Estamos tendo alguns problemas de lentidão em nosso site. Pedimos desculpas e agradecemos sua paciência enquanto trabalhamos para restaurar a velocidade.
lireas tiago líreas

Sobre sentimentos recorrentes. (Pintura da capa por Marcello Castelani)


Poesia Para maiores de 18 apenas.
Conto
3
1.8mil VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Descarnado

Todos os dias, alguém me arranca um membro

Eles crescem de volta, mas sempre mais feios

Desde quando minhas partes maturaram

Têm padecido de renascimento


Me arrancam os braços os homens lá do alto

De modo que trabalhos eu não empregue

Eles voltam flácidos, delgados e descarnados

Como se os tivessem esfregado no asfalto

Me arrancam a cabeça alguns congêneres

Tornando a minha alma confusa e perdida

Ela volta rugosa, gordurosa e descarnada

Apenas meus olhos se mantêm


Me arrancam as pernas meus superiores

Para que eu não fuja para lado algum

Elas voltam magras, trêmulas e descarnadas

Tornam-se colunas de um templo a desabar


A podridão alcança até ao peito

Que nem de gente parece mais

As lágrimas caem como o cabelo

Água pura de corpo duro


Anseio pelo dia da reconstrução

Posso fazê-lo chegar mais rápido

Basta usar o que resta

Engolir o sangue e a pele

Erguer-me como músculo


Ainda assim, não cessa a tortura


A cada decepar, mais dissipar

Cada vez menos carne

Cada vez menos eu

Mais invisível

Menos eu


19 de Julho de 2020 às 16:24 2 Denunciar Insira Seguir história
4
Fim

Conheça o autor

tiago líreas Espero que se veja ao ler aquilo que derramo do coração em palavras, ou que, no mínimo, se sinta alterado, como uma criança quando descobre o que é – ou o que significa – uma fruta; a qual entende, com isso, um pouco dos fundamentos da vida, e se sente fascinada, alegre ou emocionalmente impactada de qualquer outra forma, por saber melhor das coisas. Só peço que não leia os meus textos como objetos superficiais cujo único intuito é alimentar o corpo físico, como um ser racional veria uma maçã.

Comentar algo

Publique!
Batt Goratte Batt Goratte
Que texto incrivel, eu poderia enrolar com tantas palavras estranhas, mas incrivel resume tão bem.
August 13, 2020, 20:21
Isís Marchetti Isís Marchetti
Olá, tudo bem? Faço parte do Sistema de Verificação e venho lhe parabenizar pela Verificação da sua história. Bom, a primeira leitura eu confesso que não tinha entendido muito a mensagem que você queria passar, mas quando eu deitei para dormir e fiquei matutando o seu texto por horas, eu coloquei de uma maneira que fez muito sentido, por exemplo: se colocarmos os membros como se eles fossem um sentimento, veja bem, se o braço é a confiança e um dia essa confiança é quebrada, o que acontece quando acaba o sentimento ? Se analisarmos com a metáfora é exatamente a mesma coisa, no lugar do sentimento sólido e tangível que é a confiança, cresce algo insonso, mole e que quase não é mais útil. Então se cada membro é um sentimento; amor, confiança, lealdade e etc, quando tirado de nós, já era. Perde a essência e não tem mais utilidade. Bom, pode ser que não tenha nada haver com o que você quis dizer e eu viajei legal, mas me parece exatamente aquilo que você queria passar. Quanto a coesão e a estrutura do seu texto, estão ótimas, a narrativa está excelente e você da tantos detalhes que é até possível me sentir no lugar desse pobre ser. Quanto ao personagem, eu me pergunto o que realmente aconteceu para que ele chegasse aonde está, e se tem haver com os sentimentos, me pergunto o que restou para ele. A gramática está incrível, parabéns mais uma vez pelo texto rico em detalhes e muito bem preparado. Desejo a você sucesso e tudo de bom. Abraços.
August 04, 2020, 13:52
~