kanaeyy kanaey

O coração de Kardia doía não somente por causa de sua doença, mas também por Dégel e seus atos impiedosos ao se afastar.


Fanfiction Anime/Mangá Impróprio para crianças menores de 13 anos.

#the-lost-canvas #amor-não-correspondido #Kardia-e-Degel
Conto
0
555 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Amor não correspondido.

Se contorcendo de dor sobre os lençóis imundos de suor, Kardia sentia seu coração prestes a explodir. A mão agarrada ao peito enquanto grunhia de dor, e em meio ao seu sofrimento, o nome dele escapava por seus lábios, implorando para que viesse logo — que o trouxesse o alívio que necessitava. Algumas lágrimas escorriam por suas bochechas, fazia tempos que Kardia não chorava quando seu coração se incendiava, mas aquele dia era diferente, os motivos de todo seu padecimento iam bem além de seu problema físico. O nome que escorregava de seus lábios, o dono dele, era um de seus tormentos, maior que seu coração prestes a deixar de bater a qualquer instante.

Mas como sempre, nem que fosse nos últimos segundos, ele aparecia. A aura gelada enebriava tudo e todos ao redor. Dégel nem precisou estar muito próximo para aplicar seu golpe que fez com que o coração do futuro cavaleiro de escorpião desacelera-se. A dor passando, mas ainda continuava sem fôlego. Ele ficou parado a alguns passos da porta, observando, Kardia podia sentir seu olhar pesado sobre si.

— Dégel... — Disse. Levantou os olhos com dificuldade para vê-lo melhor, se deparando com um adolescente cheio de evidentes arranhões e alguns machucados pelo corpo. Estava treinando, Kardia soube. Ele vinha dando tudo de si para se tornar um cavaleiro de honra assim como seu mestre. — Que bom-

— Eu preciso ir. — A voz de Dégel se elevou, cortando sua fala com rispidez. — Melhoras.

E então dando as costas ele se foi, deixando a porta aberta e um Kardia com um sorriso forçado no rosto. Doía e muito. Sentia como se seu coração fosse mais uma vez pegar fogo. Não importava quanto tempo passasse, sempre iria machucar, a rejeição tão clara de Dégel. "Eu nunca poderei amar-te como me ama", ele disse uma vez, uma dura verdade que levou Kardia para o fundo de um amor não correspondido.

Estaria até que tudo bem se houvesse parado aí, nesse dia horrível, porém aquele amor que parecia nunca morrer por Dégel acabou com a amizade deles, e era tudo culpa de Kardia. Não pode deixar de amá-lo, seu coração se negava a isso, seus olhares e gestos o entregaram de bandeja e mais uma vez em um dia horrível Dégel lhe deu mais um ultimato: "Precisamos nos afastar, você ainda me ama e eu nunca irei poder amá-lo, não quero que sofra ainda mais por causa disso. Um afastamento entre nós será o melhor, eu tenho certeza". Era o que aquele maldito havia dito com a expressão impassível no rosto, mas os punhos apertados com força.

Kardia o entendia, mas queria que não pudesse, pois a saudades de Dégel o massacrava aos poucos junto de sua doença. "Vocês são apenas jovens demais, deixe que queime e siga em frente Kardia". A fala de seu mestre era sabia, e ele a tomaria para os dias futuros. Porém o agora, esse momento em que suas lágrimas desciam com mais força, Kardia só queria continuar sendo jovem demais e inocente perante a dor do amor. O amanhã viria e nele começaria de novo por si próprio. Deixaria o amor por Dégel impregnar sua alma, mas nunca mais demonstraria os efeitos desse veneno. Isso amanhã, pois as horas do dia ainda não haviam encerrado-se e ele poderia sofrer sem vergonha alguma uma última vez por seu amor que nunca seria correspondido da forma que necessitava.

12 de Setembro de 2020 às 12:48 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Fim

Conheça o autor

kanaey ⠀⠀⠀⠀⠀⠀𝙋𝙇𝙐𝙎 𝙐𝙇𝙏𝙍𝘼! -'ღ'- ⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Mais histórias

Enchanted Enchanted
137 137
Alone Alone