Novo app: Inkspired Writer! Escreva, publique e gerencie suas histórias no seu celular!!. Leia mais.
traducaocamren Traducao Camren

"Lauren Jauregui é uma cantora bem conhecida e a única ex-Fifth Harmony que continua trabalhado duro para ser uma artista solo. Ela tem tudo: fama, sucesso e é aclamada pela crítica por sua música. Mas o que acontece, quando a única pessoa que nunca esperaria que voltasse para um sua vida, a surpreende em um show? A ex-membro de banda de Lauren, Camila Cabello, aparentemente cresceu, desde que o grupo se dividiu, há quase seis anos. Na nova reunião, elas embarcam em uma nova jornada. Mas elas poderão deixar o passado para trás?" Essa estória não é minha. Eu não possuo nada dela. Todos os créditos vão para a incrível autora dessa história, Jazmin (@moviegeek120). Eu apenas traduzirei essa estória. Esse é o primeiro projeto de traduzir fanfics Camren, espero que todos gostem


Fanfiction Bandas/Cantores Para maiores de 18 apenas.

#lésbico #romance #ally-brooke #normani-kordei #dinah-jane #camila-cabello #lauren-jauregui #camren
2
1.7mil VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo Todas as Quintas-feiras
tempo de leitura
AA Compartilhar

Capítulo 1

– Muito obrigada por virem, Miami! É sempre especial voltar para casa e performar para vocês. Vocês foram incríveis. Obrigada e aproveitem o resto da sua noite!

O aplauso estrondoso do público foi aos poucos diminuindo enquanto eu saia do palco para meu camarim. Eu estava exausta e basicamente me joguei na minha cadeira e tentei me acalmar. Mesmo depois de todo esse tempo, eu me sentia nervosa no palco e esse nervosismo levava algum tempo para acabar. Ser uma estrela do pop conhecida não é algo para se reclamar. Eu escolhi isso. Eu queria isso. Nunca em um milhão de anos eu teria pensado que queria isso, mas eu queria.

Depois de estar em uma girlgroup muito bem sucedida por cinco anos, eu fui a única que continuou trabalhando duro e fiz um nome para mim. É claro que isso vinha com um preço que eu estava mais do que disposta a pagar desde que a banda acabou há quase seis anos. Mas ultimamente eu estava cada vez mais descontente com o que a minha vida tinha se tornado. Eu nunca admiti isso para mim mesma, mas era em momentos como esses, onde eu me sentia com dezesseis anos novamente. Tipo, eu não tinha feito nenhum progresso real, além de ser mais famosa e rica. Eu queria que meus pensamentos parassem de ir para um lugar ainda mais escuro e comecei a procurar meus cigarros quando ouvi alguém bater na porta.

– Lauren, você tem uma visita. – Dave, meu empresário, disse misteriosamente.

Eu não pude sequer protestar até ver uma linda mulher chegando por detrás dele.

– Camila... – sussurrei com uma mistura de descrença e choque.

Parecia que alguém tinha acabado de bater na minha cabeça com um taco de beisebol. Eu não via a minha ex-companheira de banda e melhor amiga há anos e agora ela tinha lentamente se aproximando de mim com um sorriso caloroso. Minha mente ainda não estava funcionando corretamente, mas eu sentia meus olhos verdes olhando para ela mais uma vez. Ela estava ainda mais alta agora? Ela parecia mais magra, mas com mais curvas ao mesmo tempo e seu cabelo castanho estava mais claro do que o seu tom natural. Para ser honesta, ela parecia uma super modelo e pela primeira vez eu senti que tínhamos trocado de papéis. Ela escorria confiança e eu me sentia como uma idiota insegura.

– Oi. – ela disse suavemente, me dando um abraço antes de se afastar com dois passos para trás e me dar tempo para se recuperar. Ela parecia sentir o meu choque.

– Ei. – respondi sem realmente saber o que dizer, porque eu só conseguia olhar para ela. Até o seu rosto ficou mais bonita. As suas feições infantis tinham sido substituídos por outros mais maduros.

– Foi um setlist incrível. Você foi incrível lá fora. – ela comentou para evitar um silêncio constrangedor.

– Obrigada. Eu... eu não sabia que você estava... Quer dizer, eu teria te dado alguns ingressos. – eu estava me sentindo mais idiota ainda cada vez que eu gaguejava, mas Camila continuava sorrindo mais calorosamente, o que era calmo e agitado tudo de uma só vez.

