Contagem regressiva para a Copa dos Autores 2020. Registre-se agora e tenha a chance de ganhar prêmios!. Leia mais.
Conto
0
703 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Capítulo Único

Leia já estava cheia de ter que ficar sentada esperando que algum nobre viesse lhe pedir para dançar enquanto seu pai ficava com toda a diversão dentro de sua sala discutindo assuntos políticos com os aliados, até que ela viu uma figura conhecida que quase se passou despercebida se não fosse pela mudança repentina no visual.

"Inacreditável. Você realmente achou que ninguém aqui te reconheceria só porque você está usando vestes, provavelmente roubadas, dignas do nobre que você nunca será?"

"Na verdade, eu estava esperando que você me reconhecesse, princesa."

Han tinha aquele estúpido sorriso debochado no rosto que só conseguia deixar Leia mais irritada.

"E o por que disso?"

"Para que você sentisse pena do seu amante e oferecesse os seus aposentos para que eu pudesse passar a noite."

"Primeiro de tudo: Você literalmente recorrer a pena das pessoas é a coisa mais patética que eu já vi. E segundo: Você erao meu amante até fazer com que meu pai, o rei, te expulsasse da nossa guarda simplesmente porque você não consegue ter o mínimo de decência."

"Sério que ele ainda está chateado porque eu roubei um dos cavalos? Com tantos outros eu tenho certeza que oMillenniumnão faria falta!"

"Você acha mesmo que foi por causa de um cavalo que meu pai te expulsou?!"

"Por que mais seria?"

Leia abaixou a cabeça e colocou sua mão sobre ela passando um bom tempo nessa posição. Nunca era uma boa ideia acabar com a paciência da princesa de Alderaan, mas Han já sabia muito bem disso.

"Será que não foi porque ele te encontrou me espionando enquanto eu estava no banho, Han?!"

"Ah, isso. Mas não foi culpa minha ele ter aparecido no corredor bem na hora. Como eu poderia adivinhar?"

"Esse é o problema. Você não pensa!"

"E isso faz com que você goste menos de mim?"

"Não, infelizmente."

Leia não pode esconder suas bochechas vermelhas assim como Han não pode conter um sorriso.

"Eu acho melhor voltar para a minha mesa antes que alguém me procure e descubra que você está aqui."

"Tudo bem, princesa. Melhor eu ir embora mesmo, já fiz o que tinha que fazer."

"Se você quiser pode esperar no jardim que depois eu abro a janela do meu quarto para você entrar."

"Você quer?"

Por um instante deu para notar uma certa insegurança em Han, mas o sorriso ainda estava lá.

"Se você quiser..."

"Nos vemos mais tarde então, princesa."

"Nos vemos mais tarde, Sir."

Ele depositou um rápido beijo na mão dela antes de sair correndo para o canto combinado, e pode-se dizer que o resto da noite não foi mais tão entediante assim para Leia.

11 de Agosto de 2020 às 14:41 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Fim

Conheça o autor

Brave Princess Ana | 18 | Ace | INFP | Spirit / Nyah / AO3: Brave_Princess | Twitter: boowiewho | Tumblr: iammyownsaviour

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Mais histórias

Cartas Jogadas Cartas Jogadas
Fadado a você Fadado a você
Venom of Venus Venom of Venus