Contagem regressiva para a Copa dos Autores 2020. Registre-se agora e tenha a chance de ganhar prêmios!. Leia mais.
crack_exodus Laís Mota

Kyungsoo nunca imaginou que conhecer alguém pela internet lhe traria tantas coisas boas, mas tampouco esperava que amar alguém acarretaria em tanto sofrimento, simplesmente porque ele sabia como fazê-lo. Mas com o tempo ele aprendeu a lidar com a rejeição da sociedade, mas a cicatriz sempre permaneceria em seu coração. Aquela marca em seu passado. Seu estigma.



Fanfiction Bandas/Cantores Para maiores de 18 apenas.

#kaisoo #exoau #sebaek #sookai #kaisooday #exo #yaoi #boyxboy #lgbt #jongin #kyungsoo #chanyeol #baekhyun #sehun #menção-chansoo
0
727 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo A cada 15 dias
tempo de leitura
AA Compartilhar

It happened

Era outono quando as folhas secas começavam a enfeitar as ruas de Londres dando àquela cidade um clima nostálgico. Pelas janelas do quarto da casa de tons clássicos, o jovem de olhos expressivos observava as folhas rodopiando com o vento no gramado do jardim ali em frente. As folhas caíam do carvalho e o vento passava, fazendo-as rodarem, repetindo o mesmo ciclo até que a próxima brisa acontecesse. Eram como as ondas do mar que iam e vinham, então um momento de calmaria até que ocorresse tudo novamente.

As lembranças de Do Kyungsoo se assemelhavam àquelas folhas, assim como elas assemelhavam-se as ondas do mar. Mesmo se passando 9 anos desde que se mudara de Seul, seus pensamentos continuavam se voltando initerruptamente para a cicatriz que aquele lugar lhe deixou. Nunca imaginou que teria que voltar para lá, ainda mais em circunstâncias tão dolorosas como a que seu primo o informou.

Seu coração estava em pedaços, e novamente por causa da pessoa que o deixou em cacos da primeira vez, mas agora a situação era diferente e muito mais complexa do que imaginava.


20 de Abril de 2009


Mais uma vez estava submerso nos seus pensamentos, a música soando em seus fones de ouvido estava alta demais para o Do mais novo sequer prestar atenção a sua volta. Sua mãe cozinhando algo no fogão cantava alto com sua voz esganiçada, preenchendo cada canto da casa com uma música dos Beatles. Porém, nada entrava nos ouvidos do alvo senão as músicas que tocavam em seu celular.

Estava tão cansado de todo final de semana fazer a mesma coisa. Acordar cedo para ajudar sua mãe nos afazeres de casa, estudar alguma coisa importante do colégio e no fim ficar mais uma vez enfurnado em seu lar. A monotonia o prendeu com fortes amarras, mas esperava que algo ou alguém pudesse libertá-lo. Mas a cada dia que passava, isso parecia impossível. Seu único fio de esperança era seu melhor amigo, e este havia se mudado para Busan, fazia 2 anos. Sentia falta de Sehun enfiado em sua casa praticamente todos os dias. Era uma pena que não pudesse visitar seu amigo; seus pais nunca o deixariam viajar sozinho, mas também não o acompanhariam. Então, sua única opção era conversar com o Oh via mensagens.

Antes de tudo resolveu dar uma olhada em um dos perfis que seguia no instagram, o qual tinha profunda admiração. Kim Kai era um garoto realmente talentoso, e demonstrava seu talento nas telas que pintava, nos desenhos que fazia, em cada traço milimétrico de uma caricatura. Sempre tão cauteloso e surpreendente. Kyungsoo admirava todos os trabalhos desenvolvidos por ele, e agora sempre arrumava um jeito de mostrar a outras pessoas as obras daquele artista.

Kai não era nenhum famoso, era apenas um garoto com um hobby meio virado para o lado artístico, e com esse hobby ele ganhou “fãs”, e Kyungsoo era um deles.

Foi enquanto admirava as obras de Kim Kai com um sorriso despercebido que seu celular vibrou algumas vezes sinalizando novas mensagens recebidas no aplicativo que usava no momento. De primeira ele iria ignorar e continuar com o que estava fazendo, mas depois de ver o user na notificação, seus olhos quase saltaram da cara e então ele visualizou todas as mensagens que Kim Kai havia o enviado.

“Olá, D.O.!

Você sabe quem eu sou, certo?

Seu amigo Sehun me disse que recentemente você vem divulgando as minhas obras (Oh Sehun é meu primo haha), e eu gostaria de agradecê-lo por isso. Sério, meus seguidores subiram desde que você as divulgou, ao que parece!

É bom saber que tenho um “fã” tão atencioso

Bem... Gostaria de manter contato com você, se não for incomodar ^^’

Céus, estou tão nervoso...

XOXO, Kim Kai”


Sorrindo como um bobo e soltando um grito eufórico, Kyungsoo não poderia sequer imaginar que aquelas mensagens seriam apenas o começo de muitas mais que viriam e de um período de felicidade intensa em sua vida cheia de monotonia.

2 de Agosto de 2020 às 19:45 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Leia o próximo capítulo Before the storm

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 5 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!

Histórias relacionadas

Mais histórias

Banshee Banshee
Tell me a secret Tell me a secret
Poções Poções