– Oh não, eu não queria incomodá-la. Além disso, foi uma decisão espontânea. – ela explicou.Houve outra batida na porta quando Dave deixou alguém entrar.

– Ela disse que está com Camila. – ele murmurou e vi outra modelo entrar. Loira, olhos azuis, alta e perfeita.

– Espero não estar interrompendo. – a loira disse com uma voz suave e se aproximou de nós duas – Eu peguei nossas bolsas e só queria dizer que vou esperar no carro.

Eu observei as duas e tentei me controlar, porque me senti tão por fora disso. Agora eu não tinha certeza se era a exaustão, Camila ou a mulher loira que me causava mais desconforto. Mas então ouvi uma voz mais familiar falar novamente.

– Lauren, essa é Hanna. Minha namorada.

Meus olhos se arregalaram e meu queixo caiu como se eu fosse um maldito personagem desenho animado. Se fosse um desenho minha cabeça teria provavelmente explodido agora. Certamente, não há uma reação certa ou errada quando você ouve algo assim, mas a minha definitivamente não era o que eu pretendia. Ainda assim, eu não conseguia processar porque vi a mão estendida da loira e apertei e balancei automaticamente, sem dizer nada. Eu não tinha certeza do que elas pensavam de mim agora, mas eu queria me dar um soco por me fazer de idiota. Hanna também elogiou o show antes de sair, provavelmente percebendo que eu estava em outro planeta.

– Lauren?

– Sim. – finalmente conseguir falar algo após ouvir Camila chamar meu nome.

– Você está chocada, não está? – ela disse com um tom que eu não consegui distinguir. Seu sorriso parecia ser... triste? – Acho que eu não era tão óbvia como sempre pensei. – ela acrescentou com um pequeno riso.

– Há... Há quanto tempo você...

– Quanto tempo eu sou gay? – ela perguntou, me fazendo corar e levantar minhas mãos na defensiva.

– Não! Não, eu quis dizer... Há quanto tempo você está com Hanna? – continuei a minha pergunta original.

Camila apenas riu suavemente.

– Me desculpe, eu não queria te interromper. Hanna e eu namoramos há seis meses. – seu tom era mais natural agora, ela continuou falando em voz mais baixa. – Eu não quis dizer isso pra você. Para ser honesta, eu não esperava que você ficasse tão chocada.

Com cada palavra que ela disse, ela acabou de aumentar a minha confusão. Ela estava insinuando que eu deveria saber que ela era gay? Haviam tantas memórias rondando a minha cabeça, mas quando ouvi o seu celular tocar, meu coração começou a bater mais rápido. Seu toque... era a... a música... a nossa música. Eu nem sequer ouvi as primeiras letras antes de todas as memórias de uma noite especial voltarem.

——————————————

Flashback

O fundo azul do Tumblr parecia ser o único sentimento familiar na estrada. Talvez fosse estúpido, mas quando todo mundo estava dormindo, eu olhava as minhas tags favoritas no Tumblr tarde da noite, assim como eu fazia em casa. Só que eu não estava em casa. Eu não estava em casa fazia bastante tempo. Eu adorava estar em turnê, mas às vezes me batia a solidão. Especialmente agora. Não importa quantas pessoas gritassem o meu nome quando eu estava no palco, eu sentia esse vazio horrível quando as luzes se apagavam e eu me encontrava em outro quarto de hotel. Então eu me sentia culpada por ser ingrata. A última coisa que eu queria era ser uma pirralha. Embora eu já tinha feito algum tipo de reputação de malcriada para algumas fãs.

Meu trem de pensamento foi interrompido por uma batida suave na minha porta. Era quase duas horas da manhã e eu tinha certeza de que todos deviam estar dormindo agora. Relutantemente, me levantei e ouvi outra batida suave. Desta vez, foi acompanhada por uma voz.

– Lauren? É a Camila. – sua voz baixa soou insegura.

Franzi a testa imediatamente, porque ela era a última pessoa que eu esperava estar no outro lado da porta. Será que aconteceu alguma coisa?

– Oi. – falei um pouco confusa quando abri a porta. Um sorriso nervoso estava em seus lábios e agora realmente comecei a me perguntar qual era o motivo para ela está aqui. – Está tudo bem?

