sandranaua Sandra Braz

O dia pode sempre nos esperar, seja com uma xícara de chá, um café com leite ou com um sol brilhante. Ou tudo isso junto.


Conto Todo o público.

#sol #café #chá
Conto
0
492 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

...

Era uma manhã de sábado. Já passava das 8h. O sol parecia estar cansado e só era possível ver nuvens cinzas atrevidas deslizando no firmamento. Alguns pássaros ainda cantavam àquela hora. Eu nunca os vi, nem desconfio de que espécie são, embora os tenha desenhado na minha mente (devem ter penas vermelhas) e sempre me deleito com o canto deles, mas confesso que não por muito tempo, pois acabo me entretendo com uma tarefa ou distração cotidiana. Preparei um chá. Não recordo desde quando havia começado a gostar de tal bebida, já que não a tolerava e sempre imaginei um chá das cinco com uísque ou vodka. No entanto, desde já algum tempo passei a degustar lentamente xícaras de chás variados que me proporcionam momentos de contemplação na companhia de margaridas festivas. Instintivamente catei um livro de poesias na prateleira e abri uma página qualquer. Será que eu entendi o que poeta quis dizer com todas essas metáforas? Nunca se sabe. Liguei o computador, abri sites de notícias e li manchetes sobre violência, Fórmula 1, desastres naturais e guerra entre celebridades. Abandono os noticiários e preparo mais chá para brindar com as margaridas alegres. Sem açúcar, claro. Decido caminhar pelas redondezas, pois veio à mente que o poeta lido antes proferiu que “existem manhãs em que abrimos a janela e temos impressão que o dia está nos esperando”. Quem sabe esse dia não estava a minha espera do lado de fora? Descontraída ocupei-me de bisbilhotar a distância açougues, padarias, loja de material de construção, salões de beleza, farmácias e petshops. Pessoas estavam nesses espaços servindo outras para ganhar o pão e garantir a sobrevivência. Um pãozinho seria bem-vindo. Peço um pão com manteiga na chapa e um pingado e lembrei-me da crônica que li num livro da escola em que um garoto sempre ouvia ao passar pela padaria perto da casa dele o seguinte pedido: “salta um pingado!” e o desejo dele era que quando crescesse e tivesse dinheiro, a primeira medida que tomaria seria pedir o famigerado pingado, imaginando que se tratava um néctar celestial. Daí o tempo passa e o garoto já rapaz vai à padaria e profere a frase que sempre sonhou “salta um pingado!” e num misto de espanto e decepção recebeu do balconista um copo de café com leite, ou seja, o que era servido todos os dias no café da manhã em casa. Pensei cá comigo que devem tais expectativas ocorrer várias vezes na vida: desejamos tanto algo cegamente supondo ser especial e chega o momento em que percebemos que não passa de um pingado. Mas aí é que está! Como saber? Será que eu ando desejando pingados? Enquanto devaneava, ouço 2 senhores debulhando uma partida de futebol entre goles de café puro em copos americanos. Observei discretamente. Havia na cena 2 senhores de meia-idade munidos de gestos, opiniões, risos expelidos de bocas só com metade dos dentes. Notei golas esgarçadas, chinelo encardido, unhas sujas, alianças, fios de prata se impondo sobre os negros, marcas de sol no pele. O que haveria além do que se vê? Sonhos? Pensa-se que depois de certa idade não se pode mais sonhar. O prazo de validade vence até para as pessoas como se fossem a mortadela exposta ali no tristonho e decrépito balcão de frios. E o pior é que tem gente acredita e se priva da liberdade que a alma tem para aprender, criar, amar, voar. Termino a refeição, dirijo-me à saída e percebo o sol dourado aparecendo finalmente e acenando. Tive então a impressão que aquele dia estava de fato me esperando.

Descobri quando comecei a gostar de chá. Foi por intermédio de uma dieta.

14 de Julho de 2020 às 22:50 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Fim

Conheça o autor

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Mais histórias

Terra de Inverno Terra de Inverno
Meu primeiro beijo. Meu primeiro beijo.
About a Rock n Roll Band About a Rock n Roll ...