tamyres-prado1596820742 Tamyres Prado

Nossas escolhas sempre tem um resultado, positivo ou não, que escrevem nossas vidas. Cecilia é uma jovem que após uma viagem com sua melhor amiga Alice Albuquerque, fica entre dois amores, Matheus e Rafael, um deles com um leve impedimento, que torna tudo mais difícil ainda. Cada escolha uma renuncia.


Romance Romance adulto jovem Impróprio para crianças menores de 13 anos.
0
629 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo Todas as Segundas-feiras
tempo de leitura
AA Compartilhar

O Casamento

A vida é repleta de escolhas, umas más e outras boas, ambas com um resultado em comum, uma experiencia unica na vida de cada um, é o que nos completa como seres humanos, o que nos move e escreve nossas vidas, e hoje é um exemplo perfeito de uma experiencia vivida por mim, mediante as minhas escolhas, hoje é o dia do casamento.

A igreja tem um estilo clássico da religião católica, esbanja arte, esculturas e um cheiro incrível de flores, os lírios estão milimetricamente arrumados em seus arranjos a um metro de distancia uns dos outros, ao lado de cada grande banco de madeira, toda a decoração tem um tom claro, um tom de pureza e bom gosto, o tapete vermelho da igreja ganha também estes tons claros, agora que coberto com pétalas brancas, espalhadas a exatos dois minuto, da entrada ao altar pela daminha de honra, que tem seu vestido cor de creme em harmonia com o ambiente.

Junto ao cheiro das flores e o clima festivo a marcha nupcial preenche a igreja, todos de pé imediatamente, com os olhos vidrados na fresta que se tornava cada vez maior conforme abriam a grande porta de madeira, meus olhos se encheram de lagrimas, eu mal conseguia acompanhar o caminho, tudo que eu conseguia ver eram os sapatos brancos cravejados de perolas na parte superior, formando uma espécie de moldura, o tapete vermelho que esbanjava as pétalas brancas e o altar com o homem que eu mais amei em toda minha vida, ele estava com os olhos marejados, olhando para frente e disfarçadamente olhando para alguém em um dos bancos, alternando o olhar entre os dois, como se pensasse em alguma outra coisa, algo perdido, algo forte, algo sentimental... ah sim! uma mulher, um outro amor. Meu corpo se estremesse com esse pensamento.

7 de Agosto de 2020 às 18:13 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Leia o próximo capítulo A Mansão de campo

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 3 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!