– Sim, tudo bem. Eu... hum... vi que você tinha acabado de postar uma coisa no tumblr... O que significa que você ainda estava acordado e eu não conseguia dormir.

Camila respondeu com uma voz apressada o que aliviou a minha preocupação um pouco. Não que eu não gostasse de sua companhia ou visita tarde da noite, mas não era algo que fazemos. Bem, não mais. Ela ainda não tinha me dado um verdadeiro motivo para estar de pé na minha frente agora, mas tentei ser paciente e apenas olhei para ela.

– Há alguma chance de você querer companhia? Ou você estava indo dormir? – ela perguntou ainda nervosamente.

– Não, pode entrar. Não estou fazendo nada, mas também não estou cansada.

Abrir a porta totalmente, a observei ir em direção da minha cama lentamente. Ela estava usando uma camiseta regata branca e shorts vermelho, a fazia parecer incrivelmente casual, mas impecável. Eu ainda não tinha me trocado depois do show e de repente, me senti com roupas demais, calças de couro preto e camisa apertada. A observei se sentar em um lado da cama enquanto eu sentava do outro.

– Essa é a minha música! – Camila exclamou quando ouviu uma música que tocava no meu notebook. (Do I Wanna Know do Arctic Monkey)

– Eu não sabia que seu nome era Alex Turner. – falei ironicamente, porque ele era, obviamente, o gênio por trás daquela música.

– Você sabe o que eu quero dizer. Eu que te mostrei essa música. Você não consegue aceitar o fato de que pela primeira vez eu sou mais legal do que você. – ela disse com um sorriso enorme.

Dessa vez eu não discuti porque ela estava certa. Eu sempre tinha orgulho pelo fato de que eu poderia impressioná-la com minhas escolhas musicais ecléticas. Em vez disso, eu cantei junto.

'Cause there's this tune I found

(Porque há essa música que encontrei)

That makes me think of you somehow

(Que me faz pensar em você de alguma forma)

And I play it on repeat

(E eu a coloco para repetir)

A dei o meu típico sorriso malicioso quando cantei aquelas linhas, eu sabia que ela iria receber a mensagem. E ela recebeu. Seu sorriso disse tudo.

Me estiquei um pouco, revelando mais do minha barriga por causa da camisa ridiculamente curta que eu estava vestindo. Quando olhei para Camila, a peguei olhando a parte revelada do meu corpo me fazendo sorrir mais uma vez. Mas eu ainda me perguntava por que ela estava ali e decidi apenas perguntar.

– Então, o que tem em sua mente? Tem que ser algo já que você não é consegue dormir. – falei e tentei mostrar a minha preocupação.

– Você realmente acha que sou estranha? – a mais jovem deixou escapar fixando os olhos nos meus.

– O quê? Não. – consegui dizer antes de ela continuar.

– É porque eu nunca namorei ou beijei alguém?

– Espera... O que? – a interrompi, gesticulando com a mão para fazê-la parar por um segundo, porque ela estava falando a mil por hora. – De onde você tirou isso?

– Você vem dizendo que sou estranha quando estamos fazendo nossas apresentações no palco. No início, não me incomodava, mas quando você falou isso de novo... Eu não sei. – ela parou e agora evitando olhar nos meus olhos.

Meus olhos devem ter demonstrado meu espanto naquele momento. Desde que começamos nossa turnê nós tínhamos decidido introduzir cada membro da banda. Eu queria apresentar Camila e sempre tentei fazer isso divertidamente, mas também doce. Ao ouvir que ela estava chateada com o que eu tinha dito realmente quebrou meu coração. Eu deveria saber! Porra, Lauren.

– Escuta, sinto muito se o que eu disse te deixou chateada. Confie em mim, essa é a última coisa que quero fazer. – falei – Eu não te acho estranha. Mas eu acho que você é diferente e especial e isso é tudo o que eu quis dizer com isso. E isso não tem absolutamente nada a ver com você ser inexperiente ou qualquer coisa parecida. Eu nunca pensaria isso. Para ser honesta, eu acho que é ótimo que você está esperando para alguém especial.

Espero que minhas palavras tenham a confortado um pouco, observei sua expressão facial de perto. Houve um tempo em que eu era capaz de ler seu rosto como um livro. Mas dessa vez estava em branco. Ela parecia um pouco frustrado, mas eu não poderia dizer o por quê.

