Contagem regressiva para a Copa dos Autores 2020. Registre-se agora e tenha a chance de ganhar prêmios!. Leia mais.
konan-akatsuki1597427784 Ghost Hunter

Hinata se sentia acabada, havia dedicado os últimos anos a ele e somente a ele. Desde o momento em que se jogara de braços abertos para se sacrificar por ele, a ama-lo sem sequer pensar em outra pessoa. Mas Naruto não havia feito o mesmo por ela. Naruto não era atencioso e prestativo, em relação ao namoro dos dois, como ela. Ele a havia traído. E Hinata soube pouco depois de seu noivado, que Sakura estava gravida, esperando um filho dele. O que havia de errado com si? Não era bela o suficiente, ou era sua insistência em se guardar até o casamento? Seria isso que fizera ele lhe trair e ter um filho com outra? Mas para Hinata achar o conforto nos braços daquele Uchiha era a última coisa que passaria por sua mente... Um casamento sendo arranjado, para um Kage deve ser uma garota pura e de família, e em sua imagem Hinata era perfeita para aquilo. Mas ela não era, e ninguém precisava saber disso.


Fanfiction Anime/Mangá Para maiores de 18 apenas.

#gaahina #hentai #sasuhina #naruto
0
647 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo Todas as Quartas-feiras
tempo de leitura
AA Compartilhar

Lagrimas na chuva.

O Festival que ocorreria em Konoha havia sido interrompido pela forte chuva que os pegou de surpresa. Não era comum chover naquela época do ano. Algumas pessoas corriam para suas casas, outras caminhava com guarda-chuva. Entre aquelas muitas pessoas havia uma pessoa em especial que chamava mais atenção. Caminhando lentamente e recebendo toda aquela chuva sem se importar. As pessoas passavam a sua volta e a olhavam com curiosidade tentando em meio àquela chuva ver quem era, Outras passavam perto e ignoravam. Porem ninguém ousava a se aproximar.

A herdeira do clã Hyuga caminhava de forma triste. Deixando que a chuva levasse as lágrimas que insistiam em cair por seu rosto pálido. A dor que dominava seu peito era quase insuportável. A vontade de gritar para aliviar aquele sofrimento era enorme. A cada passo parecia que a dor só aumentava, os passos vacilantes, a pele mais pálida que o normal, os cabelos caindo em sua face parecia não incomodar a garota, mas aquilo deixava sua aparência ainda mais triste.

As lembranças das palavras de Naruto vinham como flechas e acertavam seu peito em cheio. Aquilo só piorava seu estado, a garota ainda tentava a todo custo entender, no que havia falhado, havia o amado e feito de tudo por ele, mas no fundo ela sabia o porquê daquilo, já faziam dois anos juntos e nunca haviam passado de beijos, era claro que ele correria para os braços de outra que poderia lhe dar o que ela negava.

Mesmo que ele nunca houvesse pedido ou tocado em tal assunto ela sabia, sabia que ele desejava e mesmo assim tentou se guardar o máximo e olha o que aconteceu. Do que adiantou ser perfeita, se perdeu seu amor. Os pensamentos que invadiram sua mente só fazia sua agonia aumentar, ela deu um passo em falso, sentiu o corpo ficar fraco e fechou os olhos esperando pela evidente queda que viria.

[...]

Sua animação era visível para qualquer um que passasse por ela, as pessoas a cumprimentavam e ela respondia com animação e sorria, nem parecia a garota tímida que gaguejava e ficava vermelha por qualquer coisa.

Sua animação era devido ao pedido em casamento que havia recebido do herói de Konoha. O pedido havia sido feito durante um jantar no clã Hyuuga na frente de todos, e naquele dia eles iriam marcar a data do casamento, e por esse motivo estava tão eufórica. Ela sentiu uma gota de chuva e olhou surpresa para cima, suspirou ao ver o tempo se formar acima dela.

Mal sabia a garota que aquele tempo que se formava e interromperia o festival era só um reflexo do que ela iria sentir em alguns instantes, a garota apertou os passos para chegar mais rápida a casa do noivo.

Ela chegou e estranhou o fato dele estar sentado na escada, a cabeça entre as pernas e parecia soluçar, lá deu um passo e abaixou um pouco a cabeça o olhando preocupada, ele chorava como uma criança e parecia não ter notado ainda o chakra dela e aquilo só a preocupou mais.

- Naruto-kun - Viu a tensão que se formou em volta dele, o garoto ergueu o rosto de forma lenta e triste, ele á olhou com dor.

- Hina...

- O que aconteceu, você está bem? - Perguntou chegando mais perto e limpando suas lágrimas.

