uma das embaixadoras responsáveis pelo #arrepiainks! Em breve você receberá um comentário mais completo, feito através do perfil oficial da Embaixada, mas vim aqui deixar minhas impressões individuais sobre a sua história. Afinal, excesso de incentivos é o único que não faz mal. ♡ Puts, que perrengue... só pela descrição das fotos já deu para sentir a atmosfera bizarra pairando sobre o conto. E esses dois irmãos, então? Já fico aqui imaginando mil e uma coisas, mas com certeza não vou querer chegar perto de gêmeos por um bom tempo. hahaha Parabéns pelo seu conto! Nos vemos novamente em breve. :D
October 28, 2020, 16:37

  • Junio Salles Junio Salles
    Obrigado pelo incentivo. Realmente quis que a descrição dos quadros fosse o primeiro gatilho para o leitor entender que havia algo errado. Fico feliz que tenha surtido o efeito que eu pretendia. ;) October 28, 2020, 17:05
Alexis Rodrigues Alexis Rodrigues
eu adoro o misticismo em torno de irmãos gêmeos porque sempre rendem boas histórias, mas a sua me deixou com mais medo do que eu esperava ;-; coitada da babá ;-;
October 28, 2020, 04:18

Isís Marchetti Isís Marchetti
Aaaaaah que sensação incrível de "inesperado" kkkkk Adorei o conto!
October 28, 2020, 01:53

Tomas Rohga Tomas Rohga
Me assustou mais do que gostaria de admitir. Ótimo conto
October 28, 2020, 00:42

Antónia Noronha Antónia Noronha
Histórias com espiritos de crianças são assustadoras demais! Quando o choro começou e o Pedro estava bem só pensei oh shit! Muito boa história! Parabéns!
October 27, 2020, 22:01

  • Junio Salles Junio Salles
    Também acho que espírito e crianças são os mais assustadores. Obrigado 😊 October 27, 2020, 22:34
  • Junio Salles Junio Salles
    Também acho que espírito e crianças são os mais assustadores. Obrigado 😊 October 27, 2020, 22:34
Karimy Lubarino Karimy Lubarino
Caramba, que sinistro! Senti meus batimentos cardíacos aumentarem enquanto seguia com a leitura. Sempre tive bastante pavor dessas histórias que envolvem gêmeos - nem sei bem por que na verdade - e a sua me deixou bastante tensa. Hahahahah Como amante de terror/horror que sou, adorei a sensação! Ah, queria só ver a cara da babá nesse final. Parabéns pela história!
October 27, 2020, 16:48

  • Junio Salles Junio Salles
    Obrigado pelo comentário. Com certeza ela ficou bem assustada no final, eu sairia correndo e largava as crianças lá. October 27, 2020, 17:11
  • Karimy Lubarino Karimy Lubarino
    hahahahaha eu acho que faria o mesmo kkkk October 27, 2020, 17:21
Lorem K Morais Lorem K Morais
Nada como o fantasma de uma criança para tornar seu trabalho mais tenso haha Brincadeiras a parte, ótima história!
October 27, 2020, 16:04

  • Junio Salles Junio Salles
    Fantasma de criança é sempre tenso kkkkk October 27, 2020, 17:12
~