– Sim, mas quando é que vou encontrar aquela pessoa especial? Estamos constantemente na estrada ou no estúdio ou em turnê! Como é que devo fazer tudo isso e depois procurar por alguém? – ela bufou com as mãos agora esfregando as têmporas.

Agora, eu tinha mais de uma ideia por que ela estava tão chateada. Ela parecia estar mais frustrada com ela e sua incapacidade de ser como as outras adolescentes e experimentar quando se tratava de namoro e meninos. Sempre me espantava quão insegura alguém tão perfeita poderia ser. Camila era talentosa, bonita, gentil, inteligente, engraçada e todos a amavam. Ainda assim, ela estava tão abalada com suas "falhas". Eu queria fazê-la se sentir melhor. Mas fazia tempo que não tínhamos uma conversa assim, então tentei ser compreensiva.

– Você não tem que procurar, Camz. Irá te encontrar. Quando você menos esperar, eu prometo. E você tem tantas pessoas já te adorando, estou certa de que não vai ser difícil fazer a pessoa que você escolheu se apaixonar por você também. Você vai ter aquele primeiro e aquele primeiro beijo e serão perfeitos, porque você merece. Tudo bem?

Sorri para ela calorosamente. Esperei ver seu rosto se iluminar, mas sem sucesso. Havia uma expressão em seu rosto que era absolutamente ilegível para mim... Ela focava estreitamente em meus olhos, me deixando um pouco nervoso. Eu disse algo errado de novo?

– Você faria isso? – ela finalmente falou. Me deixando confusa novamente.

– Faria o quê? – perguntei.

– Me beijaria? – explicou ela e seu rosto corou em um tom de vermelho que fui capaz de ver, mesmo que meu quarto estivesse apenas iluminado por uma lâmpada muito pálida e meu notebook.

Eu quase ri porque pensei que ela estava brincando. Meus lábios já formavam um sorriso, suprimi minha risada porque ela ainda me encarava atentamente. Foi quando meu pânico começou a se instalar. Por que ela me pediria uma coisa dessas? Ela secretamente acreditava em todos esses rumores e histórias online sobre eu estar interessada nela? Eu já tinha aceitado o fato de que ela tinha se aproximado mais da Dinah e Normani e que eu não era mais a sua número um. Nossa amizade tinha passado por toda a atenção indesejada, mas eu nunca entendi realmente o motivo dela se distanciar de mim. Tentei uma e outra vez reviver o que tínhamos, mas ela parecia não ter nenhum interesse nisso. Ficar de fora não era particularmente divertido, mas eu queria dar a ela espaço e ela fez novos amigos. Me pergunto por que ela me pediria para ser essa pessoa especial para compartilhar o seu primeiro beijo depois de tudo o que acontecera.

– Lauren? Fala algo, por favor. – ela me trouxe de volta à realidade e abri minha boca antes de fechá-la novamente. Pela primeira vez na minha vida eu fiquei sem palavras. Sem observações sarcásticos ou rebater confiante. Levei mais trinta segundos para realmente formar palavras.

– Por favor não me leve a mal, mas... por que eu? Pensei que nós tivéssemos falado sobre toda essa coisa de #camren. Desde então, quase não nos interagimos uma com a outra e parei de ser arrogante ou o que fosse que eu estava fazendo, que era tão horrível...

– Eu sei que você está com raiva de mim. – ela me interrompeu, mas decidi deixá-la falar porque eu ainda estava sem palavras palavras – Você tem toda a razão de estar. Eu não fui uma boa amiga para você e tenho as minhas razões para me distanciar... e talvez um dia eu possa ser capaz de explicá-las para você. Mas, por enquanto, você só tem que acreditar em mim quando digo que você não fez nada errado.

Suas palavras eram como música para meus ouvidos porque eu tinha passado os últimos meses se esforçando para ser a amiga que ela queria que eu fosse. Simplesmente reconhecer o fato de que ela não tem sido minha amiga foi um grande alívio. Admitindo que ela era a única que me evitava, mas eu ainda me senti um pouco amarga. Mesmo depois de tudo isso eu não queria que ela se sinta culpada. Ela não deveria se preocupar comigo. Era para eu me preocupar com ela.

– Então, o que você diz?