- Você me ama não? E sabe que eu te amo? – Sussurrou choroso, era assustador ver aquele loiro sempre animado chorar daquela forma.

- É claro Naruto, o que aconteceu? - Ele segurou suas mãos.

- Me perdoa... - Ela ia abrir a boca, mas as palavras seguintes fizeram seu coração parar por breves segundos, e então voltar a bater de forma dolorosa.

- Do que está falando - Disse sem acreditar.

- A Sakura tá grávida, esperando um filho meu. - A chuva veio tão de repente quanto as lágrimas que desciam por aquele belo rosto, as pérolas antes tão cheias de brilho ficaram apagadas.

Ela puxou suas mãos e deu passos para trás, não queria acreditar, não queria olhar no rosto dele e ver que era verdade, queria tanto que fosse um longo pesadelo, ela sentiu seu chão sumir e seu peito se apertar, olhou no rosto dele.

- A gente pode continuar junto, eu vou dar meu nome e....

- Acabou! - Ela disse e saiu correndo, não queria ver ele, não queria ouvir sua voz.

[...]

A consciência voltando aos poucos, manteve os olhos fechados, o som da chuva que invadia seus ouvidos tranquilizava seu coração, se virou na cama e sentiu um corpo frio lhe tocar, ela abriu os olhos assustada e se afastou rápido, viu os olhos ônix se abrirem aos poucos e a encarar com curiosidade, ela sentiu o rosto esquentar.

Ele desceu os olhos pelo corpo descoberto dela e ela o seguiu, aquilo fora o suficiente para escapar um grito e se enfiar entre as cobertas novamente, sua mente estava a mil tentando a todo custo entender o porquê de estar nua, ela olhou pra ele, teria Sasuke abusado de si.

- Não pense besteiras - Falou se levantando, ele estava apenas de cueca boxer. - você estava tão gelada quanto um morto e ainda sim suando, então tirei suas roupas e lhe abracei.

- Mas... seu corpo é tão frio - Ele deu um pequeno sorriso enquanto se vestia - o que aconteceu? - Ele acabou de se vestir e a olhou.

- Você desmaiou nos meus braços - Ela baixou a cabeça e todas as lembranças vieram, ela segurou as lágrimas - Eu lhe avisei sobre Sakura, mas você me ignorou.

- E o que queria que eu fizesse? Ela era minha melhor amiga, porque eu acreditaria em você. - Ele olhou para o lado ignorando o que ela havia dito - onde estão minhas roupas?

- Atrás de você, dobradas. - Ele caminhou até a porta e parou - tome um banho. - Disse saindo.

A garota se viu sozinha com os próprios pensamentos, as lágrimas vieram com força, a dor que havia sentido na noite anterior parecia mais afiada. Ela se levantou e caminhou para o banheiro, tudo o que precisava era de um banho quente, onde ficou quase uma hora embaixo da água pensando no que faria a partir dali. Logo saiu do chuveiro e se enxugou, saiu do banheiro só de toalha e seguiu até o grande espelho que havia no quarto.

Deixou que a toalha escorregasse por seu corpo, seus olhos fitaram seu reflexo, e em sua própria visão tentou achar algo atraente em si, afinal esse devia ser o problema, Sasuke apesar de estar ao lado dela nua não havia demonstrado nada, os cabelos cobriram os seios, ela suspirou, não havia nada de bonito nela.

- Se está se auto julgando, achando que a algo errado em seu corpo, pare por favor, não á nada de errado nele. - Falou deixando uma bandeja na cama, o coração da garota estava disparado, ela se virou assustada, seus olhos se encontraram com os ônix.

- E o que você acha? - Perguntou de cabeça baixa, seu rosto corado, as mãos juntas demonstrando a vergonha que sentia.

- O fato de não demonstrar nada não quer dizer que eu não sinta nada, apenas a respeito. - Falou e ia se retirar do quarto.

- Então fique comigo. - Ele parou ainda de costas, não queria virar e mostrar o quão surpreso havia ficado - me faça sua por hoje.

- Tem certeza - Perguntou se virando, ela corou mais, ele a olhava com desejo.

- Sim...

Ele sabia que era errado. Ela estava sensível e agindo por impulso, mas... seus olhos desceram pelo corpo nu dela, era impossível negar algo assim, aquelas curvas, aquela pele nunca antes tocada, Hinata era totalmente pura, ele deu um pequeno sorriso, que mal faria mostrar a ela os prazeres da vida.

14 de Agosto de 2020 às 18:43 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Leia o próximo capítulo Anbu

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 1 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!

Mais histórias

Cartas Jogadas Cartas Jogadas
Fadado a você Fadado a você
Venom of Venus Venom of Venus