Deve ter sido a centésima vez nos últimos dez minutos que ela tinha me tirado da minha agitação interna e me trazido de volta à realidade. Eu ainda não tinha certeza do que dizer. Isso poderia arruinar tudo o que restava de nossa amizade. Ou talvez ela iria provar a ela que não havia nada para se preocupar com essa coisa de "shipper". Apenas ter a pequena esperança de conseguir a nossa velha amizade de volta era tão tentador.

– Eu sei que seus padrões são, provavelmente, muito maior. – agora ela disse com uma risada insegura.

– Você é linda, pare com isso. Eu só estou preocupada...

– Eu confio em você, Lauren. De certa forma, eu não confio nas outras meninas. Você também é especial para mim e você mesmo me disse sobre o tempo em que você praticava beijando as suas amigas e não era grande coisa.

– Mas isso é diferente... – eu ainda disse insegura e enviei Camila ao limite.

– Ok, esqueça que eu perguntei. Isso foi estúpido e embaraçoso... – ela disse quase se levantando da minha cama, mas agarrei seu pulso na hora certa. Ela olhou para mim com expectativa. Respirei fundo antes de me sentar de frente a ela soltar seu pulso.

Eu não conseguia acreditar no que estava acontecendo agora, mas eu iria beijar minha melhor amiga. Sim, eu ainda considerava ela isso. Se havia uma coisa que eu odiava mais do que qualquer outra coisa, era decepcioná-la. Desde que ela tinha tomado tal coragem de vim a mim com isso, senti que deveria retribuir seu desejo. Seria uma mentira pra mim dizer que eu não pensei nisso antes.

Bani todos os pensamentos como esse imediatamente, eu queria que ela estivesse confortável. Então, eu deveria assumir o papel que eu costumava ter em nossa amizade e ser mais dominante. Ela só precisava simplesmente seguir minha liderança. Meu coração estava disparado, mesmo que eu não entendia o por que, até que olhei naqueles grandes olhos castanhos cheios de expectativa. De repente, me dei conta de que eu não queria decepcioná-la com o beijo. E se ela não gostar? Falei um grande jogo, por vezes, mas agora me senti mais nervosa do que nunca. Rapidamente desconsiderei a minha dúvida surgindo e me aproximei dela antes de amarelar.

Ela queria isso, eu me lembrei. Então, é melhor que eu fizesse com que fosse bom. Não falávamos nada e ouvi Camila quase engolir em seco. Não sei por que isso aliviou minha tensão, mas aliviou.

– Respire. – falei em voz baixa e sorri seguramente enquanto ajustava a minha nova posição. Eu agora estava encarando-a completamente e disposta a assumir as rédeas.

Era provavelmente essa a razão pela qual ela me escolheu. Ela queria que eu fosse confiante e talvez até um pouco imprudente. E eu queria dar a ela o que ela queria.

– Feche os olhos.

Falei ainda mais baixo agora e vi seus olhos cor de chocolate desaparecer por trás das pálpebras fechadas, revelando seu natural cílios longos. Seu belo rosto na minha frente era difícil de ignorar. Examinar cada característica um pouco delicada, me fez relaxar ainda mais enquanto coloquei alguns dos meus fios de cabelo soltos atrás da minha orelha. Isso é pra ela, não pra mim, me repreendi novamente antes de me aproximar.

Senti sua respiração irregular contra meus lábios e instintivamente passei minha língua nos meus próprios lábios para me certificar de que eles não estavam secos. Havia um gosto estranho na minha língua quando percebi que eu ainda usava batom vermelho do show. Espero que Camila não se importasse de tê-los nos seus lábios, porque eu estava agora prendendo o seu lábio inferior entre os meus, dando-a o primeiro beijo que ela tinha pedido. E me surpreendi novamente, quando ela me beijou de volta, sem hesitar. Seus lábios estavam ansiosos contra o meu. Um pouco ansioso demais, me fazendo sorrir e abrir os olhos levemente. De repente Camila abriu os olhos, mas também porque o meu sorriso tinha meio que desconectado nossos lábios depois de apenas um segundo. Seus olhos mostraram o quanto assustada ela tava, provavelmente pensando que eu estava rindo dela. Então imediatamente voltei a me concentrar e coloquei minha mão sem seu rosto, segurando seu rosto. Nossos lábios estavam praticamente se tocando, mas nossos olhos ficavam se conectando.

– Comece um pouco mais suave. – sussurrei contra seus lábios quase tremendo e agora desfrutando o poder que eu tinha sobre ela. Eu a instrui, parecia natural para a nossa dinâmica e ela relaxou novamente – E relaxar o seu lábio inferior. – acrescentei antes de acariciar a parte mencionada de sua boca com o polegar.

Quase me senti tonta agora. Parecia irreal para mim. Quando nossos lábios se tocaram pela segunda vez, ela tinha feito o que eu tinha dito para fazer. Sua boca estava pressionando suavemente contra a minha, me fazendo desmaiar um pouco. O leve toque de seus lábios carnudos fez meu coração bater mais rápido de novo. Me contive para não fazer algo imprudente. Em vez disso, fiquei no personagem e quase habilmente beijei nos lábios dispostos. Aplicando a quantidade certa de pressão e acariciando seu rosto no processo. Ela me pediu um beijo. Talvez eu estivesse gostando um pouco demais, mas não quero que ficasse estranho entre nós. Por essa razão afastei meus lábios após o beijo suave mas perfeito, eu não esperava os lábios de Camila continuar meu beijo. Fui pega de surpresa, mas não achei que ela percebeu.

Seus lábios estavam se movendo perfeitamente agora e eu quase podia sentir seu prazer com o que estávamos fazendo. Meu primeiro beijo foi nada como esse. Foi apenas um pequeno beijo na boca quando eu tinha treze anos. Mas isso... Agora... Parecia malditamente perfeito. Depois de recobrar a minha postura, fui capaz de beijá-la de volta; fazendo os beijos ficarem lentos, mas sensual. Eu tinha certeza de levar meu tempo e explorar esses lábios incríveis. Para ser justa, eu estava provocando um pouco porque eu sabia que ela queria mais, mas eu precisava ter certeza de que eu estava no controle. Depois de mais alguns beijos dolorosamente lentos, inclinei a cabeça para o lado rapidamente. Permitindo que os meus lábios se separasse apenas um pouco antes de se aproximar do lábio dela novamente, senti sua respiração rápida mais uma vez. Nesse momento, eu não tinha ideia do que estava fazendo, mas percebi que ela gostava. É o que ela queria, certo? Essa é a única razão que estarmos fazendo isso. Apenas estamos experimentando e cumprindo seu desejo. Pelo menos é isso que eu disse a mim mesma.

Repeti o meu movimento e lentamente deixei minha língua roçar contra o lábio inferior já tão familiar. Sua respiração parou por um segundo, mas aliviou novamente antes de senti sua hesitação tentando fazer a mesma coisa para mim. Sentir seu beijo sutil contra os meus lábios causou mais um tumulto interior do que eu teria gostado de admitir. A próxima coisa que lembrei era eu aprofundando o beijo mais uma vez que ambas as nossas bocas ligeiramente aberta. Foi quando ouvi o som inconfundível que terminou a nossa "experiência".

Camila gemeu baixinho. Era um som que eu nunca esqueceria. Obviamente, não foi planejado e quando interrompi abruptamente o beijo, a mais nova me olhou completamente assustada. Suas bochechas estavam coradas; lábios inchados e vermelhos do meu batom, mas seus olhos eram o mais revelador. Ela estava envergonhada. Minha respiração tornou-se tão instável que eu não conseguia articular nada, mas apenas olhei para ela em um completo choque.

– Eu... Eu sinto muito... Eu não pretendia... – ela gaguejou.

– Espere, Camz! Está tudo bem. – só consegui dizer lentamente antes de ela correr para fora do meu quarto em que parecia um milésimo de segundo.

Incapaz de entender o que realmente tinha acontecido, me sentei tentando fazer sentido das coisas. No fundo eu ainda ouvi a música que estava repetindo antes de enterrar meu rosto em minhas mãos.

Do I wanna know?

(Eu quero saber?)

If this feeling flows both ways

(Se esse sentimento é recíproco)

Sad to see you go

(Triste te ver partir)

Was sorta hoping that you'd stay

(Eu meio que esperava que você ficasse)

Baby we both know

(Baby, nós dois sabemos)

That the nights were mainly made

(Que as noites foram feitas)

For saying things that you can't say tomorrow day

(Para dizer coisas que você não conseguirá dizer amanhã)

8 de Outubro de 2020 às 14:58 0 Denunciar Insira Seguir história
2
Leia o próximo capítulo Capítulo 2

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 9 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!